SEGUIDORES DO BLOG




CALENDÁRIO NEGRO - MARÇO

1 – Nasce Ralph (Waldo) Ellison professor e escritor norte-americano, ganhou eminência com seu primeiro romance, “O Homem Invisível”, de 1952 (1913-1994)

2 – Ocorre o primeiro carnaval oficial de escolas de samba do Rio de Janeiro, RJ (1935)
2 – Dia da Mulher Angolana
2 – Aprovada lei proibindo o tráfico de escravos africanos nos Estados Unidos (1807)
2 – Festa Nacional de Marrocos (1956)
3 – O paulista Domingos Jorge Velho assina em Pernambuco, com o governador da capitania, o contrato mediante o qual se dispunha a destruir o Quilombo dos Palmares (1687)
3 – Publicado alvará pelo qual os negros dos quilombos, toda vez que fossem aprisionados, para ser restituídos aos donos deviam ser marcados na espádua com um "F" por meio de ferro em brasa (1741)
3 – Em discurso, o presidente da Bahia, Francisco de Souza Martins afirmou que era necessário "fazer sair do território brasileiro todos os libertos africanos perigosos à nossa tranquilidade" (1835)
3 – Inauguração na cidade do Rio de Janeiro, da Avenida dos Desfiles, popularmente chamada de Sambódromo, hoje por lei denominada Passarela do Samba (1984)
3 – Nasce no Rio de Janeiro o cantor e compositor Jards Anet da Silva - Jards Macalé (1943)

3 – Nasce Jackie Joyner-Kersee, atleta estadunidense, considerada por muitos como a maior atleta feminina da história (1962)

4 – É deferido pela Regência o pedido de deportação dos africanos libertos envolvidos na Revolta dos Africanos ou Revolta dos Malês na noite de 24 e 25 de janeiro (1835).
4 – Nasce em Township, África do Sul, a cantora Mirian Makeba (1934)
5 – Fundação, em Salvador (BA) do Olori Afoxé (1981)

5 – Nasce Chiwoniso Maraire, cantora do Zimbabwe (1976-2013)

6 – Independência de Gana, primeiro país da África Negra a tornar-se independente (1957)
6 – Abolição da escravatura no Equador (1854)
7 – Grande marcha pelos direitos civis, de Selma à Montgomery, liderada por Martin Luther King Jr. (1963)
8 – Nasce no bairro de Periperi, Salvador (BA), o Bloco-Afro Ara Ketu (1980)
8 – Aprovada, na África do Sul a nova Constituição, que aboliu oficialmente o apartheid, regime racista dominado pela minoria branca (1996)

8 – Nasce Neusa Borges, atriz (1941)
9 – Nasce, na cidade de Recife (PE) o cantor e compositor José Bezerra da Silva - Bezerra da Silva (1938)
9 – Nasce, no bairro do Andaraí, Rio de Janeiro, a bailarina Isaura de Assis (1942)
9 – Nasce, em Colina (SP), o poeta Paulo Eduardo de Oliveira, Paulo Colina. Publicou "Fogo Cruzado", "Senta que o Dragão é Manso", participou também da "Antologia Contemporânea da Poesia Negra Brasileira" e "Cadernos Negros" (1950)
9 – Realiza-se, em Petrópolis (RJ), o I Encontro de Franciscanos Negros (1988)
10 – Nasce, em Tubarão (SC), Apolinária Mathias Batista - Mãe Apolinária, fundadora da "Sociedade Caboclos Amigos" em Porto Alegre (RS) (1912)
11 – Nasce, na Praça Mauá (RJ), a atriz Léa Garcia (1933)
12 – Independência das Ilhas Maurício (1968)

13 – Nasce Iziane Castro Marques, jogadora de basquete brasileira (1982)
14 – Nasce na Fazenda Cabaceiras, município de Muritiba (BA), Antônio de Castro Alves, o "poeta dos escravos". É um dos poetas mais populares do país, autor de "Vozes d'África, "Navio Negreiro", "A Cachoeira de Paulo Afonso", "Saudação aos Palmares", "Adormecida" e outros (1847)
14 – Nasce, em Juiz de Fora (MG) o cantor e compositor Sinval Machado da Silva, Sinval Silva, o compositor predileto de Carmem Miranda (1906)
14 – Nasce, em Franca, São Paulo, o artista e político Abdias Nascimento, fundador do TEN – Teatro Experimental do Negro (1914)
14 – Nasce, em Sacramento, Minas Gerais, a escritora Carolina Maria de Jesus, autora de "Quarto de Despejo" (1914)
14 – É lançado em Salvador, Bahia, o jornal O Abolicionista (1871)
14 – Realiza-se, em São Paulo, o I Encontro dos Agentes da Pastoral Negros (1983)

15 – Nasce Cecil Taylor, músico e compositor estadunidense, foi o pianista mais importante do free-jazz (1929)

16 – Surge nos Estados Unidos o Freedom's Journal, o primeiro jornal com temática negra da América (1827)
16 – Nasce em Japaratuba (SE), o artista plástico, Arthur Bispo do Rosário (1911)
16 – Nasce em Montgomery, Alabama, (EUA), o cantor e pianista Nahaniel Adams Coles - Nat King Cole (1919)

17 – Nasce Nathaniel Adams Coles, Nat “King” Cole, um dos mais importantes pianistas de jazz, cantor e compositor do século XX (1919-1965)

18 – Nasce Queen Latifah, cantora, rapper, atriz, compositora, modelo, produtora musical, comediante e apresentadora estadunidense (1970)

18 – Nasce Vanessa Lyn Williams, cantora, atriz e compositora estadunidense, famosa por ter sido a primeira Miss America Negra, em 1983 (1963)

19 – Nasce, em Pateoba (BA), o cantor e compositor José de Assis Valente, autor de inúmeros sucessos como: "Camisa Listada", "Boas Festas" e do samba antológico "Brasil Pandeiro" (1908)
19 – Inicia-se o I Encontro Estadual de Conscientização e Cidadania Negra, no Estado do Rio de Janeiro (1988)
20 – Nasce, no Rio de Janeiro, o ator e cantor lírico, Manuel Claudiano Filho - Claudiano Zani (1926)
21 – Nasce, no Rio de Janeiro (RJ), o radialista, humorista, cronista e compositor Haroldo Barbosa (1915)
21 – Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial
21 – Independência da Etiópia (1975)
21 – A polícia sul-africana atira contra um cortejo fúnebre de quinhentas pessoas no bairro negro de Langa, na periferia da cidade de Uitenhage, matando 21 manifestantes. O dia ficou conhecido como "Quinta-feira Sangrenta" (1985)
21 – Independência da Namíbia (1990)
21 – Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, em memória das vítimas do massacre de Shapeville, na África do Sul (1960)
21 – Zumbi dos Palmares é incluído na galeria dos heróis nacionais (1997)
22 – O explorador negro Alonso Pietro se incorpora à expedição de Cristóvão Colombo (1492)
22 – Nasce em Madureira (RJ), o cantor e compositor Jorge Duílio Lima Menezes - Jorge Benjor, autor de "Chove Chuva", "Cadê Teresa", "África-Brasil (Zumbi)", "País Tropical", "Que Maravilha", entre outros sucessos (1944)
23 – Abolição da escravidão em Porto Rico (1873)

24 - É oficializada a abolição da escravatura na Venezuela (1854)
25 – Proclamação nesta data da libertação final de todos os escravos existentes na Província do Ceará (1884)
25 – Nasce, em Detroit, Michigan Estados Unidos, a cantora Aretha Franklin (1942)
25 – Criação, no Rio de Janeiro do jornal A Voz do Morro (1935)
25 – Nasce Aristides Barbosa, jornalista, educador e ex-militante da Frente Negra (1920)

26 – Nasce Diana Ross, cantora e atriz estadunidense, foi a líder do grupo musical "The Supremes” (1944)

27 – Nasce, numa família de músicos e artistas de Newark, Nova Jersey (EUA), a cantora de jazz, Sarah Louis Vaughan - Sarah Vaughan (1924)

27 – Nasce Luiza Helena de Bairros, socióloga, ativista do do Movimento Negro Unificado e feminista negra (1953)
28 – Nasce, em Cabo Frio (RJ), Antônio Gonçalves Teixeira e Souza, considerado um dos precursores do romantismo e autor do primeiro romance brasileiro: "O Filho do Pescador" (1843)
28 – Fundação, em Pelotas (RS) do Clube Abolicionista (1884)

29 – Nasce Lee ("Scratch") Perry, compositor, cantor e DJ jamaicano, um dos nomes mais destacados da música reggae (1936)

30 – Os homens afro-americanos conquistam direito ao voto nos EUA (1870)

30 – Nasce Maria Bibiana do Espírito Santo, Mãe Senhora, ialorixá do Ilê Axé Opô Afonjá (1900)
31 – Fundação, em Campos, Rio de Janeiro, da Sociedade Emancipadora Campista (1870)

.

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

HOJE: Conferência do escritor angolano Pepetela em Salvador - BA

HOJE, a partir das 15h, o escritor Pepetela realizará, no Salão Nobre da Reitoria da UFBA, a conferência intitulada Memória, Literatura, Utopia na Construção de Angola. Destacando-se pela profundidade com que investe num trabalho de revisão crítica da complexa e aguerrida história angolana, Pepetela está no Brasil para participar de vários eventos relacionados à divulgação e debate de suas obras, cuja disponibilização para seus já muitos leitores no país presentemente se consolida através dos lançamentos de seu mais recente romance — O Tímido e as Mulheres — e das novas edições de Mayombe e A Geração da Utopia, narrativas seminais para a reflexão sobre os processos de descolonização e de afirmação político-identitária que forjaram a Angola contemporânea. 
Organizado pelas equipes de pesquisadore(a)s dos projetos Discursos de Migrações, Êxodos e Retornos, Trânsitos e Trocas Culturais Em/Entre Países de Língua Oficial Portuguesa, em Contextos de Globalização e Pós-Colonialidade (coordenação da dra. Maria de Fátima Maia Ribeiro); e Imagens & Imaginários da Mestiçagem nas Literaturas Angolana e Brasileira(coordenação do dr. Jesiel Oliveira), este evento conta com apoios institucionais do Departamento de Letras Vernáculas do Instituto de Letras da UFBA; do Programa de Pós-Graduação em Literatura e Cultura do ILUFBA; e do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Estudos Étnicos e Africanos (Pós-Afro/UFBA). Serão emitidos certificados para todos que se inscreverem e cumprirem a carga horária prevista para a atividade (3 horas).
Informações ampliadas e atualizadas sobre o evento estão disponíveis na página Facebook <https://www.facebook.com/events/175425422649136>. Pedimos encarecidamente a colaboração de todos na divulgação.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Boletim do LAESER: O cresciment​o da participaç​ão dos pretos & pardos

Prezado leitor e prezada leitora do Tempo em Curso   
    
Informamos com satisfação que a edição de outubro de 2013 do boletim eletrônico mensal do LAESER já está disponível em nosso site.
De acordo com a recém-divulgada Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do IBGE de 2012, os pretos & pardos passaram a representar 53% da população residente no Brasil. Dez anos antes, pela PNAD de 2002, este contingente era apenas 46,1% dos residentes no país.
A atual edição do “Tempo em Curso” apresenta um breve estudo sobre o aumento da participação relativa dos pretos & pardos em relação ao total da população brasileira, e aponta possíveis explicações para o fenômeno. As análises desenvolvidas se baseiam nos microdados da PNAD dos anos de 2002 e 2012. 
Este número do boletim também comenta os dados da taxa de desemprego por grupos de idade. Todos os indicadores de mercado de trabalho presentes no anexo estatístico se encontram desagregados pelos grupos de cor ou raça e sexo, e se referem ao período compreendido entre agosto de 2012 e agosto de 2013.
Nós do LAESER aguardamos vosso diálogo, críticas e reflexões.
Boa leitura!
 
Equipe LAESER 

domingo, 20 de outubro de 2013

II Seminário Regional Diversidade e Superação do Racismo - RJ

O II SEMINÁRIO REGIONAL DIVERSIDADE E SUPERAÇÃO DO RACISMO é uma proposição do FÓRUM PERMANENTE DE EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE ÉTNICO- RACIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO com objetivo geral de contribuir para a formação continuada de gestores e professores, por meio de um processo de reflexão crítica sobre as atividades desenvolvidas nas escolas e universidades da Baixada Fluminense, relacionadas à implantação dos artigos 26 A e 79B da Lei 9396/96, do Parecer CNE/CP 01/2003 e do Plano de Implantação das Diretrizes de Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana.
O Seminário, em sua segunda edição, intenciona consolidar a estratégia de avaliação continua dos avanços e dificuldades para a efetiva implantação das políticas curriculares de ação afirmativa, definidas pelo artigo 26 A da LDB 9394/96, Resolução CNE/CP 01/2004 e Plano Nacional de Implementação das DCNERER/ 2009.
Os desdobramentos da realização do seminário devem propiciar às instituições envolvidas: a) mapear as ações desenvolvidas pelos governos federal, estadual e municipais na Baixada Fluminense; b) identificar as mudanças nos Projetos Político Pedagógicos das escolas da rede pública; c) identificar a necessidade de intervenção nos processos de formação continuada e inicial de professores e outros profissionais da educação.

Saiba mais:
http://forumriodiversidade.blogspot.com.br/

SERVIÇO:
Local: UFFRJ - Instituto Multidisciplinar/ Nova Iguaçu
Av. Governador Roberto Silveira, s/nº Centro - Nova Iguaçu-RJ (ao lado do antigo Aero Clube)
Data: 12,13 e 14 de novembro de 2013.
Horário: Dia 12 das 18h00 às 21h00
Dia 13 das 08h00 às 19h00
Dia 14 das 09h00 às 14h00
PROGRAMAÇÃO

12 de Novembro: (TERÇA-FEIRA)

18h- Credenciamento
18h30 - Mesa de Abertura: Institucional
- Representantes: Fórum de Diversidade, IM, LEAFRO, Secretarias Municipais e de Estado da Educação.
19h- Conferência de Abertura: Dez anos da aprovação da Lei 10639/03: avaliação das políticas de Ações Afirmativas na Educação.
Conferencista: MEC/SECADI
20h- Entrega de moções a escolas da região da Baixada Fluminense que trabalham com a LDB (Leis 10.639/03, 11.645/08).
21h- Intervenção musical: Marcelo Negrett
21h30- Coquetel

13 de Novembro (QUARTA-FEIRA)

08h - Café Da Manhã/Credenciamento

09h - Mesa: Educação das Relações Étnico-Raciais: o pensar e o sentir no cotidiano de sala de aula.
Prof. Drª Azoilda Loretto da Trindade (Universidade Estácio de Sá/ coordenadora pedagógica do Projeto A Cor da Cultura,/consultora pedagógica do CEAP)

10h – Debate

10h40 - Atividade Cultural: BatuKaê (grupo de percussão da E.E. João do Vale)

11h – Mesa: Leis 10.639/03 e 11.645/08: intervenções do movimento social.
- Prof.ª Ms. Marize Oliveira Guarani (Movimento Tamoio dos Povos Originários/Aldeia Maracanã/ FEUDUC)
- Prof. Marcos Serra (mestrando ProPEd-UERJ/ Ilê Omiojuaro/INDEC)

12h30 – 13h50- Almoço

14h - Mesa: As Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação para as Relações Étnico- Raciais.
Prof.ª Drª Claudia Miranda (UNIRIO) - A Lei 10639/03 e as propostas de pedagogia alternativa
Prof.ª Drª Eliza Larkin Nascimento (IPEAFRO) - Afrocentricidades e politicas de ensino de matrizes africanas.
Mediadora: Cristina Costa (Fórum/IDSC-MOTUMBÁ)

15h - Debate

15h30 – Oficinas institucionais com trabalho para implementação da Lei 10.639/03

1-CEAP
2- IPEAFRO
3-CARAVANA TRANÇANDO IDÉIAS/ESTIMATIVA*
4- GESTAR
5- IDSC-MOTUMBÁ

17h – Apresentação Cultural

17h20 – Mesa Redonda: Lei 10.639/03 e as Coordenadorias de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.
Mediador: Éle Semog (Fórum/CEAP)

18h30 - Apresentação dos resultados das oficinas

* Neste dia, durante o evento, no período das 9h as 17h, teremos uma brinquedoteca com contação de historias para as crianças que vierem acompanhadas de seus responsáveis.

14 de novembro; (QUINTA-FEIRA)

8h30 – Café da Manhã

9h – Mesa: Intolerância Religiosa na Educação.
Prof.ª Drª Stela Caputo (UERJ)
Babalawo Ivanir dos Santos (CEAP)
Mediador: Prof. Dr. Renato Noguera (LEAFRO/UFRRJ)

9h40- Debate

10h10- Mesa Redonda: Projeto Político Pedagógico e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana.
Prof. Dr. Amauri Mendes Pereira (CEAA-UCAM)
Prof. Drª Rosana Batista Monteiro (UFSCAR-Sorocaba/ LEAFRO- UFRRJ)
Mediadora: Marize Conceição (Fórum/GESTAR)

12h30 - Almoço

13h30 – Roda de conversa com autores e lançamento de livros.
- Ahyas Siss (UFRRJ)
- Otair Fernandes (UFRRJ)
- Renato Noguera (UFRRJ)
- Cândida Soares da Costa (Nepre/UFMT)
- Rosana Monteiro (UFSCAR – Sorocaba/Leafro-UFRRJ)
- Alexandre Nascimento (FAETEC)

14h30 – Atividade Cultural:
Aprendendo com o samba: a roda do Trem da Harmonia Destino Baixada - Apresentação de compositores iguaçuanos com suas histórias e travessuras

Conferência "A história da África e sua importância para o Brasil" - RJ


Memórias da escravidão - PE


FLINK SAMPA : Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra - SP


8ª Conmferência Negritude e Educação - BA

 
  A Conferência Negritude e Educação no Recôncavo e Vale do Jiquiriçá, que tem como foco o tema Conhecimentos e Ciências: Um diálogo necessário na formação de professores, permitirá a discussão sobre as várias formas de conhecimentos, elaborados a partir da diversidade de perspectivas epistemológicas historicamente invisibilizadas, sejam elas étnico-raciais, de gênero, culturais, territoriais etc. Na medida em que assumimos a diversidade epistemológica que se insere cada vez mais na universidade, poderemos pensá-la não somente enquanto algo homogêneo e universal, portanto abstrato e ideal, que ignora os indivíduos e seus modos próprios de vida, e sim, como uma comunidade de comunidades, heterogênea e difusa, conflitiva e produtora de saberes, que por meio do debate coloca-se na busca de uma linguagem ética-epistemológica que reconheça e saiba reconhecer a profusão de saberes como formas complementares se constituir e se fazer ciência. Decerto que esta comunidade de comunidades, tal como esta universidade começa a se constituir, possibilita-nos encontrar uma brecha para o novo, para o ainda não dito, ao mesmo tempo em que visa contribuir na formação de uma sociedade mais justa, reparando na prática erros históricos, objetivando no seus currículos e atividades de extensão, ensino e/ou pesquisa a constituição de uma sociedade mais igualitária e justa.

A Conferência Negritude e Educação no Recôncavo e Vale do Jiquiriçá poderá constituir-se como um momento significativo para se forjar possibilidades de estudos, pesquisas e estratégias pedagógicas em prol de uma educação anti-racista e anti-discriminatória. Neste sentido, alia-se a tantas outras iniciativas promovidas por distintos movimentos sociais e segmentos acadêmicos que investem esforços, na construção de programas e projetos de formação de professores, inicial e continuada, em favor da implementação da lei 10639/03, de ações e de políticas públicas enquanto mecanismos de superação do racismo, sexismo, xenofobia, intolerância religiosa e tantas outras formas de discriminação presentes no cotidiano escolar e na sociedade. Como também subsidiará a formatação e implementação dos Projetos Políticos Pedagógicos (PPP) das escolas dos Territórios Recôncavo e do Vale do Jiquiriçá.
 
 
Instruções Gerais para Inscrição no Evento

Atenção: Todos os itens devem ser lidos para evitar eventuais irregularidades nas inscrições

1.  As inscrições serão feitas por meio eletrônico, tanto para ouvintes, como para proposições e submissões de trabalho e GTs, devendo ser enviados para o seguinte e-mail: erercone@gmail.com;
2. As instruções para inscrições de propostas e submissões para a Conferência de Negritude e Educação constam no Edital que segue em anexo abaixo;
3.    Solicitamos atenção no preenchimento correto de todos os campos dos formulários de inscrições e submissões, em especial nos campos "Nome" e "Título do Trabalho" para evitar posteriores problemas quanto à emissão dos certificados;
4.    Para se inscrever, a/o interessada/o deve identificar-se em uma das modalidades abaixo:
  • Proponente de submissão de Grupo de Discussão;
  • Proponente de resumo e propostas de Trabalhos;
  • Ouvinte/participante simples.
5. O formulário de inscrição para submissão de GDs propostas de trabalhos e ouvintes estão anexados abaixo.

Eixos Temáticos para submissão de GDs:
1. Gênero, Raça e Diversidade Sexual;
2. Políticas Públicas, Raça e Inclusão na Educação;
3. Direito, Equidade, Raça, Cidadania e Educação;
4. Saberes, Cultura e Fazeres: Diversidade e Raça;
5. Religiosidades, Tradição, Raça e Educação;
6. Literaturas, Oralidades, Contos e Causos – Educação e Raça;
7. Etnociências e Artes Negras.

DATAS IMPORTANTES:

  • Data limite para submissão de propostas de GD´s: 18/10/2013;
  • Data limite para a divulgação dos GD’s selecionados: 21/10/2013;
  • Data limite para submissão de resumos/trabalhos: 01/11/2013;
  • Data limite para a divulgação dos resumos/trabalhos selecionados: 08/11/2013;
  • Data limite para envio do texto completo: 14/11/2013.

Acesse o edital completo aqui: Opção1 ou Opção2

Formulário de Inscrição -  Modalidade Ouvinte click aqui


Formulário para submissão de GDs: Opção1 ou Opção2

Fomulário para proposta de Trabalho:  Opção1 ou Opção2 

Os anexos também estão disponíveis na página do Facebook: https://www.facebook.com/groups/235861869904082/?bookmark_t=group 

sábado, 19 de outubro de 2013

UFRB realiza II Fórum Internacional 20 de Novembro - BA

Evento acontece de 22 de novembro, com extensa programação acadêmica e artística. Inscrições estão abertas. Entre os shows gratuitos, estão Luiz Melodia e Ellen Oléria.
Criada há oito anos, com campi nos municípios de Amargosa, Cachoeira, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB vem se destacando entre as instituições de ensino superior, por aspectos acadêmicos e, especialmente, pelo compromisso com a igualdade racial e inclusão social no Recôncavo. Neste sentido, a UFRB realizará entre os dias 20 e 22 de novembro de 2013, em Cruz das Almas, a 146km de Salvador, a segunda edição do Fórum Internacional 20 de Novembro e a sétima edição do Fórum Pró-Igualdade Racial e Inclusão Social, celebrando a data máxima para a luta dos afro-brasileiros pela dignidade e igualdade de direitos. O tema geral desse ano é "Populações Negras e a Sociedade do Conhecimento no Século XXI”.
O evento acadêmico tem como objetivo fomentar discussões e reflexões relacionadas às políticas e práticas afirmativas e reunir pesquisadores e ativistas comprometidos com as transformações sociais e com a contribuição do fazer científico para a sociedade. Integrando o II Fórum 20 de Novembro, acontece o VII Fórum Pró-Igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo. A programação inclui apresentação de grupos de trabalhos, conferências, simpósios, rodas de conversa oficinas e minicursos, editais para produções acadêmicas, literárias e fotográficas, feira de arte e cultura negra, premiações, mostra de filmes e performances artísticas. São esperados cerca de mil participantes, entre pesquisadores brasileiros, de países da África e da diáspora, como Estados Unidos, Costa Rica, Cuba. Durante o encontro, algumas dessas personalidades serão agraciadas como o Prêmio Mário Gusmão, em reconhecimento pela contribuição aos direitos das comunidades negras.
Pesquisadores e artistas – Entre os palestrantes, estão nomes destacados das reflexões étnicos-raciais, como Edson Cardoso, Joelzito Araújo, Rita Batista, Nilma Lino Gomes, Wlamyra Albuquerque, José Carlos Limeira, Walter Fraga, Vanda Machado, Ekedi Sinha da Casa Branca, além do angolano Camilo Afonso e o moçambicano Severino Ngoenha, lideranças quilombolas, jovens do hip hop, entre outros pesquisadores. Também já estão confirmados shows gratuitos do cantor carioca, Luiz Melodia, e da cantora brasiliense, Ellen Oleria, vencedora do The Voice Brasil 2012
 
Inscrições - Ainda estão abertas as inscrições de trabalhos a serem apresentados nos Prêmio Damário Dacruz de Fotografia; do Concurso de Literatura: Contos, Crônicas e Poemas; e Prêmio Lélia González, para pesquisas que tratem da temática geral do Fórum 2013 ou abordem traços biográficos de Lélia González ou de assuntos e temas pesquisados pela ativista e intelectual das questões raciais no Brasil e do feminismo negro. As inscrições podem ser feita no:
 
A data - Formada por 84,3% de afrodescendentes autodeclarados, a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) celebra a data mais importante da luta dos afrodescendentes do Brasil. 20 de Novembro é o Dia Nacional da Consciência Negra, em memória da morte do líder quilombola Zumbi dos Palmares, em 1695, na Serra da Barriga, atual Estado de Alagoas.
 
O Fórum é uma realização da PROPAAE - Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, da PROEXT - Pró-Reitoria de Extensão da UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Com produção da Mil Produções Artísticas. Tem como apoiador institucional a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – SECULT BA e patrocínio da SEPPIR – Secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e MDA - Ministério do Desenvolvimento Agrário, Governo Federal
 
II Fórum Internacional 20 de Novembro e VII Fórum Pró-Igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo

Grupos de trabalho, conferências, simpósios, rodas de conversa oficinas e minicursos, editais para produções acadêmicas, literárias e fotográficas, feira de arte e cultura negra, premiações, mostra de filmes e performances artísticas;
20 a 22 de novembro de 2013
Campus da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, em Cruz das Almas, 146km de Salvador Inscrições de trabalhos e mais informações: http://www.ufrb.edu.br/forum

Assessoria de Comunicação João Saldanha – (71) 8873.5047 | 9205.5179
André Luís Santana – (71) 8873.5047 | 9205.5179
Mil Produções Artísticas
Telefone: 71 3341.6149 | 3495.6261
e-mail: milprod.producoes@gmail.com

 

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

UFBA promove curso de Dança Afro-brasileira - BA

(Clique na imagem para ampliá-la)

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

UFRB abre inscrições para Mestrado Profissional em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas - BA

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) torna público o edital que  estabelece as normas e condições para o processo seletivo para o Curso de Pós Graduação stricto sensu, em nível de Mestrado Profissional em HISTÓRIA DA ÁFRICA, DA DIÁSPORA E DOS POVOS INDÍGENAS para ingresso no semestre letivo 2014.1, conforme Resolução CONAC/UFRB 011/2008 que dispõe sobre o regulamento geral  para os Cursos Stricto sensu da UFRB; a Portaria Normativa nº.7/2009 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) que define sobre mestrado profissional; e o Regimento Interno do programa (22/05/2012).

UNEB promove Curso de Especialização em Estudos Africanos e Representações da África no Brasil - BA

EDITAL Nº 092/2013

O Reitor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, Torna Público a abertura das inscrições para o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu - Especialização em Estudos Africanos e Representações da África no Brasil, autorizado pelo CONSU através da Resolução nº 836/2011 e com fundamento na Res. CONSU n° 583/2008 c/c a Res. CNE/CES n° 01/2007. O curso será oferecido pelo Departamento de Educação (DEDC), Campus II, em Alagoinhas – Bahia, localizado na Rodovia Alagoinhas – Salvador, BR 110, KM 03, s/nº. Telefone: (75) 34221536, conforme abaixo discriminado:

1. DO CURSO E DAS VAGAS
1.1. O curso possui carga horária total de 465 horas, distribuídas em 10 disciplinas. As aulas, em regime presencial, serão ministradas aos sábados (matutino e vespertino), com atividades teóricas e práticas.
1.2. Serão oferecidas 30 (trinta) vagas.
1.3. Poderão concorrer às vagas constantes neste Edital, portadores de diploma dos cursos de graduação nas áreas de História, Letras, Educação, Ciências Sociais e ciências humanas em geral, bem como discentes que estejam cursando o último semestre dos respectivos cursos acima mencionados.
1.4. Segundo a Portaria nº 2094/01, de 30/10/01, 10% (dez por cento) das vagas serão destinadas a servidores da UNEB e egressos da Universidade, a título de bolsa.
1.5 40% das vagas são destinadas para negros e 5% para indígenas – devendo os candidatos declarar no ato da inscrição, conforme Resolução nº 468/07, do Conselho Universitário (CONSU), publicada no DOE de 16.08.07, complementada pelas Resoluções n.º 710/09 e nº 711/09 do CONSU, publicada no DOE de 01.08.09 e 06.0809, respectivamente.

2. DO LOCAL DE FUNCIONAMENTO
2.1. O curso será realizado nas instalações Departamento de Educação do campus II – Campus II, Alagoinhas, Bahia.

3. DO LOCAL DE INSCRIÇÃO
3.1. As inscrições deverão ser efetivadas no Departamento de Educação, protocolo, situado no campus II, do Departamento de Educação /Campus II, localizado na Rodovia Alagoinhas – Salvador, BR 110, KM 03, s/nº. Telefone: (75) 34221536, no período de 03 de outubro a 01 de novembro de 2013, no horário das 8h às 12h00, e 14h às 18h. A inscrição deverá ser efetuada mediante processo endereçado a comissão de seleção dos candidatos ao curso de especialização em Estudos Africanos e Representações da África no Brasil.
3.2. As inscrições poderão ser feitas pessoalmente, via correios ou por representante, com procuração do candidato, com firma reconhecida e acompanhada de fotocópia de RG do procurador, através do processo descrito no item 3.1.
3.3 As inscrições por correio deverão ser postadas obrigatoriamente por encomenda expressa (Sedex), no prazo, até às 17 horas do dia 01/11/2013.

4. DOS DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA A INSCRIÇÃO
4.1. Ficha de inscrição preenchida (adquirida no protocolo do campus II do DEDC, ou no site da UNEB, www.uneb.br) e assinada pelo candidato ou por seu procurador;
4.2. Cópia do Diploma de Graduação (frente e verso) ou certidão/declaração de conclusão de curso, em qualquer dos casos, autenticada por tabelião público ou conferida com o original por servidor da UNEB;
4.3. Cópia do histórico escolar, autenticada por tabelião público ou conferida com o original por servidor da UNEB;
4.4. Certidão de nascimento ou casamento, autenticada por tabelião público ou conferida com o original por servidor da UNEB;
4.5. Curriculum Lattes, com comprovação na ordem de aparição dos itens no barema, descrito no Anexo I deste edital, numericamente demarcados os anexos respectivos e correspondentes aos acréscimos manuais de tais anotações ao currículo, impresso e assinado pelo candidato em todas as páginas. A documentação comprobatória deverá estar encadernada em espiral em um só volume, com exceção dos documentos pessoais e ficha de inscrição.
4.6. Cópia de Documentos Pessoais: documento de Identidade (RG) com valor legal de comprovante de identidade civil, CPF, Título de Eleitor com comprovante de quitação eleitoral e Certificado de Reservista (para os candidatos do sexo masculino). Todos os documentos referidos neste item deverão estar autenticados por tabelião público ou conferidos com o original por servidor da UNEB. Candidato estrangeiro deve apresentar o comprovante de visto de permanência;
4.7. 02 fotos 3x4 (recentes);
4.8. Comprovante de residência, autenticada por tabelião público ou conferida com o original por servidor da UNEB;
4.9. Anteprojeto constando a pesquisa a ser desenvolvida pelo candidato, caso seja aprovado na seleção;

5. Observações: Os candidatos deverão obedecer aos prazos estabelecidos neste Edital.
As informações prestadas na ficha de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo a Instituição do direito de excluir dos processos seletivos quem não preencher o formulário de forma completa e correta e/ou fornecer dados comprovadamente inverídicos. A carteira de habilitação não substitui CPF e RG.

5. DAS TAXAS ACADÊMICAS
5.1. O curso será inteiramente gratuito. Não será cobrada nenhuma taxa, seja para inscrição ou para matrícula.

6. DO PROCESSO DE SELEÇÃO
A seleção dos candidatos será realizada no período de 06 a 08 de novembro de 2013, de acordo com os critérios abaixo relacionados:
6.1. Análise do currículo de caráter eliminatório e classificatório.
6.2. Entrevista com os candidatos, de caráter eliminatório e classificatório.
6.3. Os currículos serão analisados e avaliados mediante a comprovação dos respectivos títulos pelos professores da Comissão de Seleção, utilizando o barema descrito no anexo I deste edital, em que constam os itens a serem considerados e sua respectiva pontuação.
Os itens do barema perfazem um total de 10 (dez) pontos, se obtidas às pontuações máximas.
Ao currículo de maior pontuação será atribuída a nota máxima (10,0) e, aos demais, nota proporcional a esta. O candidato que obtiver nota final nesta etapa inferior a 5,00 (cinco) será automaticamente eliminado.
A entrevista terá dez (10) como nota máxima, e aos demais, nota proporcional. Será eliminado quem obtiver nota inferior a 5,00 (cinco).
A soma das duas notas (currículo e entrevista) será dividida por dois, sendo a média o resultado da divisão por dois desta soma.

7. DO RESULTADO DA SELEÇÃO
O resultado da seleção será divulgado no dia 11de novembro de 2013, em lista afixada nos quadros de avisos do DEDC, campus II, bem como divulgação no site da UNEB.

8. DA MATRÍCULA
Os alunos selecionados aprovados deverão efetuar sua matrícula no colegiado de História, Campus II, no período de 13 e 14 de novembro de 2013.
A matrícula será feita pessoalmente ou por representante, com procuração do candidato, com firma reconhecida e acompanhada de cópia de RG do procurador. Não será aceita matrícula com documentação incompleta, pendente ou fotocópia ilegível.
O único documento necessário para efetuar a matrícula será o preenchimento de uma Ficha, que deverá ser preenchida no próprio local.

9. DO INÍCIO DO CURSO
O curso terá início em 22 de novembro de 2013.

10. DAS DISPOSIÇÕES TRANSITÓRIAS
10.1- Haverá segunda chamada da seleção no caso de não preenchimento das vagas após o período de matrícula;
10.2 - Não haverá revisão de nenhuma das etapas do processo de seleção, salvo quando se verificar erro material;
10.3 - Os candidatos não aprovados ou não classificados terão 60 (sessenta) dias para retirar sua documentação. Após esse prazo, a mesma será descartada;
10.4 - O certificado de Conclusão será aceito para matrícula no curso. Na falta do Diploma, o discente não terá direito ao Certificado de Especialização, caso não seja apresentado o Diploma até o final do curso;
10.5 - Só serão expedidos certificados para os concluintes que tenham cumprido no mínimo 75% de presença em todas as disciplinas do programa e obtido média geral a partir de 7,0 (sete);
10.6 - Somente receberão certificados de Especialização os pós-graduandos que tenham resolvido todas as pendências acadêmicas junto à coordenação do programa;
10.7 – Os alunos que por ventura tenham se matriculado na condição de prováveis concluintes, só poderão fazer jus ao diploma mediante a comprovação de que concluiu o curso no próprio semestre previsto no documento apresentado para a matrícula;
10.8 – Ter obtido nota mínima 7,0 em todas as disciplinas;
10.9 – Realizar defesa pública de monografia, submetida à banca examinadora, designada pela coordenação do Colegiado do Curso;

11. DAS INFORMAÇÕES ADICIONAIS
O candidato selecionado que não comparecer no prazo estipulado para efetivação da matrícula perderá sua vaga e será procedida nova chamada, respeitando-se a ordem de classificação.
À coordenação reserva-se o direito de decidir sobre o cancelamento da oferta do curso sob sua responsabilidade, caso o número de candidatos selecionados seja inferior a 10 (dez) do total de vagas ofertadas pelo respectivo curso.
Os formulários da ficha de inscrição e Termos de Compromissos encontram-se disponíveis no protocolo do DEDC/II, e no site da UNEB.

12. DOS CASOS OMISSOS
Os casos que não constam no presente edital serão julgados e decididos pelo Colegiado do Curso de Pós-Graduação em Estudos Africanos e Representações da África no Brasil, do Departamento de Educação/Campus II. 

GABINETE DA REITORIA DA UNEB, 02 de outubro de 2013.

Lourisvaldo Valentim da Silva
Reitor