SEGUIDORES DO BLOG




CALENDÁRIO NEGRO – SETEMBRO

1 – Nasce em Ribeirão Preto, São Paulo, Heraldo Pereira de Carvalho, o jornalista e apresentador de telejornal Heraldo Pereira (1962)

2 – Nasce William Everett "Billy" Preston, músico de soul estadunidense (1946-2006)

3 – Lançamento em São Paulo (capital) da revista Raça Brasil (1996)
3 – Independência da Dominica (1978)
4 – Criação no Rio de Janeiro por dez mulheres negras ativistas, provenientes de variadas inserções profissionais, grupos e áreas de atuação, da organização não governamental CRIOLA. Tendo como meta a eliminação do racismo e do sexismo do âmbito das relações humanas e sociais (1992)
4 – Promulgação da Lei Eusébio de Queiroz, segunda lei contra o tráfico de escravos marcando a extinção do mesm. (1850)
4 – Nasce em Natches (EUA), o escritor Richard Wright (1908)
4 – Nasce
Robson Caetano da Silva, atleta que venceu as corridas de 200 metros em três Copas do Mundo: 1985, 1989 e 1992 (1964)

4 – Realiza-se o 2º Encontro Nacional do Grupo União e Consciência Negra (1982)
4 – Nasce em Salvador/BA, Ivete Sacramento, educadora que foi eleita a primeira reitora negra, em 1998, na UNEB (1953)

5 – O poeta Leopold Sedar Senghor é eleito Presidente do Senegal (1960)
6 – Na cidade de Porto Alegre (RS) são iniciadas manifestações populares que se estenderiam até o dia seguinte, comemorando a libertação de todos os negros escravizados naquela cidade (1884)
6 – Nasce no bairro de São Cristóvão (RJ) o jogador de futebol Leônidas da Silva,
o “diamante negro”, jogador e técnico de futebol, inventor do gol de bicicleta (1913)
6 – Criação no Rio de Janeiro, da União das Escolas de Samba (1934)
6 – Fundação no Rio de Janeiro, do Bloco Carnavalesco Canarinho das Laranjeiras, transformado em Escola de Samba em 13/03/88. Cores: amarelo-ouro e branco (1949)
6 – Independência de Suazilândia (1968)
7 – Fundação em Salvador, Bahia, da Sociedade Abolicionista Sete de Setembro (1884)
7 – Libertação dos Escravos em Porto Alegre (1884)
7 – Fundação da Confederação Brasileira das Escolas de Samba (1951)
7 – Nasce na Rua das Missões, Rio de Janeiro o cantor, compositor, instrumentista e ritmista, Nilton Delfino Marçal - Mestre Marçal (1930)
7 – Criação do Grupo União e Consciência Negra do Brasil (1981)

7 – Nasce Toni Garrido (Antônio Bento da Silva Filho), cantor brasileiro, no Rio de Janeiro-RJ (1967)

8 – Nasce na Rua Riachuelo n. 90, Rio de Janeiro, o compositor, cantor, músico, José Barbosa da Silva - Sinhô, o "Rei do Samba". Autor de "Jura", "O Pé de Anjo", "Não quero saber mais dela", entre outros sucessos (1888)
8 – Nasce Geni Guimarães, poetisa e escritora (1947)

8 – Nasce na Fazenda Villas Boas, município de São Manuel (SP), a professora e escritora Geni Mariano Guimarães - Geni Guimarães, autora de "Terceiro Filho", "Da Flor o Afeto", "Leite de Peito", "A Cor da Ternura", entre outras obras (1947)
9 – Nasce na Georgia (EUA), o cantor e compositor de "soul" Otis Redding (1941)
10 – Independência do Belize (1981)
10 – Pela primeira vez na história da Etiópia reúne-se o parlamento e elege Mengitu Hailé Mariam presidente constitucional (1987)
10 – Reconhecimento da independência da Guiné-Bissau (1974)
12 – Nasce em Macaíba (RN) a poeta Auta de Souza (1876)
12 – Nasce nos Estados Unidos James Cleveland Owens - Jesse Owens, atleta que ganhou quatro medalhas nos jogos olímpicos de Berlim, em 1936, contrariando a ideologia ariana de Adolf Hitler (1913)
12 – Nasce em Eafatá, Guiné Bissau, o líder guineense e cabo-verdiano Amilcar Cabral (1924)
12 – Nasce no bairro de Madureira (RJ), a cantora e compositora Leci Brandão da Silva - Leci Brandão, autora entre tantos sucessos de: "Quero Sim", "Gente Negra", "Lá e Cá", "Essa tal criatura", "Refazendo a cabeça", "Café com Pão" (1944)
12 – Nasce Auta de Souza, escritora brasileira da segunda geração romântica (1876)
12 – Nasce Jesse Owens, atleta ganhador da medalha de ouro na Olímpiada de Berlim de 1936 (1913)

12 – Nasce Amilcar Lopes Cabral, político, agrônomo e teórico marxista da Guiné-Bissau e de Cabo Verde (1924)

12 – Nasce Barry White (Barry Eugene Carter), cantor norte-americano, estilo soul music (1944)

12 – Nasce Leci Brandão, sambista, cantora e política (1944)

13 – Nasce Itamar Assumpção, musico e compositor brasileiro (1949)

14 – Paula Brito funda O Homem de Cor, o primeiro jornal que abordava os problemas do negro (1833)
14 – Nasce no Rio de Janeiro o jogador de futebol Thomas Soares da Silva - Zizinho (1921)
14 – É fundado o jornal “O Homem de Cor”, t
ambém conhecido como “O Mulato”, o primeiro da imprensa negra brasileira (1833)

14 – Nasce de Ismael Silva (Mílton de Oliveira Ismael Silva), compositor, sambista, parceiro de Noel Rosa, em Niterói-RJ (1905)
15 – Promulgada lei dispondo ser: 'Proibida as vendas de escravos debaixo de pregão e com exposição pública, a separação de marido e mulher e de pais e filhos (1869)
16 – Nasce no bairro da Ilhota, Porto Alegre (RS), o compositor Lupicínio Rodrigues. Entre tantos sucessos destacam-se: "Ela disse-me assim", "Se acaso você chegasse", "Cadeira vazia", "Felicidade", "Nervos de aço", "Nunca" (1914)
16 – Nasce nos Estados Unidos o guitarrista e cantor de blues Riley Bem King - B B King (1925)
16 – Criação, em São Paulo, da Frente Negra Brasileira, maior organização negra da primeira metade do século, primeiro partido político de afrodescendentes. Teve como principais fundadores: Arlindo Vieira dos Santos, Isaltino Vieira dos Santos, Gervásio de Moraes e Roque Antônio dos Santos (1931)
16 – Nasce Lupicínio Rodrigues, cantor e compositor de marchinhas de Carnaval e sambas-canção (1914)

16 – Nasce B.B. King (Riley Ben King), rei do ritmo musical “Blues" (1925)

17 – Nasce Antonio Agostinho Neto, escritor, primeiro presidente de Angola, em Kaxicane- Angola (1922)
17 – Nasce na aldeia de Kaxikane, Angola, o grande poeta, líder, presidente do MPLA9 - Movimento Popular de Libertação de Angola - Agostinho Neto. (1922)
18 – O cosmonauta cubano Arnoldo Tamoyo é o primeiro negro em missão espacial (1980)
19 – Fundação do PAIGC - Partido Africano de Independência de Guiné Bissau e Cabo-Verde (1956)
19 – Criação do Centro de Cultura Negra do Maranhão (1978)
20 – Nasce no Rio de Janeiro, o lateral direito Josimar Higino Pereira - Josimar, que encantou os gramados jogando no Internacional, Botafogo, Flamengo e na Seleção Brasileira de1983 e 1989 (1962)
20 – O Brigadeiro Manoel Vidigal (comandante da polícia) auxiliado por tropas de caçadores, rende um quilombo existente em Santa Teresa prendendo uns 200 negros entre homens e crianças (1823)
20 – Nasce no Mali Lamine Gueye, líder senegalês (1891)
21 – Nasce em Gana o líder panafricanista, Nkwame N'Krumah (1909)
21 – A Lei n. 8 081 altera a Lei Caó de 5 de janeiro de 1989 esclarecendo os crimes e as penas aplicáveis aos atos discriminatórios ou de raça, cor, religião, etnia ou procedência nacional, praticados pelos meios de comunicação ou por publicação de qualquer natureza (1990)
21 – Nasce, no Rio de Janeiro, Zózimo Bulbul, ator, cineasta e roteirista brasileiro, primeiro ator negro a protagonizar uma novela no Brasil (1937)

22 – Independência do Mali, África (1960)

22 – Nasce no Rio de Janeiro, José Maurício Nunes Garcia - Padre José Maurício, reconhecido como nosso primeiro grande compositor, autor de cerca de quinhentas músicas como: "Ofertório da Missa dos Defuntos", "Doxologia" e o "Gradual do Domingo de Ramos" (1767)
22 – É criada no Rio de Janeiro a Guarda Negra, formada por ex-escravizados com objetivo de defender a Monarquia (1889)
22 – Nasce no bairro da Lapa (RJ), o artista plástico e compositor, Onofre Paulo - Fumaça (1928)
22 – Nasce no Bairro do Estácio (RJ), o cantor e compositor Luiz Gonzaga do Nascimento Jr. - Gonzaguinha (1945)
22 – Nasce em Belém do Pará, a atriz Albertina Nunes Pereira - Jandyra Aymoré (1898)
22 – Independência do Mali (1960)
23 – Nasce no Rio de Janeiro, o compositor, ritmista e pintor Heitor dos Prazeres. Autor de sucessos como: "Gosto que me enrosco", "Mulher de Malandro", "Pierrô Apaixonado", entre outros (1898)
24 – Nasce em Washington (EUA), o cientista social Edwin Franklin Frazier (1894)
25 – Começa a luta armada em Moçambique pela FRELIMO - Frente de Libertação de Moçambique (1964)
25 –
Nasce Will Smith (Willard Christopher Smith Jr.), astro do cinema mundial, na Filadélfia-EUA (1968)

25 – Nasce Gloria Jean Watkins ou bell hooks, autora, feminista e ativista social estadunidense (1952)
26 – Fundação no Recife (PE) do clube abolicionista Sociedade Nova Emancipadora (1881)
26 – Nasce em Pondoland, áfrica do Sul, Winnie Madikizela - Winnie Mandela (1936)
26 – O atleta canadense Bem Johnson tem a medalha de ouro cassada pelo Comitê Olímpico Internacional por uso de doping (1988)
27 – Dia consagrado aos Erês / Ibejis
27 – Nasce na Ilha de Itaparica, Salvador (BA), o compositor Damião Barbosa de Araújo (1778)
27 – Nasce nos Estados Unidos o ator Greg Morris (1934)
28 – Aprovado o Decreto n. 803 (n. 38), da Assembleia Legislativa Provincial, sancionado pelo vice-presidente da Província do Rio de Janeiro, Visconde de Baependy, aprovando posturas das Câmaras Municipais de Angra dos Reis e Cabo Frio, proibindo a compra de gêneros de qualquer natureza a escravos ou aceitá-los a título de depósito, sem licença de seus senhores administradores ou feitores (1855)
28 – Nasce em Campo dos Goytacazes/RJ, o cantor e compositor, Evaldo Braga, morto num acidente automobilístico aos 25 anos (1947)
28 – Aprovada a Lei n. 2040, denominada Lei do Ventre Livre, declarando livres os filhos de mulher escrava que nascessem desde a data desta lei (1871)
28 – Aprovada a Lei n 3270, denominada Lei do Sexagenário regulando a "extinção gradual do elemento servil" (1885)
28 – Nasce no bairro da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ) o cantor e compositor Sebastião Rodrigues Maia - Tim Maia (1942)
28 – Fundação no Rio de Janeiro, da Federação dos Blocos Carnavalescos (1965)
28 – Aprovada a Lei de Gratidão à Mãe Preta (1968)
28 – Começa a circular no Rio de Janeiro o jornal abolicionista de José do Patrocínio Cidade do Rio (1887)
28 – Aprovada a Lei do Ventre Livre (1871)
28 – Assinada a Lei do Sexagenário (1885)

28 – Nasce Tim Maia (Sebastião Rodrigues Maia), cantor e compositor da MPB, no Rio de Janeiro-RJ (1942)

29 – Nasce em Casa Verde/SP, Adhemar Ferreira da Silva, maior atleta olímpico brasileiro, recordista mundial de salto triplo (1927)

29 – Nasce o compositor Manuel José Gomes (1792)
29 – Independência de Guiné-Conacry (1958)
29 – Nasce em Chilembene, na província de Gaza, Moçambique, o ex-presidente de Moçambique, Samora Machel (1933)
30 – Festa Nacional de Botswana (1966)
30 –
A cidade de Mossoró torna-se a primeira cidade do Rio Grande do Norte a libertar os escravizados, antes mesmo da promulgação da Lei Áurea (1883)

.

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 31 de julho de 2017

UFU promove Curso de Formação "A Cor da Cultura" - MG

O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal de Uberlândia(NEAB/UFU) considerando a aprovação no EDITAL 90 PROEXC/UFU/COMFOR/REDEUFU torna pública, pelo presente Edital, a realizaçãodo processo seletivo de profissionais da educação pública e membros do movimento negro para o Curso de Formação A Cor da Cultura, observadas as disposições contidas neste Edital e em seus Anexos.
4. DAS INSCRIÇÕES

4.1 Poderão se inscrever para o Curso de Formação a Cor da Cultura:
a) Educadores/as, profissionais da rede pública de educação básica, incluídos/as os/as
professores/as, educadores/as infantis, coordenadores/as pedagógicos, orientadores/as e
supervisores/as educacionais e diretores/as de escola;
b) Demais profissionais de apoio a educação das escolas, ativistas do movimento negro
e da luta anti-racista.

4.2 As inscrições ocorrerão do dia 26 de julho a 08 de agosto de 2017 com entrega
presencial dos documentos abaixo, em envelope lacrado, no Núcleo de Estudos AfroBrasileiros
da Universidade Federal de Uberlândia (NEAB), localizado no Campus
Santa Mônica (Bloco B - Sala 101) desegunda a quarta-feira das 08:00 às 11:00 horas,
segunda e quarta-feira das 14:00 às 17:00 horas, na sexta-feira das 08:00 às 11:00 horas
e das 14:00 às 17:00 horas.

1 - Formulário de inscrição. (Anexo 01);
2 - Cópia do RG;
3 - Cópia do CPF;
4 – Carta de motivação. (Conforme detalhado no item 2.4 deste Edital);
5 – Comprovação de vínculo com a escola da rede pública. (Conforme detalhado no
item 2.4, alínea b, deste Edital) – Anexo 02.

5º Seminário de Religiões Afro-brasileiras, Cultura, Arte e Saúde - BA


Inscrições abertas, mande mensagem solicitando a confirmação da inscrição.
Se for apresentar trabalho de pesquisa ou extensão mande um Resumo de 1 lauda e confirme.
Não percam!



domingo, 9 de julho de 2017

25 de julho: Marcha pela Vida das Mulheres Negras em Salvador - BA



Chegamos ao “Julho das Pretas”! Continuamos firmes em nosso propósito de nos fortalecermos cada vez mais para lutarmos contra o racismo, o machismo e a misoginia. 

Reverenciando o 25 de Julho - Dia da Mulher Afro-latino-americana e Caribenha, a Marcha das Mulheres Negras 2017 traz como tema “Pela Vida das Mulheres Negras”, destacando a necessidade de mais ações coletivas e políticas públicas que visem ao enfrentamento da violência recorrente e sistemática contra mulheres e meninas negras. 


Esta data, estabelecida durante o I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, realizado em 1992, em Santo Domingo (República Dominicana), celebra as contribuições políticas, intelectuais, econômicas e socioculturais das mulheres negras para o desenvolvimento histórico do continente e reafirma a nossa luta contra a violação de direitos. Ao mesmo tempo, essa conexão entre mulheres negras dá força às vozes femininas na luta pela garantia de direitos.



Segundo o Mapa da Violência - 2015, em apenas 10(dez) anos, o número de casos de feminicídios envolvendo mulheres negras aumentou 54%, o que mostra o quadro dramático vivido por nós, mulheres negras, no Brasil. Essa situação de violência racista e misógina que se expressa de múltiplas formas: via extermínio, epistemicídio, racismo institucional, lesbofobia, etc. Dia 25 é dia de marcharmos, e é PELA VIDA DAS MULHERES NEGRAS que iremos às ruas.



Juntem-se a nós!



eBook Brincadeiras Africanas disponível para download

O e-book Brincadeiras Africanas para a Educação Cultural é uma obra vinculada ao Projeto de extensão LAAB, da UFPA.Qualquer parte desta obra poderá ser reproduzida desde que citada a fonte.
É proibida a venda por terceiros.

Clique AQUI para fazer o download

sábado, 8 de julho de 2017

sexta-feira, 7 de julho de 2017

quarta-feira, 5 de julho de 2017

terça-feira, 4 de julho de 2017

Boletim GEMAA 2: Raça e Gênero no Cinema Brasileiro (1970-2016)

O Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa (GEMAA), do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ (IESP-UERJ) acaba de publicar em seu site o Boletim GEMAA 2: Raça e Gênero no Cinema Brasileiro (1970-2016)
Este boletim expande o horizonte temporal dos trabalhos anteriores feitos pelo GEMAA sobre diversidade no cinema brasileiro. Com base nos dados disponibilizados pelo Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual (OCA-ANCINE), computamos as informações de gênero e raça das pessoas que desempenham as atividades de maior notoriedade na produção audiovisual (direção, roteiro e atuação), levando em conta todos os filmes que obtiveram público acima de 500.000 espectadores entre os anos de 1970 e 2016. Como podemos constatar, em quase meio século de cinema nacional, a despeito das mudanças de regime político e de governos, intensas desigualdades continuaram a marcar esse campo da indústria cultural, no qual predomina o gênero masculino e, sobretudo, as pessoas de cor branca.
Para visualizar o Boletim do GEMAA, clique aqui.

Mulher Negra Todo Dia: Escritoras


Mulher Negra Todo Dia: Ativistas


Mulher Negra Todo Dia: Educadoras


Mulher Negra Todo Dia: Quilombolas



Em torno de relações étnico raciais a partir das cotas raciais no vestibular da UFPR



Marcos Silveira discute as dinâmicas sociais da divisão racial no Brasil a partir de sua participação nas bancas de verificação de autodeclaração "étnico racial" no vestibular da UFPR. Ele destaca que menos de 10% dos candidatos que optam pelas vagas para cotistas são questionados ou convocados pela banca para falar acerca dos motivos de sua opção. Destes, metade têm seu pedido negado. Suas reflexões dizem respeito aos candidatos restantes, quando se apresentam à banca para justificar os motivos pelos quais sentem ter direito de ser contemplados pelas vantagens oferecidas pelas políticas afirmativas. Esses casos, em que à primeira vista o fenótipo dos candidatos causa estranhamento frente a sua autodeclaração enquanto "pardos", colocam em relevo as dinâmicas concretas da exclusão racial na sociedade e os dilemas da construção identitária individual frente a classificações raciais que não têm referente exato na realidade. A partir da apresentação de diferentes casos e do debate antropológico a esse respeito, Marcos Silveira apresenta as bancas de verificação como locais de construção de direitos e de reivindicações, de negociação e de reelaboração identitária.

sábado, 1 de julho de 2017