SEGUIDORES DO BLOG




CALENDÁRIO NEGRO – JANEIRO

1 – Dia Mundial da Paz
1 – Dia consagrado ao orixá Oxalá
1 – Independência do Haiti (1804)
1 – Lincoln assina a Proclamação de Emancipação abolindo a escravatura nos Estados Unidos (1863)
1 – Primeira libertação coletiva de escravos no Brasil, na Vila de Acarapé, hoje Redenção, Estado do Ceará (1883)
1 – Nasce em Niterói, (RJ), o músico e compositor José Paulo Silva (1892)
1 – Independência do Sudão (1957)
1 – Festa Nacional de Cuba (1959)
1 – Festa Nacional de Samoa (1960)
1 – O africano Kofi Annan assume o cargo de Secretário-Geral da ONU (1997)
2 – Fundação em São Paulo (SP), da Irmandade do Rosário dos Homens Pretos (1711)
3 – Fundação em Porto Alegre (RS), da União dos Homens de Cor (1943)
4 – Realiza-se em Brasília (DF), o I Encontro das Religiosas da Assunção Negra (1991)

4 – Nasce em Belém/PA, Cléa Simões, atriz que se tornou conhecida a partir do seu trabalho na novela O direito de nascer, de 1978 (1927)

4 – Nasce em Belém/PA, Norton Gândia Nascimento, o ator, produtor e apresentador Norton Nascimento (1962)

5 – Nasce em Trajano de Moraes/RJ, Carmelita Madriaga, a cantora Carmem Costa (1920)
5 – Nasce Enedina Alves Marques, primeira mulher negra a se formar engenheira civil no Brasil (1913)

5 – A Lei n. 7.716, denominada Lei Caó define os crimes resultantes de preconceitos de raça ou de cor (1989)
6 – Circula pela primeira vez o jornal O Clarim da Alvorada, organizado por José Correia Leite e Jayme de Aguiar (1924)
6 – Dia consagrado a São Baltazar, um dos três reis magos que levaram oferendas para Jesus
6 – Nasce Juliano Moreira, médico psiquiatra considerado pai da psiquiatria brasileira, em Salvador, BA (1873)
6 – Fundação no Rio de Janeiro do Rancho Rei de Ouro, organizado por Hilário Jovino Ferreira (1893)
6 – Nasce no Rio de Janeiro, o compositor José Gonçalves - Zé com Fome ou Zé da Zilda, autor entre outros sucessos de "Aos Pés da Cruz" e "Só pra Chatear" (1908)
6 – Fundação na Guatemala da Associação Garafiuna (ASO - GARAFIUNA) (1981)
7 – Nasce em Bom Jardim, município de Santo Amaro (BA), Teodoro Fernandes Sampaio - Teodoro Sampaio, engenheiro, escritor, geógrafo e historiador (1855)
7 – Criação, na África do Sul, por um grupo composto de advogados, jornalistas, professores e líderes negros, do CNA- Congresso Nacional Africano agremiação política que se notabilizou na luta contra o "apartheid" (1912)
7 – Nasce no Rio de Janeiro (RJ) o cantor e compositor Luiz Carlos dos Santos - Luís Melodia (1952)
8 – Fundação do Congresso Nacional Africano, movimento e partido político sul-africano (1940)

9 – O Estado de Mississippi separa-se da União norte-americana para fazer parte da Confederação dos Estados do Sul (1861)

10 – Nasce o cientista estadunidense George Washington Carver (1864)
10 – Tem início na Bahia, nos salões do Instituto Geográfico e Histórico Segundo Congresso Afro-Brasileiro. (1937)
11 – Nasce Mary Jane Blidge, cantora, compositora e produtora musical, rainha do Hip Hop soul estadunidense (1971)

12 – Nasce, em Los Angeles, Califórnia (EUA), Alice McLeod, a pianista, organista, harpista e compositora de jazz Alice Coltrane (1937)
12 – O escritor Joaquim Maria Machado de Assis, aos 16 anos, publica o seu primeiro texto; a poesia "Ela" (1855)
13 – Nasce na cidade de Cachoeira (BA), o engenheiro, professor universitário e abolicionista André Pinto Rebouças - André Rebouças (1838)
14 – Nasce em Bay Shore, Nova Iorque (EUA),
James Todd Smith III, o cantor de rap e ator estadunidense LL Cool J (1968)

15 – Nasce em Atlanta, Georgia (EUA), Martin Luther King Jr., Prêmio Nobel da Paz em 1964, por sua luta contra a discriminação racial e os direitos civis nos Estados Unidos (1929)
15 – Na Bahia, o governo suprime a exigência de registro policial para os templos de ritos afro-brasileiros. É o único Estado brasileiro a abolir essa exigência (1976)
16 – Nasce na Bahia, o desenhista, gravador e escultor, José da Paixão Silva (1938)
16 – Tem início no Rio de Janeiro, a I Conferência Estadual da Tradição dos Orixás (1988)

16 – Nasce em Ibadan, Nigéria, Helen Folasade Adu, a cantora de jazz Sade Adu (1959)
17 – O presidente do Congo Laurent Kabila é morto durante tentativa de golpe (2001)
17 – Nasce em Lousville (EUA), o campeão de box Muhammed Ali (1942)
17 – Nasce em Boa Esperança, município de Rio Bonito (RJ), o poeta Bernardino da Costa Lopes, B. Lopes (1859)
17 – Nasce em Arkebutla, Missouri (EUA), o ator James Earl Jones (1931)

18 – A Federação Latino-Americana e do Caribe de Jornalistas Desportivos elege Joaquim Cruz o melhor atleta latino-americano de 1984 (1985)
19 – Nasce o compositor, cantor e ritmista Olivério Ferreira, Xangô da Mangueira (1923)
20 – Dia consagrado ao orixá Oxóssi, no Rio de Janeiro
20 – Nasce em Salvador (BA), o compositor Domingos da Rocha Viana - Domingos Moçuranga. (1807)
20 – Nasce em Juiz de Fora (MG), Sebastião Cirino, músico, compositor, autor de "Cristo nasceu na Bahia", entre outras obras (1902)
20 – Realiza-se na antiga Rua Engenho de Dentro, atual Adolfo Bergamini, o primeiro concurso entre escolas de samba no Rio de Janeiro (1929)
20 – Nasce em Cachoeira do Paraguaçu (BA), Beatriz Moreira da Costa, a ialorixá Mãe Beata de Iemanjá, escritora, militante negra e social, autora do livro "Caroço de dendê - a sabedoria dos terreiros (1931)
20 – Criada no Rio de Janeiro a Ala de Compositores da Estação Primeira de Mangueira (1939)
20 – Nasce Mário Gusmão, ator baiano que contribuiu para a difusão da cultura negra (1928)

22 – Nasce em Quintas da Barra, Salvador, (BA), a atriz Francisca Xavier, Chica Xavier (1932)
23 – Início da luta armada em Guiné-Bissau, primeira colônia portuguesa a se tornar independente (1963)
24 – Tem início em Salvador (BA), a Revolta dos Malês, a insurreição urbana mais importante dos escravos brasileiros, com um saldo de 100 mortos e 281 presos (1835)
24 – Sai o primeiro número do jornal "O Clarim" (1924)
25 – Nasce em Maputo, Moçambique, o ex-jogador de futebol, Eusébio da Silva Ferreira, o "Pantera Negra", estrela do Benfica e da Seleção Portuguesa na década de 60 (1942)
25 – Nasce no Rio de Janeiro, a cantora Leny Andrade Lima - Leni Andrade (1943)
26 – Nasce em Birminghan, Alabama (EUA), a ativista política americana Angela Yvonne Davis – Angela Davis (1944)
26 – Realiza-se no Teatro Ginástico, Rio de Janeiro, a primeira apresentação do Teatro Folclórico Brasileiro. (1950)

26 – Nasce Winnie Mandela, enfermeira, política e ativista sul-africana, ex-exposa de Nelson Mandela (1936)
27 – Nasce em Maceió (AL), o cantor e compositor Djavan Caetano Viana - Djavan (1949)
28 – Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo

29 – Nasce Oprah Winfrey, apresentadora de TV e empresária estadunidense (1954)

31 – Pressionada pela Casa Branca, a Câmara dos Deputados aprovou a XIII Emenda à Constituição, abolindo a escravidão nos Estados Unidos (1865)

31 – Nascimento de Nzinga, rainha de Angola de 1633 a 1663 (1582)

31 – Nasce Roosevelt Sykes, cantor e pianista norte-americano (1908)

.

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Até hoje! Inscrições para a Universidade das Quebradas - RJ


Abertas as inscrições para a Universidade das Quebradas, curso fantástico da UFRJ.
Informações:
http://www.universidadedasquebradas.pacc.ufrj.br/

terça-feira, 30 de julho de 2013

Seminário "O Recôncavo, a cidade de Cachoeira e a Irmandade da Boa Morte: referências históricas negras" - BA

XVI Fábrica de Ideias com o tema "Patrimônio, preservação e globalização" - BA


Seminário "Diálogos sobre diversidades: questões étnico-raciais, gênero e diversidades" - MG

Dia 02 de agosto de 2013 – Auditório do Campus I
Av. Amazonas 5253 - Nova Suíça - Belo Horizonte

O seminário "Diálogos sobre diversidades: questões étnico-raciais, gênero e diversidades" objetiva aprofundar o debate sobre ações afirmativas, relações de gênero, preconceito, inclusão educacional com qualidade e outros subtemas que envolvem questões étnico-raciais, gênero e diversidades.

PROGRAMAÇÃO:

8h30min - Cafezinho e inscrições

9h - Abertura 

Diretor de Extensão e Desenvolvimento Comunitário – Prof. Eduardo Coppoli

Coordenadora-Geral de Relações Étnico-Raciais, Inclusão e Diversidades – Profa. Silvani Valentim
 
9h30min – Mesa 1 

- Atividades didático-pedagógicas para o trato da temática étnico-racial – Profa. Leni Nobre de Oliveira (NEAB/CEFET-MG ) - Câmpus Araxá

- 10 anos da Lei 10.639/2003 – Experiências exitosas e desafios pedagógicos na Educação das Relações Étnico-Raciais: Estudo de caso no Ensino de História no CEFET-MG– Profa Edna V. da Silva – Supervisora Escolar e pesquisadora da Rede Estadual de Ensino de Minas Gerais.

- Relações de Gênero - Construindo a Igualdade de Gênero: "O Homem que dança: vivenciando no corpo, o acordo e desacordo" - Prof. Adriano Gonçalves da Silva e discente: Leandro Ferreira Pires (ganhadores do Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero) – (NEAB/CEFET-MG) - Câmpus Curvelo
Coordenação – Jussara Biagini (NAE e NEAB/CEFET-MG)
 
11:30 – Debate
12:30 - Almoço
 
14h – Mesa 2 

- Afirmação na Pós - Equidade na Pós-Graduação: uma parceria UFMG-UEMG-CEFET-MG: dados, informações e análise do perfil dos cursistas deste programa da Fundação Ford e Carlos Chagas - Profa. Rosângela Fátima da Silva (NEAB/CEFET-MG)
- Cotas sociais e raciais no CEFET-MG – Um primeiro balanço – (COPEVE/CEFET-MG)

- Políticas afirmativas de inclusão e permanência de estudantes no CEFET-MG. (SPE/CEFET-MG)
Coordenação: Profa. Silvani Valentim (CGRID/NEAB-CEFET-MG)
 
15h30min – Debate
 
16h40min – Informes da coordenação e encaminhamentos

 
17h – Encerramento
 
Realização: DEDC/CGRID/NEAB/CEFET-MG

segunda-feira, 29 de julho de 2013

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Curso "Universos culturais e estéticos africanos" - SP

(Clique na imagem para ampliá-la)

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Palestra na UESB aborda etnia e religião - BA


Capes aprova novo mestrado profissional em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas na UFRB - BA

O novo curso de Mestrado Profissional em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O curso contará com 15 vagas anuais e será ministrado no campus de Cachoeira.

Formar profissionais aptos a desenvolver de forma plena e inovadora o projeto de aplicação da Lei 11.645 de 2008, que torna obrigatório o ensino de História da África, da Cultura Afro-Brasileira e da História Indígena, é um dos objetivos do curso. "Em 2013, completa dez anos da referida Lei que obriga que os currículos da educação básica incluam a História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros. Logo, a aprovação desse curso representa uma conquista em relação ao propósito de contribuir com esse Projeto de Educação das Relações Étnico Raciais", aponta o professor Claúdio Orlando, um dos coordenadores do projeto.

O curso de pós-graduação lato sensu foi formulado a partir das experiências dos membros do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB) do Recôncavo da Bahia ao realizar o Curso de Especialização em História da África, da Cultura Afro-Brasileira e Africana. Nele, foram reunidos cerca de 170 professores das redes de ensino público dos municípios de Santo Amaro, Cachoeira, São Felix, Muritiba, Cruz das Almas, Amargosa, mutuípe e Brejões. "A partir da experiência da especialização, os membros do NEAB e professores do Curso de História do CAHL enviaram a Apresentação de Propostas de Cursos Novos (APCN) do Curso de Mestrado Profissional para a Capes", relata o coordenador do NEAB, professor Antonio Liberac.

"O Mestrado representa um avanço para formação e pesquisa no campo da História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas, ao tempo que amplia o comprometimento da UFRB em relação à formação de estudantes egressos das graduações, dos professores que estão concluindo o curso de especialização realizado pelo NEAB, e demais interessados na temática", aponta Claudio Orlando. Das vagas disponíveis, 50% serão para atender professores das redes de ensino estadual e municipais e 10% para servidores técnicos-administrativos, as demais são para livre concorrência.

Além de Orlando e Liberac, os professores Rosy de Oliveira, Sergio Guerra, Emanoel Soares, Juvenal de Carvalho, Rita Dias, Leandro Almeida, Osmundo Pinho, Walter Fraga e outros nomes atuaram juntos na elaboração do projeto que contou ainda com a apoio da Pró-Reitoria de Pós-Graduação. O Curso foi estruturado com corpo docente formado por 19 professores, dos quais 16 doutores e 3 mestres. A previsão de oferta do curso é o primeiro semestre letivo de 2014.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Curso na UERJ debate a importância dos cânticos da África - RJ

O Centro de Ciências Sociais da Uerj está com inscrições abertas para o curso de extensão universitária Cânticos da África. As aulas são abertas ao público em geral: estudantes de ensino fundamental, médio e superior; professores, pesquisadores, historiadores, antropólogos, etnólogos; servidores públicos; adeptos às religiões de matrizes afro; leigos e simpatizantes das tradições afro, dentre outros.

O curso, que acontece pela segunda vez na Universidade, pretende levantar novas interpretações sobre a contribuição da música e das vozes no interior da comunidade religiosa e demais associações, sensibilizando os participantes para a sintonização dos cânticos constituídos em sua totalidade, na busca da afirmação do saber utilizado no Candomblé.

As inscrições podem ser feitas online, no site do Cepuerj (http://sender3aclick.mailsender.com.br/Redir?0b2f76d1628614d752f726b5540c833f&d8dcb256438eabda1c1217c864aa89e3) até o dia 31 de agosto de 2013.


Mais informações:

Período do curso – de 05 de setembro a 21 de novembro de 2013.
Dia e horário – quintas-feiras, das 15h às 18h.
Preço – R$ 35,00.
 
--------------------------------------------------------------------------------------------
CENTRO DE PRODUÇÃO DA UERJ
Rua São Francisco Xavier, 524
Maracanã, Rio de Janeiro, RJ
1º andar, Bloco A, Sala 1006
CEP: 20559-900
Horário de atendimento na Recepção: de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h
Teleatendimento: (21) 2334.0639 de 2ª a 6ª feira, das 8h às 19h
E-mail: cepuerj@uerj.br

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Curso "Festival Gèlèdé: Origem, Iconografia e Significado" - BA



Ministrante: Prof. Dr. Babtunde Lawal

O curso introduz a cosmologia Yoruba, seus conceitos do poder feminino, suas lendas, historia e funções rituais. Ênfase especial será dada a analise iconográfica com o objetivo de proporcionar uma visão profunda na relação entre forma e significado da arte yoruba e melhorar o entendimento das varias dinâmicas que influenciaram a retenção e a transformação da iconografia Gèlèdé no Brasil. O curso será ilustrado com Power Point e títulos.

Informações e inscrição:
http://www.cdi.uneb.br/festivalgelede/index.html

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Lançamento do Edital NUFAC 2013 - BA

Inscrições abertas para curso de formação de líderes afrodescendentes - BA


Redação Correio Nagô – Nos dias 29, 30 e 31 de julho, será realizado em Salvador o I curso de Formação de Líderes Afrodescendentes do Brasil (Região Nordeste/Bahia). Realizado pelo Instituto de Ação Social e Cidadania Mão Amiga (IMA), o curso está com inscrições abertas até sexta-feira (12).


Segundo informações do IMA, o curso tem por objetivo formar 30 representantes ligados a organizações e/ou comunidades afrodescendentes da Bahia, com “potencial de replicar os conhecimentos adquiridos no curso, a fim de promover uma maior participação e incidência política deste segmento populacional nos organismos internacionais de nível interamericano, sub-regional, nacional e local”.



Ainda segundo o IMA, o curso ofertará ferramentas que “aprimorarão as habilidades dos (as) participantes tanto na formação de novos líderes afrodescendentes, como no entendimento amplo sobre os organismos internacionais e os direitos dos afrodescendentes no Brasil e nas Américas”.



Critérios - Para se inscrever, o (a) candidato (a) deve atender aos seguintes critérios: Ser afrodescendente; Pertencer a organizações de cunho institucional (coordenadorias governamentais que promovem a igualdade racial), social (organizações não governamentais, institutos e movimentos sociais especialmente focados no tema racial) e/ou comunidade tradicional que atue na temática racial; Ser brasileiro (a) residente no Estado da Bahia (capital, interior ou litoral); Ter disponibilidade de estar na cidade de Salvador (capital) durante os 3 dias do curso; Preencher e enviar a Ficha de Inscrição até às 23:59 (horário de Brasília) do dia 12 de julho de 2013 (sexta).



Todos os 30 participantes selecionados terão direito a alimentação e ao material do curso. Aos candidatos da capital de Salvador haverá suporte quanto ao transporte/locomoção até o local do curso e aos candidatos do interior e litoral da Bahia haverá apoio com transporte e hospedagem, desde que solicitadas na ficha de inscrição.



A lista com os nomes dos (as) 30 selecionados (as) será divulgada no dia 15 de julho 2013 (segunda-feira) no blog http://cursodelideresafrodescedentes.wordpress.com



 Aos selecionados (as) será enviado um email no dia 17/07 com a programação, o local e os detalhes logísticos do curso, devendo todos (as) responder a esta mensagem até o dia 19/07/2013 para confirmar participação.

UNEB promove Mesa Redonda "Literatura e História da África de Língua Portuguesa" - BA

Composição:

-Profa. Dra. Maria Nazareth Fonseca
Pontíficia Universidade Católica de Minas Gerais.
-Profa. Dra. Maria de Fátima Ribeiro
Universidade Federal da Bahia / CEAO.
-Prof. Msc. Juvenal Carvalho
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.
-Profa. Msc Suely Santos Santana (Mediadora)
Universidade do Estado da Bahia - Campus V

Data: 18 de julho de 2013 (Quinta-feira)
Horário: 15:00h
Local: UNEB/ Campus V (Auditório Milton Santos)

Realização:
-AFROUNEB / Campus V
-Programa de Pós-Graduação em História Regional e Local / Campus V
-Colegiado de Letras / Campus V

Apoio:
-CEPAIA/UNEB

sexta-feira, 5 de julho de 2013

UFPR promove Curso Intensivo de Formação Pré-Acadêmica - PR

A Coordenação do Núcleo de Estudos Brasileiros da Universidade Federal do Paraná (NEAB-UFPR), no uso de suas atribuições, torna público o edital 01/2013 do Curso Intensivo de Formação Pré-Acadêmica: 1ª Turma 2013.

O presente edital tem por objetivo capacitar alunos e alunas beneficiados por projetos de inclusão social e racial, tanto egressos da UFPR como de outras instituições de ensino superior em nível de graduação, para concorrer em processos seletivos de programas de pós-graduação (mestrado e doutorado), em condições de equidade. Para tanto, prevê-se a execução de um curso de extensão, caracterizado como Formação Complementar, com certificado relativo à quantidade de horas cursadas, aos ingressantes pertencentes ao público alvo acima previsto, como forma de capacitá-los ao ingresso nos cursos de pós-graduação.
link para o edital:


Núcleo de estudos Afro-Brasileiros - Universidade Federal do ParanáPraça Santos Andrade, n°50 CEP:80020-938 - Telefone: (41) 3310-2707

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Palestra "Mali e o norte da África: conflitos e fronteiras" - BA

(Clique na imagem para ampliá-la)

Indicação de leitura: livro “Uma conversa sobre as Áfricas”, de Juvenal Carvalho




O livro “Uma conversa sobre as Áfricas” é  uma proposta de diálogo a partir da lei que torna obrigatório o ensino de Histórias e culturas dos povos africanos. Sujeitos fundamentais na construção do Brasil deixaram marcas em todas as dimensões da vida nacional, mas esse legado tem sido ignorado ou secundarizado pela escola brasileira. 

O objetivo deste trabalho foi criar um instrumento para o ensino de História da África. Trata-se de introduzir o estudo das formações sociais africanas a partir do debate, levantando dúvidas e questões, estimulando a prática do diálogo, da conversa sobre  os povos africanos e suas contribuições para a humanidade, e para o Brasil em particular. 

 “Uma Conversa sobre as Áfricas", em uma linguagem simples e direta, promove o encontro entre um estudante que precisa de conhecimento e um velho, um sábio cheio de Histórias. É um diálogo provocado pelo interesse e pela motivação de quem busca sabedoria. Ao perguntar, o jovem conduz a conversa. Ao responder, o velho, sábio, indica caminhos e explora possibilidades. Cada resposta pode gerar muitas perguntas. O desenrolar da conversa segue assim, ao sabor das motivações, sem um traçado pré-estabelecido. 

Quantas outras perguntas poderiam ser feitas? Quantas outras respostas? A pretensão aqui não é tratar de tudo. O livro é um convite, um pedido de licença para abrir uma grande roda 
de conversa sobre as Áfricas.  

Diálogo com as escritoras Lívia Natália e Mel Adun no ILUFBA - BA



POESIA NEGRA EM FOCO: DIÁLOGO COM AS ESCRITORAS LÍVIA NATÁLIA E MEL ADÚN

Local: Sala 01 – Instituto de Letras (UFBA)
Data:12 de Julho de 2013
Horário: 14:30
Realização: Projeto EtniCidades: Escritoras/es e intelectuais afro-latinas/os
Apoio: Programa de Pós-Graduação em Literatura e Cultura (ILUFBA)