SEGUIDORES DO BLOG




CALENDÁRIO NEGRO – JANEIRO

1 – Dia Mundial da Paz
1 – Dia consagrado ao orixá Oxalá
1 – Independência do Haiti (1804)
1 – Lincoln assina a Proclamação de Emancipação abolindo a escravatura nos Estados Unidos (1863)
1 – Primeira libertação coletiva de escravos no Brasil, na Vila de Acarapé, hoje Redenção, Estado do Ceará (1883)
1 – Nasce em Niterói, (RJ), o músico e compositor José Paulo Silva (1892)
1 – Independência do Sudão (1957)
1 – Festa Nacional de Cuba (1959)
1 – Festa Nacional de Samoa (1960)
1 – O africano Kofi Annan assume o cargo de Secretário-Geral da ONU (1997)
2 – Fundação em São Paulo (SP), da Irmandade do Rosário dos Homens Pretos (1711)
3 – Fundação em Porto Alegre (RS), da União dos Homens de Cor (1943)
4 – Realiza-se em Brasília (DF), o I Encontro das Religiosas da Assunção Negra (1991)

4 – Nasce em Belém/PA, Cléa Simões, atriz que se tornou conhecida a partir do seu trabalho na novela O direito de nascer, de 1978 (1927)

4 – Nasce em Belém/PA, Norton Gândia Nascimento, o ator, produtor e apresentador Norton Nascimento (1962)

5 – Nasce em Trajano de Moraes/RJ, Carmelita Madriaga, a cantora Carmem Costa (1920)
5 – Nasce Enedina Alves Marques, primeira mulher negra a se formar engenheira civil no Brasil (1913)

5 – A Lei n. 7.716, denominada Lei Caó define os crimes resultantes de preconceitos de raça ou de cor (1989)
6 – Circula pela primeira vez o jornal O Clarim da Alvorada, organizado por José Correia Leite e Jayme de Aguiar (1924)
6 – Dia consagrado a São Baltazar, um dos três reis magos que levaram oferendas para Jesus
6 – Nasce Juliano Moreira, médico psiquiatra considerado pai da psiquiatria brasileira, em Salvador, BA (1873)
6 – Fundação no Rio de Janeiro do Rancho Rei de Ouro, organizado por Hilário Jovino Ferreira (1893)
6 – Nasce no Rio de Janeiro, o compositor José Gonçalves - Zé com Fome ou Zé da Zilda, autor entre outros sucessos de "Aos Pés da Cruz" e "Só pra Chatear" (1908)
6 – Fundação na Guatemala da Associação Garafiuna (ASO - GARAFIUNA) (1981)
7 – Nasce em Bom Jardim, município de Santo Amaro (BA), Teodoro Fernandes Sampaio - Teodoro Sampaio, engenheiro, escritor, geógrafo e historiador (1855)
7 – Criação, na África do Sul, por um grupo composto de advogados, jornalistas, professores e líderes negros, do CNA- Congresso Nacional Africano agremiação política que se notabilizou na luta contra o "apartheid" (1912)
7 – Nasce no Rio de Janeiro (RJ) o cantor e compositor Luiz Carlos dos Santos - Luís Melodia (1952)
8 – Fundação do Congresso Nacional Africano, movimento e partido político sul-africano (1940)

9 – O Estado de Mississippi separa-se da União norte-americana para fazer parte da Confederação dos Estados do Sul (1861)

10 – Nasce o cientista estadunidense George Washington Carver (1864)
10 – Tem início na Bahia, nos salões do Instituto Geográfico e Histórico Segundo Congresso Afro-Brasileiro. (1937)
11 – Nasce Mary Jane Blidge, cantora, compositora e produtora musical, rainha do Hip Hop soul estadunidense (1971)

12 – Nasce, em Los Angeles, Califórnia (EUA), Alice McLeod, a pianista, organista, harpista e compositora de jazz Alice Coltrane (1937)
12 – O escritor Joaquim Maria Machado de Assis, aos 16 anos, publica o seu primeiro texto; a poesia "Ela" (1855)
13 – Nasce na cidade de Cachoeira (BA), o engenheiro, professor universitário e abolicionista André Pinto Rebouças - André Rebouças (1838)
14 – Nasce em Bay Shore, Nova Iorque (EUA),
James Todd Smith III, o cantor de rap e ator estadunidense LL Cool J (1968)

15 – Nasce em Atlanta, Georgia (EUA), Martin Luther King Jr., Prêmio Nobel da Paz em 1964, por sua luta contra a discriminação racial e os direitos civis nos Estados Unidos (1929)
15 – Na Bahia, o governo suprime a exigência de registro policial para os templos de ritos afro-brasileiros. É o único Estado brasileiro a abolir essa exigência (1976)
16 – Nasce na Bahia, o desenhista, gravador e escultor, José da Paixão Silva (1938)
16 – Tem início no Rio de Janeiro, a I Conferência Estadual da Tradição dos Orixás (1988)

16 – Nasce em Ibadan, Nigéria, Helen Folasade Adu, a cantora de jazz Sade Adu (1959)
17 – O presidente do Congo Laurent Kabila é morto durante tentativa de golpe (2001)
17 – Nasce em Lousville (EUA), o campeão de box Muhammed Ali (1942)
17 – Nasce em Boa Esperança, município de Rio Bonito (RJ), o poeta Bernardino da Costa Lopes, B. Lopes (1859)
17 – Nasce em Arkebutla, Missouri (EUA), o ator James Earl Jones (1931)

18 – A Federação Latino-Americana e do Caribe de Jornalistas Desportivos elege Joaquim Cruz o melhor atleta latino-americano de 1984 (1985)
19 – Nasce o compositor, cantor e ritmista Olivério Ferreira, Xangô da Mangueira (1923)
20 – Dia consagrado ao orixá Oxóssi, no Rio de Janeiro
20 – Nasce em Salvador (BA), o compositor Domingos da Rocha Viana - Domingos Moçuranga. (1807)
20 – Nasce em Juiz de Fora (MG), Sebastião Cirino, músico, compositor, autor de "Cristo nasceu na Bahia", entre outras obras (1902)
20 – Realiza-se na antiga Rua Engenho de Dentro, atual Adolfo Bergamini, o primeiro concurso entre escolas de samba no Rio de Janeiro (1929)
20 – Nasce em Cachoeira do Paraguaçu (BA), Beatriz Moreira da Costa, a ialorixá Mãe Beata de Iemanjá, escritora, militante negra e social, autora do livro "Caroço de dendê - a sabedoria dos terreiros (1931)
20 – Criada no Rio de Janeiro a Ala de Compositores da Estação Primeira de Mangueira (1939)
20 – Nasce Mário Gusmão, ator baiano que contribuiu para a difusão da cultura negra (1928)

22 – Nasce em Quintas da Barra, Salvador, (BA), a atriz Francisca Xavier, Chica Xavier (1932)
23 – Início da luta armada em Guiné-Bissau, primeira colônia portuguesa a se tornar independente (1963)
24 – Tem início em Salvador (BA), a Revolta dos Malês, a insurreição urbana mais importante dos escravos brasileiros, com um saldo de 100 mortos e 281 presos (1835)
24 – Sai o primeiro número do jornal "O Clarim" (1924)
25 – Nasce em Maputo, Moçambique, o ex-jogador de futebol, Eusébio da Silva Ferreira, o "Pantera Negra", estrela do Benfica e da Seleção Portuguesa na década de 60 (1942)
25 – Nasce no Rio de Janeiro, a cantora Leny Andrade Lima - Leni Andrade (1943)
26 – Nasce em Birminghan, Alabama (EUA), a ativista política americana Angela Yvonne Davis – Angela Davis (1944)
26 – Realiza-se no Teatro Ginástico, Rio de Janeiro, a primeira apresentação do Teatro Folclórico Brasileiro. (1950)

26 – Nasce Winnie Mandela, enfermeira, política e ativista sul-africana, ex-exposa de Nelson Mandela (1936)
27 – Nasce em Maceió (AL), o cantor e compositor Djavan Caetano Viana - Djavan (1949)
28 – Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo

29 – Nasce Oprah Winfrey, apresentadora de TV e empresária estadunidense (1954)

31 – Pressionada pela Casa Branca, a Câmara dos Deputados aprovou a XIII Emenda à Constituição, abolindo a escravidão nos Estados Unidos (1865)

31 – Nascimento de Nzinga, rainha de Angola de 1633 a 1663 (1582)

31 – Nasce Roosevelt Sykes, cantor e pianista norte-americano (1908)

.

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Animação infantil com personagens negros será lançada em Salvador - BA




No feriado de 12.10, a partir das 09h, na Senzala do Barro Preto, sede do Ilê Aiyê, no Curuzu, será lançada nacionalmente a série de animação colombiana “Guilhermina e Candelário”. Produzida em 2012 pela Fosfenos Media e Señal Combia, a animação traz como protagonistas os irmãos negros Guilhermina e Candelário que vivem em um cenário simples, mas que guardam uma grande riqueza: a relação que estabelecem entre si e com seus familiares e amigos. A TVE Bahia / TV Brasil exibirá quatro episódios em sequência, às 9h45 e às 13h. A partir de então, o desenho será exibido de segunda a sábado, na faixa Hora da Criança. Entrarão no ar 20 episódios, de 12 minutos cada, que abordam o cotidiano dos dois irmãos, cuja capacidade de sonhar transforma cada dia em uma incrível aventura.

Os irmãos Guilhermina e Candelário compõem uma família negra, muito parecida com milhões de famílias brasileiras, atualmente pouco representadas nos meios de comunicação. A série infantil tem a maioria dos seus personagens negros e surge para preencher essa lacuna e valorizar a história e a cultura negra. É um dos primeiros desenhos do gênero com protagonistas negros a ser exibido na TV aberta brasileira.

A aquisição da série se alinha à adesão da Empresa Brasil de Comunicação – EBC ao programa de Pró-Equidade de Gênero e Raça, uma vez que cumpre o papel de colocar em tela personagens negros, especialmente para o público infantil, que dificilmente conta com produções deste tipo. “Guilhermina e Candelário” apresenta valores de sociabilidade importantes para a infância, apresentados ao público através das pequenas descobertas dos irmãos, contadas com muita música e alegria. Por fim, a série apresenta ótima execução técnica e artística, possui alta definição (HD) e é inédita na TV do Brasil, tanto aberta quanto por assinatura.

“Guilhermina e Candelário” contará com eventos de lançamento apoiados pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR/PR), pelo Governo do Distrito Federal (SEMIDH e SECULT), pela Prefeitura de São Paulo (SMPIR), pelo Governo da Bahia (SEPROMI/SEC-IRDEB/SECULT) e pelo Governo do Maranhão (SEPIR). O objetivo é dar visibilidade ao programa, contribuindo para a reversão das representações negativas da pessoa negra e fortalecendo autoestima, a história e a cultura afrolatino-americana no Brasil, sobretudo entre educadores e crianças.
 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Promoção da Igualdade Racial
www.sepromi.ba.gov.br
55 71 3103-1411/1412/1413/1414

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Relações raciais na sociedade brasileira são tema de curso gratuito em Cubatão - SP

O Departamento de Igualdade Racial e Étnica da Prefeitura de Cubatão e o conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir) do município promovem entre outubro e novembro o curso Ondjango - Relações Raciais na Sociedade Brasileira. O objetivo do curso é levar à comunidade em geral conceitos para a formação de uma consciência antirracista, com temas ligados à Saúde, Educação, Artes e Políticas Públicas, entre outros.

Ondjango é uma palavra que em Angola e outros países do sul do Saara significa uma forma peculiar de organização comunitária, um pequeno parlamento. A palavra também designa uma construção de pau-a-pique, em forma circular, sem paredes, encoberta de capim (colmo) ou localizado sob uma árvore frondosa, de grandes sombras, onde são realizados encontros.


As inscrições devem ser feitas entre os dias 8 e 14 de outubro, somente pela internet, no link https://docs.google.com/forms/d/1NvgHccE3UBizpjtGKspm6Nuc2X_qGEbZrIOQsdlaRK0/viewform. São 50 vagas, sendo 10 (dez) são reservadas para integrantes do Compir, 30 para cidadãos e cidadãs cubatenses e 10 para pessoas de outras cidades da região. O critério de seleção será a ordem de inscrição.  A lista final dos inscritos será divulgada no dia 15 de outubro no site oficial da Prefeitura Municipal de Cubatão.


O curso é fruto da II Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial, realizada em 2013, e cumpre função relacionada aos eixos de trabalho do Departamento de Igualdade Racial e Étnica da Prefeitura Municipal de Cubatão.


As aulas acontecem de 16/10 até 16/11 no Anfiteatro da Câmara Municipal e na UME Lorena (Av. Nossa Senhora da Lapa, 785, Vila Nova) e incluem também visitas ao Acervo de Memória e do Viver Afrobrasileiro Caio Egydio de Souza Aranha e ao Museu Afro Brasil, ambos em São Paulo, e a exibição seguida de debate do filme "Besouro". O curso é gratuito e terá duração de 40 horas. Serão conferidos certificados aos que participarem de 80% dos módulos do Curso. Confira a programação:


Módulo I - História e Cultura Africanas. Aspectos da Cultura e História Africanas. O legado africano e a contemporaneidade. 3h00
Data: 16/10, às 18h30min
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão
Endereço: Praça dos Emancipadores, s/nº.


Módulo II - História e Cultura Afrobrasileiras: A formação da sociedade brasileira. Escravidão. Quilombos e a resistência afrobrasileira. Abolição. Situação do Negro no Brasil atual. Cultura Afrobrasileira e contemporaneidade: Literatura e Artes Negras, Artistas e Performances. 3h00
Data: 20/10, às 18h30


Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão

Módulo III - Direitos Humanos e Diversidades: noções básicas, dimensões, marcos regulatórios e conjuntura. Diversidades: Identidade de Gênero, Raça/Etnia, Orientação Sexual, Liberdade Religiosa. 3h00
Data: 21/10, às 18h30
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão


Módulo IV - Racismo Institucional: sensibilização, identificação e abordagem do Racismo Institucional e consequentes discussões a partir de conceitos como Racismo, Preconceito, Discriminação, Estereótipo, Racismo Científico, Democracia Racial, Ideologia do Embranquecimento, Branquitude, Negritude, Identidade, Diferença, Igualdade. 3h00min
Data: 22/10, às 18h30
Local: UME Lorena, Av. Nossa Senhora da Lapa, 785, Vila Nova.


Módulo V - Gênero, raça e etnia: identidade de gênero, interseccionalidades, machismo, racismo, violência doméstica e a tripla discriminação. 3h00
Data: 24/10, às 14h00
Local: UME Lorena


Módulo VI - Saúde da População Negra: a Política Nacional de Saúde Integral a População Negra e o  SUS. Equidade. Os efeitos psicossociais do racismo. 3h00
Data: 27/10, às 18h30
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão


Módulo VII - Educação, Racismo e Antirracismo: as relações raciais e o racismo no cotidiano escolar. A busca por uma educação etnicorracial e antirracista. O papel do município na implementação das Leis 10.639/2003 e 11.645/2008.  3h00
Data: 28/10, às 18h30
Local: UME Lorena


Módulo VIII - Direito de Igualdade Racial: ações afirmativas, rede de proteção e de enfrentamento ao racismo, Estatuto da Igualdade Racial, cotas e legislação antirracismo. 3h00
Data: 29/10, às 18h30
Local: Anfiteatro da Câmara Municipal de Cubatão


Módulo IX - Questão racial e o mercado de Trabalho: análise das relações raciais e desigualdades no acesso ao mercado de trabalho. Afroempreendorismo. 1h30
Data: 31/10, às 13h00
Local: UME Lorena


Módulo X - Juventude Negra, racismo, violência e segurança pública. Análise do perfil e diagnóstico das juventudes negras. Discussão sobre a violência nas periferias. Acesso à justiça e Direitos Humanos. 1h30
Data: 31/10, às 15h00
Local: UME Lorena


Módulo XI - Visita monitorada a Territórios Negros: Acervo de Memória e do Viver Afrobrasileiro Caio Egydio de Souza Aranha e Museu Afro Brasil (ambos em São Paulo). 6h00
Data: 08/11, às 9h00


Módulo XII - Cine-debate filme "Besouro": discussão sobre filme que fala da Bahia, década de 20, tempo em que os negros continuavam sendo tratados como escravos, apesar da abolição da escravatura ter ocorrido décadas antes. Entre eles está Manoel, que quando criança foi apresentado à capoeira pelo Mestre Alípio. O tutor tentou ensiná-lo não apenas os golpes da capoeira, mas também as virtudes da concentração e da justiça. A escolha pelo nome Besouro foi devido à identificação que Manuel teve com o inseto, que, segundo suas características, não deveria voar. Ao crescer Besouro recebe a função de defender seu povo, combatendo a opressão e o preconceito existentes. 4h00min
Data: 14/11, às 14h00
Local: UME Lorena


Módulo XIII - Oficina sobre Lei 10.639/2003: Literatura Afrobrasileira e Poesias Negras: Aspectos da literatura negra dentro do cenário da literatura brasileira. Escritores e escritoras negros(as). Oficina de interpretação e elaboração de poesias negras. Varal de poesias. Sarau improvisado. 3h00
Data: 16/11, às 19h00
Local: UME Lorena


A entrega dos certificados ocorrerá em 20 de novembro, durante evento da Semana de Consciência Negra que fará a entrega do Prêmio Zumbi dos Palmares Edição 2015.

Texto: Alessandro Atanes - MTb 650/96 DRT-MT

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Marchas e caminhadas pelo combate ao racismo e à intolerância religiosa serão discutidas nesta sexta - BA

Manifestações da sociedade civil, desenvolvidas ao longo da história em diversos formatos, têm contribuído para a ampliação da luta contra o racismo e demais formas de discriminação, além da conquista de políticas públicas em defesa dos direitos da população negra. Para discutir a importância e o resultado dessas atividades, será realizado um painel nesta sexta-feira (09), às 14h, no Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, na Avenida Sete de Setembro, em Salvador.


Participam do debate os representantes do Fórum de Entidades Negras da Bahia, Vovô do Ilê, Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen), Gilberto Leal, Coletivo de Entidades Negras (CEN), Marcos Rezende, e das caminhadas dos terreiros do Subúrbio e do Engenho Velho da Federação, respectivamente, Valdo Lumumba e Valdélio Silva.

O Centro de Referência - Vinculado à Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), o equipamento social oferece apoio psicológico, jurídico e social a vítimas de racismo e intolerância religiosa na Bahia. Também conta com uma biblioteca especializada em relações raciais e realiza atividades formativas com o público interno e segmentos variados da sociedade civil.


Serviço
O quê: Painel sobre marchas e caminhadas pelo combate ao racismo e à intolerância religiosa.
Quando: 09.10.15 (sexta-feira), às 14h.
Onde: Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela - Avenida 7 de Setembro, nº 282, Ed. Brasilgás, 1º andar – Centro (mesmo prédio da Fundação Pedro Calmon), em Salvador.
Mais informações: (71) 3117-7445/7448 - cr.racismo@sepromi.ba.gov.br.
Obs. Evento com entrada gratuita e fornecimento de certificado.