SEGUIDORES DO BLOG




CALENDÁRIO NEGRO - JUNHO

1 – Inauguração no município de Volta Redonda (RJ) do Memorial Zumbi dos Palmares (1990)
2 – O pugilista Joe Louis conquista em Chicago (EUA) o título de Campeão Mundial de Boxe na categoria peso-pesado, ao nocautear James J. Bradock (1937)

3 – Nasce em Saint Louis, Missouri/EUA, Freda Josephine McDonald, a cantora e dançarina Josephine Backer (1906)

3 – Nasce em Campos dos Goytacazes (RJ), Ana Cláudia Protásio Monteiro, a Cacau Protásio, atriz e humorista (1975)
4 – Nasce no Rio de Janeiro (RJ), o compositor Anescar Pereira Filho - Anescarzinho do Salgueiro, autor do clássico samba-enredo "Chica da Silva" (1929)
5 – Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Moçambicano
6 – Nasce na cidade de Salvador (BA), o ator, diretor cinematográfico e vereador Antonio Luiz Sampaio, Antonio Pitanga (1939)
7 – Publicação da Lei n. 420, Cap. III, Art. 2, proibindo escravos de aprender ofícios
7 – Nasce em Campos do Rio Real (SE), o filósofo, poeta e jurista Tobias Barreto de Menezes. Entre suas obras destacam-se: "Ensaios e Estudos de Filosofia e Crítica", "Dias e Noites", "Um discurso em mangas de camisa", "Introdução ao Estudo do Direito" (1839)
7 – Nasce no bairro da Saúde, Rio de Janeiro (RJ) a cantora e compositora Adiléia Silva da Rocha - Dolores Duran (1930)
7 – Nasce em São Paulo (SP), lateral-direito da Seleção Brasileira de Futebol, Marcos Evangelista de Moraes, Cafu (1970)
8 – Nasce no Alabama (EUA),
William "Willie" D. Davenport, atleta estadunidense, especialista em 110 metros com barreiras (1943)

8 – Nasce em Belford Roxo (RJ), Jorge Mário da Silva, o Seu Jorge, cantor, compositor e multi-instrumentista brasileiro (1970)

8 – Nasce em Atlanta (EUA), Kanye Omari West, o Kanye West, produtor musical, estilista e rapper que mais ganhou Grammy, 21 ao todo (1977)

9 – O centro-médio da seleção uruguaia de futebol José Leandro Andrade é o primeiro negro a conquistar uma medalha olímpica, ao derrotar a Seleção Suíça na final dos Jogos de Paris (1924)
10 – Aprovada a Lei Penal do Escravo, de 1835, instituindo: -
Art. 1º Serão punidos com a pena de morte os escravos ou escravas, que matarem por qualquer maneira que seja, propinarem veneno, ferirem gravemente ou fizerem outra qualquer grave offensa physica a seu senhor, a sua mulher, a descendentes ou ascendentes, que em sua companhia morarem, a administrador, feitor e ás suas mulheres, que com elles viverem.

11 – Nelson Mandela, Walter Sisulo, Elias Motsoaledi, Govan Mbeki, Raymond Mhlaba, Achmat Kathrada, Dennis Goldberg, Elias Motsoaledi são condenados a prisão perpétua (1964)
11 – Atendendo as reivindicações feitas pelo Centro de Estudos Afro – Orientais, em 1983, e das entidades negras em 1984, o então Secretário de Educação da Bahia, Prof. Edivaldo Boaventura assina a portaria n. 6068 incluindo nos currículos de 1º e 2º Graus a disciplina Introdução aos Estudos Africanos (1985)
12 – Nasce na Rua Santa Luzia (RJ), o compositor Paulo Benjamin de Oliveira, Paulo da Portela, o primeiro sambista a desempenhar as funções de relações - públicas de escola de samba, um dos fundadores da Escola de Samba Portela. Compôs : "Roleta", "Cidade Mulher", "Desprezo" (1901)
13 – Dia consagrado ao orixá Exu, no Rio de Janeiro, e Ogum, na Bahia. - Orixá mensageiro entre os homens e os deuses, seu elemento é o fogo. É associado à fertilização e a força transformadora das coisas. Espírito justo, porém, vingativo, nada executa sem obter algo em troca e não esquece de cobrar as promessas feitas a ele; a primeira oferenda é sempre sua. Seu dia é a segunda-feira. Cores: preto e vermelho e a saudação é Laroiê!
13 – Nasce em Porto Alegre (RS) Luciana Lealdina de Araújo - Mãe Preta (1870)
13 – Tem início o Congresso Internacional "Escravidão e Abolição" (UFRJ,UFF), em Niterói e no Rio de Janeiro (1988)
14 – Nasce no Rio de Janeiro o instrumentista e compositor Wilson das Neves (1936)
14 – Nasce no bairro de Triagem, Rio de Janeiro, o cantor e percussionista Carlos Negreiros (1942)

14 – Nasce em São Paulo Sueli Carneiro, feminista negra (1950)

14 – Nasce no Rio de Janeiro (RJ), Camila Manhães Sampaio, a Camila Pitanga, atriz e ex-modelo (1977)
15 – Henry O Flipper torna-se o primeiro negro graduado pela Academia Militar de West Point (1877)
15 – Nilo Peçanha assume a Presidência da República, no Brasil (1909)
16 – Dia Internacional de Solidariedade a Luta do Povo da África do Sul
16 – Massacre de Soweto (1976)
16 – Surge em Campinas (SP) o jornal Correio de Ébano (1963)

16 – Nasce em Nova Iorque (EUA), Tupac Amaru Shakur, também conhecido como 2Pac, Makaveli ou Pac, considerado o maior rapper de todos os tempos (1971)
16 – Criação no Rio de Janeiro, do NZINGA - Coletivo de Mulheres Negras (1983)
17 – Chega ao Rio de Janeiro, o pernambucano Hilário Jovino Ferreira - Lalau de Ouro, fundador do Rancho Rei de Ouro, o mais fecundo fundador de ranchos e sujos do carnaval carioca (1872)
17 – O Brasil reconhece a independência da Guiné – Bissau, primeiro país da chamada "África portuguesa" a se tornar independente (1974)
18 – Coreta Scott e Martin Luther King Jr. casam-se no Alabama (EUA) (1953)
18 – Nasce em Atibaia, o jogador de futebol Onofre de Souza, Sabará (1931)
19 – Nasce em
Hertfordshire (Inglaterra), Olajidi Olatunji, o KSI, comentador de games, dono do segundo canal mais acessado do Reino Unido, o KSIOlajideBT (1993)

20 – O líder, sul-africano, Nelson Mandela é aclamado por cerca de 800 mil pessoas nas ruas de Manhattan, Nova Iorque (EUA) (1990)
21 – Nasce na cidade de Salvador (BA), Luiz Gonzaga Pinto da Gama - Luiz Gama, escritor, fundador da imprensa humorística em São Paulo, advogado autodidata, conseguiu libertar nos tribunais, mais de quinhentos escravos fugidos (1830)
21 – Nasce no Morro do Livramento, Rio de Janeiro, Joaquim Maria Machado de Assis, poeta, romancista, crítico, contista e cronista, primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, autor de "A Mão e a Luva", "Memórias Póstumas de Brás Cubas", "Quincas Borba", "Dom Casmurro", entre outras obras (1839)
21 – É inaugurado no Largo do Aroche (SP), um busto em homenagem a Luís Gama, em homenagem ao seu centenário de nascimento (1930)
22 – Nasce em São Pedro, Caxias do Maranhão (MA), o ator, escritor, bailarino e diretor teatral Ubirajara Fidalgo da Silva - Ubirajara Fidalgo(1949)
23 – Nasce no Rio de Janeiro, a cantora Elza da Conceição Gomes - Elza Soares (1937)
23 – Realiza-se em Quibdó, Colômbia, o V Encontro da Pastoral Afro-americana (1991)
24 – Nasce na Vila São José, Encruzilhada do Sul, distrito de Rio Pardo (RS), João Cândido Felisberto, o "Almirante Negro", líder da Revolta da Chibata". (1880)
24 – Nasce o poeta Lino Guedes (1897)
24 – Nasce na cidade do Rio de Janeiro, o Marechal João Baptista de Mattos (1900)
24 – Nasce na Fazenda da Saudade, Marquês de Valença (RJ), Maria Joanna Monteiro, Vovó Maria Joana Rezadeira (1902)
25 – O presidente dos Estados Unidos Franklin D. Roosevelt assina o Decreto Executivo nº 8.802, em que reafirma a política de plena participação, no Programa de Defesa, de todas as pessoas, independentemente de raça, credo, cor ou origem nacional (1941)
25 – Fundação da FRELIMO - Frente de Libertação de Moçambique (1962)
25 – Independência de Moçambique (1975)
26 – Onze jovens moradores na Favela de Acari, subúrbio do Rio de Janeiro saem de casa e não mais retornam, nascendo então o movimento denominado Mães de Acari (1990)
26 – Independência da Somália (1960)
27 – Independência de Djibuti (1976)
27 – Nasce em Usina Barcelos, município de Campos (RJ), a atriz e cantora Maria José Motta - Zezé Motta (1944)
28 – Nasce em Santo Amaro (BA), Manuel Querino, estudioso das questões etnográficas e sociológicas relativas ao negro no Brasil (1851)
28 – Decreto sobre imigração determina que os asiáticos e africanos somente mediante autorização do Congresso Nacional poderiam ser admitidos nos portos da República (1890)
28 – Uma jovem negra é eleita pela primeira vez Miss Guanabara: Vera Lúcia Couto (1964)
29 – Independência de Sychelles (1976)
29 – Nasce em Salvador (BA) Gilberto Passos Gil Moreira, Gilberto Gil, cantor, compositor, integrante do movimento tropical Tropicália, autor de "Procissão", "Domingo no Parque", "Aquele Abraço", "Refavela", "Super Homem", entre outras músicas de sucesso(1942)
30 – Independência do Zaire (1960)
30 – Estreia no Teatro Rialto (RJ) com o espetáculo "Tudo Preto", a Companhia Negra de Revista (1926)
30 – Nasce nos Estados Unidos, o campeão mundial de boxe, Michael Gerald Tyson - Mike Tyson (1966)

.

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Oportunidade de participação de ONGs no processo seletivo do FIES

Podem ser inscritos programas de Educação Infantil (0 a 5 anos), Educação Ambiental (6 a 17 anos) e Educação para o Trabalho (14 a 24 anos). Além dos programas de atendimento direto às crianças, adolescentes e jovens, também podem ser inscritos programas de formação de educadores nestas três áreas de educação.

Serão selecionados 19 programas em todo o país, sendo que 3 receberão R$ 150.000,00 e 16 receberão R$ 100.000,00.

As inscrições estão abertas até o dia 11 de setembro, pelo site: www.itau.com.br/fies.

Contatos com:

Márcia Quintino

Fundação Itaú Social

Tel (11) 5019-8598 / 9656-7141

Fax (11) 5019-8898

marcia.quintino@itau-unibanco.com.br

Exibição do filme "Batatinha, poeta do samba" - BA

ESPAÇO UNIBANCO DE CINEMA

GLAUBER ROCHA

SALVADOR

Programação de 28/08 a 03/09/2009

Sala 2

BATATINHA – POETA DO SAMBA – EXIBIÇÃO DIGITAL

Direção: Marcelo Rabelo – Bahia – 2008 – 62 min. - Livre

Gênero: Documentário

Sinopse: Um dos mais importantes sambistas do Brasil, o baiano Oscar da Penha,

o Batatinha (1924 -1997), é visto aqui sob a perspectiva de seus nove filhos. São eles que vão atrás das memórias do pai, investigam a sua vida, história e obra e se encontram com familiares, amigos e músicos. Vemos um homem simples, compositor de um samba lamento carregado de poesia, cheio de facetas românticas, satíricas e que resgatavam a alma popular do povo baiano. Seus filhos, ao mesmo tempo em que reúnem fragmentos que revelam a história do pai, acabam conhecendo mais sobre ele, estabelecendo também elos fraternais importantes entre a própria família.

Horários: 15h30 – 18h

Sábado no Clube do Professor, onde professor não paga e pode trazer um acompanhante

assista: http://www.youtube.com/watch?v=re1ETDSXz6E

“Seminário: Preconceito na fala, preconceito na cor” - BA

De 14 a 16 de setembro de 2009
Horário : 14 às 17 h
Local - Sociedade Protetora dos Desvalidos
Largo do Cruzeiro do São Francisco - Centro Histórico do Salvador
Inscrição: preconceitonafalaenacor@bol.com.br

Os organizadores do evento querem uma identidade e um nível de igualdade entre as pessoas, independente da cor, que caracteriza as mais variadas formas de preconceito, seja linguístico, racial, religioso ou social.

Se não fosse a estereotipada e deturpada da África, tão divulgada pelos meios de comunicação, limitando-se a guerras, crianças subnutridas, fome, miséria, doenças, safári..., poderíamos nos situar noutro patamar, onde a verdade e a união de culturas já fizessem parte das nossas vidas.

Nesse seminário, estaremos ouvindo e presenciando fatos e histórias, revisando memórias e percebendo quais os meios que temos para mostrarmos e vivenciarmos o passado num presente alegre, real e atual.

Contamos com sua presença!

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Seminário ILÊ AIYÊ 2010 - Aspecto da Cultura Negra no Estado de Pernambuco - BA

O objetivo do evento é dar conhecimento aos compositores, cantores, músicos e educadores do Ilê Aiyê, estudiosos e interessados na historia do afro descendentes no Brasil, e sobre as mais diversas formas de lutas que o povo negro continua a desenvolver para combater o racismo.

Demonstrar que as manifestações culturais contribuem não só para a elevação da auto-estima, como ajuda o povo negro deslumbrar que o não esquecimento das culturas de raiz fornece combustível para alcançar melhores posições na sociedade brasileira, com vista ao alcance do poder. O Estado de Pernambuco é uma mostra viva destes objetos.

Dia: 29/08/2009 (Sábado)

Local: Senzala do Barro Preto, Curuzu (Liberdade)

Horário: de 8h ás 14h

Adesão das Entidades Negras ao TOPA / Todos pela alfabetização - BA

O Governo do Estado da Bahia vem promovendo uma ação de redução do analfabetismo através do Programa TOPA – Todos pela Alfabetização, implantado em 2007, que estabeleceu como meta reduzir o analfabetismo até o ano de 2010, em 1 milhão de pessoas acima de 15 anos. Para tanto, em 2008, o TOPA teve a adesão de 411 municípios e 441 entidades dos movimentos sociais e sindicais, perfazendo uma demanda de 404 mil alfabetizandos/as.

Em atendimento às Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino da História e Cultura Africana e Afro-Brasileira, a Secretaria da Educação, por meio do Programa TOPA e da Coordenação de Educação das Relações Étnico-Raciais e Diversidade, está desenvolvendo uma política de mobilização das organizações negras para a adesão ao TOPA. A adesão das organizações sociais negras ao TOPA é estrategicamente importante para possibilitar que o processo de alfabetização implantado pelo TOPA na Bahia, onde se concentra umas das maiores populações negras da diáspora africana no mundo, se realize a partir da valorização da história e cultura africana, afro-brasileira e quilombola.

Dessa forma, as organizações do movimento social negro contribuirão com o processo de erradicação do analfabetismo em nosso Estado , e, de forma inovadora e necessária do ponto de vista político-pedagógico, garantindo a inclusão digna da História e Cultura Africana e Afro-Brasileira.

Nessa perspectiva, estamos convidando à todas as organizações dos Movimentos Negros baianos para participarem de uma reunião no dia 27 de agosto de 2009, às 14 horas no Colégio Estadual Central da Bahia, na qual iremos disseminar maiores informações e já credenciar as organizações interessadas nessa parceria.

Fonte: Nádia Cardoso

Coordenação de Educação das Relações Étnico-Raciais e Diversidade

Secretaria da Educação do Estado da Bahia

CAB, 6ª Avenida, nº. 600, sala no 404 – Centro Administrativo da Bahia, Cep.: 41.750-300

Salvador – Bahia – Brasil. Tel.: 5571 3115-1413. Fax.: 3115-1310 www.sec.ba.gov.br

Lançamento do Programa Brasil de Mediação em Conflitos Raciais - BA

Será lançado, em Salvador, o Programa Brasil de Mediação em Conflitos Raciais : ações afirmativas para reparar direitos.

Como enfrentar conflitos raciais sem utilizar os tradicionais métodos judiciais (prisão ou indenização) de punição? O Instituto Pedra de Raio apresenta uma alternativa para o dilema do desrespeito aos direitos humanos propondo a mediação em conflitos raciais valorizando o ofendido e reparando-o com medidas e ações afirmativas. A idéia é que políticas de valorização e promoção coletiva do grupo étnico racial de pessoas ofendidas poderão ter um resultado mais vantajoso e justo para a superação do racismo e das diversas discriminações (gênero, religião, idade, credo, orientação sexual, etc.). Será lançado no dia 3 de setembro de 2009, quinta-feira, às 14h00, o Programa Brasil de Mediação em Conflitos Raciais.

Durante o lançamento do programa, profissionais da área de Direito, Pedagogia, Psicologia, além de Agentes Sociais debaterão o tema. Entre os palestrantes, Sérgio São Bernardo - especialista em Direitos Humanos (UEFS), Mestre em Direito Público (UNB), e presidente do IPR, e Luislinda Dias de Valois, primeira juíza negra brasileira e primeira a dar sentença no Brasil tendo como base a Lei do Racismo.


O Programa Brasil de Mediação é fruto de uma parceria entre Instituto Pedra de Raio (IPR) Justiça Cidadã; Ministério Público do Estado da Bahia (MP) e Fundo Brasil de Direitos Humanos (FBDH). Interessados já podem entrar em contato através dos telefones (71) 3241-3851 e (71) 3243-2375, durante horário comercial.


|SERVIÇO|
O que: Lançamento do Programa Brasil de Mediação
em Conflitos Raciais
Quando: 3 de setembro, quinta-feira, 14h00

Onde: Ministério Público do Estado da Bahia, sala 110, Nazaré, Salvador ? Bahia

Mais informações: Tel.: 71 3241-3851 / 71 3243-2375 / 71 9993-4144;

Sugestão de Fontes:
Sérgio São Bernardo e Gabriele Vieira, presidente do Instituto Pedra de Raio - Justiça Cidadã Tel.: 71 9964-3542

http://www.pedraderaio.org.br/

Aula Inaugural do curso de Comunicação Política e Políticas da Comunicação / 2009.2 - BA

O jornalista e Prof. Edson Cardoso, editor do Jornal Irohin (Brasília-DF), fará aula inaugural do curso de Comunicação Política e Políticas da Comunicação - 2009.2, nesta terça-feira (01-09), às 18:30h, no auditório do Centro de Estudos Afro-Orientais – CEAO/UFBA, Largo 2 de Julho, Salvador-Ba. Edson Cardoso foi assessor parlamentar do ex-deputado federal Florestan Fernandes, um dos maiores estudiosos da realidade social do país e do negro no Brasil.

O curso oferecido pelo Núcleo Omi-Dùdú e Grupo de Pesquisa Permanecer Milton Santos, da Faculdade de Comunicação da UFBA, será freqüentado por 50 alunos, representantes de 33 entidades do movimento social e movimento negro de Salvador e toda região metropolitana. É gratuito, será ministrado às noites de terças e quintas-feiras, até novembro, com uma cargo horária 50 horas-aulas, nas dependências do CEAO/UFBA, sob a coordenação do Prof. Dr. Fernando Conceição. Os produtos finais serão um jornal mural e um programa de rádio, frutos do módulo de práticas de Comunicação. Conta com o apoio do Fundo Brasil de Direitos Humanos e com a parecia do Centro de Estudos Afro-Orientais – CEAO/UFBA.

Tem o objetivo de colaborar para a formação e capacitação de lideranças sociais e do Movimento Negro, no que tange às especificidades da Comunicação Política e das Políticas de Comunicação em vigor no Brasil e no mundo, em um momento em que a sociedade brasileira – preparando-se para mais uma campanha eleitoral em 2010 – passa por transformações políticas que devem resultar em maior diversidade e pluralismo democrático. O foco do curso é a Comunicação e a Política, assim como a relação intrínseca dessas duas esferas científicas.

SERVIÇO

O que: Aula Inaugural do curso de Comunicação Política e Políticas da Comunicação - 2009.2

Quando: 1º de setembro de 2009 (terça-feira), às 18:30h

Onde: CEAO – Centro de Estudos Afro-Orientais da UFBA, Largo 2 de Julho, Salvador-Ba

Realização: Núcleo Omi-Dùdú e Grupo de Pesquisa Permanecer Milton Santos da UFBA

Apoio: Fundo Brasil de Direitos Humanos e Centro de Estudos Afro-Orientais – CEAO/UFBA

Contatos:

Paula Roberta - (71) 3334-5982 / 2948

E-mail: paulaomidudu@yahoo.com

Hamilton Oliveira (Dj Branco) – (71) 9151-0631

E-mail: cmahiphop007@gmail.com

Site: www.nucleoomidudu.org.br

Biblioteca do CEAO disponibiliza jornais para consulta online - BA

A biblioteca do Centro de Estudos Afro-Orientais possui uma hemeroteca com cerca de vinte mil recortes de jornais e revistas de circulação nacional e internacional. Seu conteúdo contempla as seguintes temáticas: afro-brasileira, CEAO, Ásia e África.

Os recortes reunidos na série afro-brasileira subdividem-se em sub-séries que são: religião, arte e cultura, capoeira, festas populares, educação, saúde e culinária. Na série CEAO encontram-se recortes que direta ou indiretamente falam sobre o CEAO. As séries Ásia e África reúnem os documentos sobre diversos aspectos destes continentes, destacando-se na série Africa a sub-série sobre o Apartheid.

A busca nesta base pode ser feita por: palavra, autor, título, assunto e ou por combinação de duas ou mais formas citadas anteriormente.

site: http://www.ceao.ufba.br/biblioteca/busca.php

Seminário avalia ações afirmativas na UFBA - BA

O SEMINÁRIO “AVALIAÇÃO DAS AÇÕES AFIRMATIVAS” será realizado nos próximos dias 28 de agosto, das 09h00min às 18h30min horas e 29 de agosto das 09h00min às 12h00min horas, na Sala de Vídeo-Conferência da Escola Politécnica desta Universidade, conforme programação:

I – dia 28 de agosto - sexta-feira

A - Das 09:00 às 11:00h

  1. Apresentação: Parâmetros para avaliação de ações afirmativas na UFBA e Unicamp (Prof. Antônio Sérgio Guimarães)

1.1. A política da UFBA (Prof. Naomar Almeida Filho)

1.2. A política da Unicamp (Prof. Leandro R. Tessler)

B - Das 11h15min às 13h00minh

  1. O vestibular na UFBA e na UNICAMP: o acesso entre 2003 e 2008

2.1 . A UFBA (Profa. Lilia Carneiro da Costa)

2.2 A UNICAMP (Prof. Maurício Kleinke)

Comentários: Profa. Nadya Guimarães (USP-CEBRAP) e Prof. Maerbal Marinho (UFBA)

C - Intervalo para almoço das 13: 00 às 14h00minh

D - Das 14h00min às 16h00minh

  1. O desempenho escolar de beneficiários e não-beneficiários

3.1. Na UFBA (Profa. Lilia Carneiro da Costa)

3.2. Na UNICAMP (Prof. Renato Pedrosa)

Comentários: Profa. Cibele de Andrade (UNICAMP) e Profa. Paula Barreto (UFBA)

E - Das 16h15min às 17h30minh - Discussão livre com os especialistas convidados

F - Das 18h00min às 18:30h - Conferência de Imprensa

Professores Antônio Sérgio Guimarães, Naomar A. Filho, Renato Pedrosa.

II - Dia 29 de agosto - sábado

A - Reunião da Equipe

Das 09h00min às 12h00minh

Pauta: Os formandos beneficiários de 2009 e 2010



quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Monografia discute Rap - BA

Tema - RAP: uma experiência pedagógica na construção da identidade da criança negra
DIA: 03 de setembro de 2009 (quinta-feira)
HORÁRIO: 15 hs
LOCAL: Departamento de Educação Campus I/ UNEB Cabula
Professores paticipantes da banca:
- Raphael Vieira Filho (UNEB)
- Valdéio Silva (UNEB)
- Heloísa Lopes (UNEB)
- Patrícia Pena (UNEB)

Sepromi e Uneb selecionam orientadores para pesquisas - BA

A Secretaria de Promoção da Igualdade do Estado da Bahia (Sepromi) e a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) iniciaram a seleção de orientadores para projetos de pesquisa sobre Hierarquias Raciais, Africanidades e Cultura Negra na Bahia.

Os professores, que devem ser do quadro da Uneb, atuarão no âmbito do projeto Qualificando a Permanência de Estudantes Cotistas na Uneb, que beneficia com bolsas de iniciação científica, estudantes que ingressaram no ensino superior pelo sistema de cotas raciais.

A data limite para postagem via sedex, pelos Correios, é 31 deste mês, e a divulgação do resultado será em 11 de setembro. A íntegra do edital, incluindo ficha de inscrição, está no site www.sepromi. ba.gov.br.

Serão selecionados nove docentes pesquisadores para atuar, por 10 meses, como orientador, um docente pesquisador para atuar na condição de apoio à orientação por um período de 10 meses, e dois docentes pesquisadores para atuar como coordenadores de projetos de pesquisas por 12 meses.

O projeto, que consiste na concessão de bolsas de iniciação científica, no valor de R$ 300, para os alunos selecionados pelo Edital nº 046/2009, foi viabilizado graças a um convênio firmado entre a Sepromi e a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir/PR). Na Uneb, a ação é articulada por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação.

Inscrições prorrogadas e convite para Aula Magna do curso Brasil e África em Sala de Aula - RJ

Em razão do adiamento do início das aulas para o dia 25/08, 18h., por causa da epidemia de gripe, informo-lhes que as inscrições para a formação da 2a turma do curso foram prorrogadas até esse dia e horário. As inscrições poderão ser feitas no IFRJ, entre segunda e sexta, entre 14 e 19h. Restam poucas vagas.
Aproveito a oportunidade para convidá-los para a nossa Aula Magna, que será aberta ao público e terá como tema a importância da aprovação das Leis 10.639/03 e 11.645/08, que modificou a LDB, tornando obrigatório no país o ensino de História e Cultura de matrizes africanas e indígenas. Receberemos como palestrante a professora Mônica Lima, doutora em História pela UFF, professora do Colégio de Aplicação da UFRJ e da Pós-Graduação em História da África e do Negro no Brasil da UCAM - Universidade Candido Mendes. O evento ocorrerá no Teatro Carequinha, localizado dentro da Escola Municipal Ernani Faria, em Neves, no dia 08 de setembro, terça-feira, às 18h. Contamos com o apoio, a divulgação e a participação de todos vocês!

Quaisquer dúvidas ou para maiores informações, favor entrar em contato.

Um grande abraço,

Ricardo Cesar

http://www.irohin.org.br/onl/new.php?sec=news&id=4689

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

“Agosto Negro” reúne poetas, dançarinos, bandas de hip-hop e reggae na Praça Tereza Batista, no Pelourinho - BA

A Associação Cultural Aspiral do Reggae, realiza no próximo dia 28 de agosto (sexta-feira), ás 18h, na Praça Tereza Batista, Pelourinho – Salvador/Ba, o Show: “Agosto Negro – Consciência Negra é Preciso”. O show será GRATUITO e terá apresentações das bandas Aspiral do Reggae, Jó Kalado, Futuro do Reggae, dos grupos de Rap Nova Saga, Império Negro, Fase Ideológica, Lukas Kintê, Afro Jhow e Marcio Uilis, dos poetas Hamilton Borges, Geovane Sobrevivente, da dançarina Vânia Nascimento e discotecagem com Dj Akani.

O Agosto Negro surgiu nos Estados Unidos durante a década de 1970, quando integrantes do movimento negro mobilizaram-se para lutar contra o racismo e a repressão. O sucesso da iniciativa, que ocorreu no mês de agosto, originou o Black August, que ocorre em diversos países.

Segundo a produtora do evento, Jussara Santana, a homenagem baiana surgiu justamente para se criar um espaço para reflexão junto ao público sobre a Consciência Negra no mês de agosto. “A proposta é construir um grande evento na Bahia onde todas as vertentes da cultura negra estejam inseridas, como é o caso, por exemplo, do hip-hop e do reggae. Diferentes manifestações artísticas que traduzem a indignação, o sofrimento e o desejo de um futuro melhor, são importantes agentes de transformação resgatando a história não oficial dos movimentos e lutas”, afirma Jussara Santana.

Serviço:

O quê? Show: Agosto Negro – Consciência Negra é Preciso

Quando? 28 de agosto (sexta-feira), às 18h.

Onde? Praça Tereza Batista, Pelourinho – Salvador/Ba.

Quanto? GRATUITO!

Mais informações:

Jussara Santana – Produtora Cultural

(71) 3241-6210 / 8776-4388 – jussarasantana2000@yahoo.com.br

Hamilton Oliveira (Dj Branco) - Assessor de Comunicação

(71) 9151-0631 – cmahiphop007@gmail.com

Reunião do FCDRMT acontece no Ceao nesta terça-feira - BA

Dia 25, terça-feira, acontece no Centro de Estudos Afro-Orientais da Ufba (Ceao), a próxima reunião do Fórum de Combate a Desigualdade Racial no Mercado de Trabalho.

Serviço:
O quê: Reunião do Fórum de Combate a Desigualdade Racial no Mercado de Trabalho.
Onde: Ceao, localizado na Praça 2 de Julho.
Quando: 25 de agosto, terça-feira.
Pauta: Mobilização para o ato em frente ao Ministério Público do Trabalho.

Literaturas da África e das Américas - BA

1º. COLÓQUIO AFRICAMÉRICAS reunirá artistas, pesquisadores e escritores em torno da literatura e seus diálogos com outras artes.

O Programa de Pós-Graduação em Estudo de Linguagens da Universidade do Estado da Bahia (PPGEL/UNEB) realizará nos dias 21 e 22 de setembro, noTeatro UNEB, no Campus I (Cabula/Salvador), o1º. COLÓQUIO AFRICAMÉRICAS: literaturas e culturas, envolvendo pesquisadores, artistas e escritores da África e de países da Diáspora, como o Brasil e Trinidad Tobago. O objetivo é possibilitar o diálogo entre o continente africano e as Américas. Interessados podem escrever trabalhos até o dia 04 de setembro no site: http://www.africamericas..uneb.br/
Entre os convidados internacionais do Colóquio está a escritora angola Isabel Ferreira, o escritor de Cabo Verde, Camilo Graça e a pesquisadora Lorraine Neves, da Universidade das Índias Ocidentais, em Trinidad Tobago. Representando o Brasil, estarão presentes o escritor Landê Onawalê (BA), o rapper Gog (DF), a escritora Miriam Alves (RJ) e os estudiosos da cultura afro-brasileira Laura Padilha (UFF), Nelson Maca (UCSAL) e Florentina Souza (UFBA), além de pesquisadores da UNEB. Os temas abordados pelas conferências e mesas redondas serão as relações entre a literatura e aspectos contemporâneos como música, identidade, cinema e os fluxos e refluxos entre África, Brasil e Caribe.
“De caráter interdisciplinar, este evento tem por objetivo divulgar pesquisas e promover debates sobre as manifestações da cultura negra na contemporaneidade. Uma das principais finalidades do Colóquio é discutir as representações das culturas afrodescendentes em diversas linguagens, bem como em diferentes áreas das ciências humanas”, explica a Profa. Dra. Márcia Rios, coordenadora do PPGEL/UNEB.
Inscrições - Durante o Colóquio AfricAméricashaverá ainda exibição de vídeo e lançamentos de livros e Cds acerca da temática.Interessados em apresentar comunicações podem fazer inscrição até o dia 04 de setembro de 2009. O valor da inscrição éR$ 30,00, para estudantes de graduação e R$50,00, para pós-graduandos e outros profissionais. Para os participantes sem apresentação de comunicação o período das inscrições vai até o dia 18 de setembro e os valores são R$15,00(graduação) e R$30,00 (pós-graduação e outros profissionais).
Mais informações no site: http://www.africamericas.uneb.br

Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU recebe amanhã (25/8) afrodescendentes para tratar da Rodada dos Censos de 2010

Grupo deve se reunir com o Grulac (Grupo de Países Latino-americanos e do Caribe) e a Unidade de Antidiscriminação das Nações Unidas em busca de apoio para o monitoramento dos afrodescendentes à Rodada dos Censos de 2010

O Plano de Ação de Durban volta a ser tema de discussão, na próxima semana, no Alto Comissariado de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra. Nesta terça-feira (25/8), o Grupo de Trabalho sobre Afrodescendentes na Rodada dos Censos de 2010 apresentará o plano estratégico da sociedade civil para monitoramento da inclusão da variável de raça e etnia nos censos demográficos e sensibilização dos afrodescendentes para a autodeclaração.

A audiência terá a participação da Alta Comissária de Direitos Humanos das Nações Unidas, Navi Pillay, do ministro Edson Santos, da Seppir (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial), e da coordenadora do programa Gênero, Raça e Etnia do UNIFEM (Fundo de Desenvolvimento das NNções Unidas) Brasil e Cone Sul, Maria Inês Barbosa.

Ainda em Genebra, o Grupo deve se reunir com o Grulac (Grupo de Países Latino-americanos e do Caribe) e a Unidade de Antidiscriminação das Nações Unidas em busca de apoio para o monitoramento dos afrodescendentes à Rodada dos Censos de 2010 junto aos institutos nacionais de estatísticas. A coleta, análise e divulgação de dados estatísticos e avaliação sistemática da situação de grupos e indivíduos vítimas de racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância correlata constituem um dos artigos do Plano de Ação de Durban.

De acordo com a Cepal, os censos são a única fonte de informação de caráter universal que capta populações pequenas e permite a desagregação dos dados populacionais em diferentes escalas territoriais. “É preciso evidenciar as brechas em relação aos problemas nacionais dos afrodescendentes e coletar informações qualitativas sobre como vivem, onde estão, a forma como os afrodescendentes acessam as políticas públicas e como os Estados vêm enfrentando o racismo”, afirma Epsy Campbell Bar, coordenadora-executiva do Grupo de Trabalho sobre Afrodescendentes e Rodada dos Censos de 2010.

Para Maria Inês Barbosa, coordenadora do programa regional de Gênero, Raça e Etnia do UNIFEM no Brasil, Bolívia, Guatemala e Paraguai, dados desagregados possibilitam o estabelecimento de uma série de indicadores e metas específicas para o enfrentamento do racismo, além de permitir importantes estudos comparativos. “O UNIFEM compreende essa produção e a análise de dados estatísticos como uma ferramenta fundamental para a formulação de políticas públicas. A inclusão da variável de raça e etnia nos censos de 2010 é uma oportunidade para garantir a geração de informações sobre os afrodescendentes”, diz Maria Inês Barbosa.

Monitoramento
Com ações prioritárias no Brasil, Equador, Venezuela e República Dominicana, o Grupo de Trabalho sobre Afrodescendentes e Rodada dos Censos de 2010 vai assessorar a Divisão de População da Cepal (Comissão Econômica para América Latina e Caribe) nos censos nacionais de 2010 a 2012.

O grupo foi formado em junho de 2009, durante o Seminário Internacional de Dados Desagregados por Raça e Etnia da População Afrodescendente das América. Tem representação dos seguintes países: Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Estados Unidos, Panamá, Peru, Porto Rico e Venezuela.

UNIFEM Brasil e Cone Sul

Tel: 61 3038.9280 / Fax: 61 3038.9289

unifemconesul@unifem.org

www.unifem.org.br

domingo, 23 de agosto de 2009

Revoltosos dos Búzios podem ser Heróis da Pátria

A inscrição dos nomes dos heróis e mártires da Revolta dos Búzios no Livro dos “Heróis da Pátria” é o objetivo do Projeto de Lei 5819/2009, apresentado nesta quarta-feira (20) pelo Deputado Federal Luiz Alberto (PT/BA). O Livro está depositado no Panteão da Liberdade e da Democracia, em Brasília e, de acordo com a proposição, receberia os nomes dos revoltosos João de Deus, Lucas Dantas, Manuel Faustino e Luis das Virgens.

“Somos descendentes de revolucionários e não temos o direito de nos esquecer disso. Búzios e outras revoltas contribuíram para que o Brasil se libertasse de Portugal e para que a escravidão fosse banida. A herança que temos das revoltas organizadas e levadas adiante por africanos, negros livres, forros e libertos é a liberdade que temos agora, duramente conquistada e que merece ser lembrada e celebrada”, acredita Luiz Alberto.

No dia 13 de agosto, em discurso na Câmara dos Deputados, Luiz Alberto saudou a iniciativa do Bloco Afro Olodum que, em ofício dirigido ao Ministro da Justiça do Brasil, fazia a reivindicação. O petista baiano afirmou nesse pronunciamento que trabalharia para que essa demanda se tornasse realidade e a apresentação do Projeto de Lei é o primeiro passo.

HISTÓRICO - A Revolta dos Búzios, também chamada de Revolta dos Alfaiates, Revolta das Argolinhas ou Inconfidência Baiana aconteceu em 12 de agosto de 1798 em Salvador. João de Deus, Lucas Dantas, Manuel Faustino e Luis das Virgens foram os heróis e mártires da Revolta dos Búzios. Entre 12 e 25 de agosto de 1798 os quatro foram presos. No dia 7 de novembro de 1799 foram enforcados na Praça da Piedade, também na capital baiana.

Dizia um dos panfletos dos revoltosos dos Búzios: “está para chegar o tempo feliz da nossa liberdade, tempo em que todos seremos irmãos, tempo em que todos seremos iguais”.

Mais informações: Assessoria de Comunicação Deputado Federal Luiz Alberto (PT/BA)
Brasília: Daniela Luciana (DRT/BA 1998)61 3215-5954 / 61 8179-9316 - daniela.silva@ camara.gov. br
Salvador: Naiara Leite (DRT/BA 2823)71 2223-9149 / 71 8229-8159

sábado, 22 de agosto de 2009

Juíza lança livro "O negro no século XXI" - BA

A juíza do Juizado Especial de Defesa do Consumidor/Extensão Unijorge, Luislinda Dias de Valois Santos, lança, na próxima quarta-feira (26), às 19:30h, na livraria Saraiva Megastore do Salvador Shopping, o livro “O Negro no Século XXI”, que traz reflexões sobre a participação dos afrodescendentes na sociedade atual, abordando temas como educação, profissionalização e lazer, além do tratamento dispensado aos negros durante os julgamentos e a falta de magistrados afrodescendentes nas diversas instâncias do Poder Judiciário.“A intenção do livro, que tem como base a minha vivência pessoal, é fazer uma análise da atuação do negro em diversas instâncias da vida social e expor as dificuldades e preconceitos que sofremos, principalmente quando comparamos o tratamento dispensado aos não-negros e a nós”, afirma a magistrada, que é considerada a primeira juíza negra do País.Luislinda Valois é a criadora de diversos projetos de cunho social voltados para a comunidade mais carente e terá, em breve, sua trajetória contada em uma biografia, escrita pela jornalista Lina de Albuquerque, com previsão de lançamento para dezembro deste ano. Um filme sobre a vida da magistrada também está em andamento.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Seminário Multiculturalismo e Direitos Humanos - BA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
SEMINÁRIO DE MULTICUTURALISMO E DIREITOS HUMANOS

PROGRAMAÇÃO

DIA 13/09/09 (domingo)

PRÉ – ABERTURA – (13:30 h)
Local: Teatro Municipal de Ilhéus

PALESTRA- Panorama da Educação Infantil no Contexto Brasileiro.
PALESTRANTE- Fúlvia Rosemberg - PUC-SP – Pesquisadoras Sênior da Fundação Carlos Chagas -Coordenadora, no Brasil, do Programa Internacional de Bolsas de Pós- graduação da Fundação Ford.

MOMENTO CULTURAL (15:30) -

SOLENIDADE DE ABERTURA (16:00 h)

PALESTRA-Trajetória das Comunidades Quilombolas Pós-Constituição de 1988.
PALESTRANTE - Edvaldo Mendes Araújo (Zulu) (Presidente da Fundação Cultural Palmares) ENCERRAMENTO 17:30 h DIA 14/09/2009 INÍCIO - ÀS 08:30 hLocal: Auditório Paulo Souto

PALESTRA – Avaliação do Projeto Educação e Multiculturalismo: formação para a diversidadePALESTRANTE- Profª Dra. Rachel de Oliveira – Coordenadora do Projeto PALESTRA- Processo pedagógico de Adesão das Escolas Municipais de Itabuna ao Projeto “Educação e Multiculturalismo: formação para a Diversidade”.PALESTRANTE - Sandra Cristina Santos Reis Abreu (UESC)

PALESTRA: Racismo e Anti-racismo na Educação.PALESTRANTE: Elianne Cavalleiro - Profª Drª da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília-UNB e presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as).
PALESTRA: Educação em Direitos HumanosPALESTRANTE: Prof. Dr. Ivair Augusto Alves dos Santos Assessor especial da Secretaria de Direitos Humanos, vinculado ao Ministério da Justiça

DEBATE (11:15 às 12:15 h) TARDE (13:30 h)

PALESTRA - Desenvolvimento Socioeconômico e Ações Afirmativas.
PALESTRANTE: Mário Lisboa Teodoro - Doutor em Economia pela Université Paris I – Sorbonne – Pesquisador IPEA

PALESTRA - Políticas Públicas e Comunidades Tradicionais
PALESTRANTE-Alexandre da Anunciação Reis Subsecretário de Políticas para Comunidades Tradicionais - SEPPIR/PR

ENCERRAMENTO – 17:00 hDia 15/09/09 –
Local: Auditório Paulo Souto
INICIO ÀS 08:30 h

PALESTRA - Um retrato das Escolas Públicas no Município de Itabuna. PALESTRANTE - Clodoaldo Silva Anunciação Mestre em Direito pela UFBA- Professor de Direito Internacional da UESC Promotor da Justiça e Cidadania.

PALESTRA-Gênero e Igualdade Racial
PALESTRANTE - Maria Inês Barbosa: Profª Drª da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT;) coordenadora do Programa “Incorporação das Dimensões de Gênero e Igualdade Racial em programas de combate à pobreza” - América Latina.

DEBATE – 11:15 ÀS 12:00 hTARDE (13:30 h)

PALESTRA- Relações étnico-raciais no Contexto da Formação Continuada: breve análise.
PALESTRANTE -Marise Santana - Professora titular da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e Coordenadora do Órgão de Educação e Relações Étnicas com Ênfase em Culturas Afro-Brasileiras e do Curso de Pós Graduação em Antropologia Com Ênfase em Culturas Afro-Brasileira

PALESTRA- Desafios Políticos e Metodológicos no Processo de Implementação de Cotas: um diálogo.
PALESTRANTE: Ivete Sacramento
Professora Titular da UNEB – Membro do Conselho Estadual de Educação;Membro do Conselho da SEPIIR Membro do Conselho Estadual de Educação UNEB
ENCERRAMENTO – 17:00 h

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Simpsons negros

Homer, Marge, Lisa, Maggie e Bart Simpson: versão angolana
Foto: Reprodução

Para comemorar o início da exibição de "Os Simpsons" em Angola, o canal africano Bué e a agência de propaganda Executive Center decidiram transformar a família mais famosa do planeta em cidadãos angolanos.

* Os malucos de Springfield entraram com tudo na dança: da bebida favorita de Homer ao cabelo rastafári de Lisa. Glamurama amou a transformação!

* Vale lembrar que os cinco já foram transformados nos Beatles, na família Adamms, nos Sopranos, nos heróis de Star Wars e de Watchmen e até em uma família de carne e osso! Confira as transformações na nossa galeria de fotos.

UNEB promove curso "Literatura Afrocaribenha e Papiamento" - BA

CURSO LITERATURA AFROCARIBENHA E PAPIAMENTO

LOCAL:

SALA 03 – TÉRREO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS – DCHI

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA – UNEB

Rua Silveira Martins, 2555 – Cabula

PERÍODO:

DE 31/08 A 04/09/09

HORÁRIOS:

DAS 14 às 18 h.

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES:

BIBLIOTECA DO PPGEDUC – TÉRREO

PROFA. HILDETE

TEL: (71) 3117.2448

DAS 09 ÀS 12 E DAS 14 ÀS 17 h.

INVESTIMENTO:

R$ 30,00 (estudantes da graduação)

R$ 40,00 (demais interessados)



PROGRAMA

I. Salvador da Bahia – Cidade Invencível.

História da expansão sul atlântica holandesa na pintura e literatura do século XVII. Conquista da Elmina, Angola e do Nordeste do Brasil. Descrição do quilombo Palmares. Modelo da cidade sonhada. Modernização do trato dos viventes.

BIBLIOGRAFIA:

ALENCASTRO, Luis Felipe de. O trato dos viventes: Formação do Brasil no Atlântico Sul, séculos XVI e XVII (São Paulo: Editora Schwarz, 2000).

BARLÉU, Gaspar: História dos feitos recentemente praticados durante oito anos no Brasil. Prefácio Mario Ferri. 1940; Belo Horizonte, Itatiaia & São Paulo; EDUSP, 1974.

II. Emergência do Sranan no século XVIII no Suriname.

Livros da instrução do Sranan. Língua franca da sociedade de plantação. Marginalidade da influência africano-portuguesa. Os quilombos contra a sociedade da costa. Paramaribo como centro governamental e marítimo. Composição complexa da população urbana.

BIBLIOGRAFIA:

ARENDS, Jacques: The history of the Surinamese creoles 1: A sociohistorical survey. In: Atlas of the Languages of Suriname, ed. Ethne B. Carlin & Jacques Arends (Leiden: KITLV, 2002): 115-130.

STEDMAN, John Gabriel: Narrative of a Five Years Expedition Against the Revolted Negroes. Ed. Richard & Sally Price (Baltimore & London: Johns Hopkins UP, 1988).

III. As Guerras da Independência – América Latina e Curaçao.

Papiamento como língua franca. Sociedade marítima do contrabando. O laço das guerras da independência com o mar: Caribe – Venezuela, Haiti, Jamaica, Curaçao. Manuel Piar, general pardo no exército libertador de Bolívar. Línguas crioulas e a posição do espanhol, inglês e francês no mar Caribe.

BIBLIOGRAFIA:

POOL, John de. Del Curacao que se va. Páginas arrancadas de El Libro de mis Recuerdos. 1935; Amsterdam: S. Emmering, 1981.

LENZ, Rodolfo. El Papiamento, la lengua criolla de Curazao. Santiago de Chile: Balcells, 1928.


IV. O Papiamento e seu Papel Sul Atlântico.

O Papiamento e sua expressão rítmica na música tambú y tumba. A música crioula como cultura popular reprimida, recuperada na poesia. Programas de estandardizar. Discussão conflitiva sobre a origem espanhola ou portuguesa do Papiamento.

BIBLIOGRAFIA:

MARTINUS, Ephraim Frank: The Kiss of a Slave. Papiamentu’s West-African Connections (Curaçao: Drukkerij de Curaçaosche Courant, 1997)

MARTINUS, Frank. Creole Identity through Chinese Wall: Affinities Between Papiamento and Chinese, in A Pepper-Pot of Cultures, ed. Gordon Collier & Ulrich Fleischmann (Amsterdam & New York: Matatu 27-28, Rodopi, 2003): p. 162-165.

V. O Retorno do Século XVII na Ficção Brasileira e Angolana Contemporânea.

Processo de reflexão sobre a formação das sociedades sul atlânticas no romance. Outra visão do trato dos viventes na primeira etapa da globalização. O que sucedeu com as línguas crioulas?

BIBLIOGRAFIA:

AGUALUSA, José Eduardo: O ano em que Zumbi tomou o Rio. Romance. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2002.

MUSSA, Alberto: O trono da rainha Jinga. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1999.

PEPETELA: A Grandiosa Família: Tempo dos Flamengos. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1997.

PROF. DRA. INEKE PHAF-RHEINBERGER

Nascida na Holanda, radicada na Alemanha, é professora da Universidade de Humboldt, em Berlim. Especialista em História Cultural da América Latina, Caribe e África, é uma das maiores autoridades sobre expansionismo colonial holandês. Foi professora em várias universidades da Europa e das Américas. Entre seus mais recentes trabalhos estão os livros La Belle Caraïbe: The Art of José Maria Capricorne (2005) e The Air of Liberty. Narratives of the South Atlantic Past (2008), bem como as coletâneas Memorias de la fragmentación. Tierra de libertad y paisajes del Caribe (2005) e AfricAmericas: Itineraries, Dialogues, and Sounds (2008) com Tiago Oliveira Pinto.

Inscrições para participar do Comitê do Recôncavo Norte e Inhambupe terminam no dia 26 - BA

O prazo de inscrições para a renovação dos membros do Comitê da Bacia Hidrográfica (CBH) do Recôncavo Norte e Inhambupe vai até o dia 26 de agosto. É a oportunidade para que os usuários da água, das prefeituras e da sociedade civil organizada participem da gestão das águas no Estado da Bahia.

Os candidatos interessados podem se inscrever na sede do INGÁ em Salvador e em cinco Escritórios Regionais da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), nos municípios de Alagoinhas, Catu, Entre Rios, Inhambupe e Mata de São João. Serão disponibilizadas 45 vagas, sendo 15 para o poder público, 15 para sociedade civil organizada e 15 para os usuários de águas. A inscrição só poderá ser feita presencialmente. Todo o cronograma do processo eleitoral e a relação de documentos pode ser consultada no site www.inga.ba.gov.br/comites.

Como se inscrever

Os documentos necessários variam de acordo com a categoria em que o candidato se encontra. O segmento de usuários de água deverão entregar os seguintes documentos no ato da inscrição: requerimento de inscrição devidamente preenchido; cópia autenticada dos documentos pessoais (RG, CPF) do inscrito ou do representante legal; cópia autenticada do CNPJ, com Declaração de Certidão Ativa (pessoa jurídica); cópia autenticada da ata da última eleição e da posse da Diretoria ou de instância equivalente e relação atualizada da sua diretoria (pessoa jurídica) e cópia autenticada do contrato ou estatuto social, registrado em Cartório ou Junta Comercial do Estado da Bahia (pessoa jurídica).

Os usuários de água das categorias de Indústria, Mineração e Setor Energético; Irrigação e Agricultura; Aqüicultura; Pesca Artesanal; Lazer, Turismo e Esporte e aqueles que constituam pessoa jurídica sem fins lucrativos deverão observar as instruções específicas para a apresentação de documentos contidas nos respectivos editais de eleição.

Os documentos exigidos para os segmentos da sociedade civil são: requerimento de inscrição devidamente preenchido; cópia autenticada dos documentos pessoais (RG, CPF) do representante legal da instituição; cópia autenticada do CNPJ, com Declaração de Certidão Ativa; cópia autenticada do Estatuto devidamente registrado que demonstre em seu conteúdo o objetivo da entidade na defesa dos interesses difusos e coletivos da sociedade e/ou defesa e conservação dos recursos hídricos e meio ambiente e cópia autenticada da ata da última eleição e posse da Diretoria ou instância equivalente, registrada em cartório e relação atualizada da sua diretoria

As entidades que se enquadrem nas categorias Organizações Civis de Recursos Hídricos, Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), Instituições de Ensino e/ou Pesquisa e Comunidades Tradicionais deverão observar as instruções específicas para a apresentação de documentos contidas nos respectivos editais de eleição.

Resultados

A documentação deverá ser entregue em envelope a ser lacrado nos postos de inscrição, e após a conferência dos documentos apresentados, os inscritos receberão um comprovante que validará a inscrição. A análise da documentação ocorrerá entre os dias 02 e 07 de setembro de 2009. A divulgação da lista final de habilitados será divulgada no dia 08 de setembro e as reuniões plenárias eleitorais acontecerão entre os dias 14 e 18 de setembro. O resultado poderá ser consultado através dos sites: www.inga.ba.gov.br e www.inga.ba.gov.br . A lista preliminar de habilitados do Comitê será divulgada da mesma maneira, no dia 24 de agosto.

Relação dos Postos de Inscrição:

INGÁ – Sede em Salvador (ACM, 357, Itaigara)

EBDA – Escritório de Alagoinhas (Rua Luiz Viana, 642, Centro)

EBDA – Escritório de Catu (Praça Lourenço Oliveira, Central de Atendimento ao Cidadão)

EBDA – Escritório de Entre Rios (Rua Onório Borges, 40)

EBDA – Escritório de Inhambupe (Avenida Professor Mesquita, 1)

EBDA – Escritório de Mata de São João (Rua Recife, 56)

20/08/09

Mais informações
Ascom/INGÁ

(71)3116-3286/3042 /3215/ 9966-7345

Letícia Belém/Yordan Bosco/Brenda Medeiros

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

UNEB promove o "1º. Colóquio Internacional AfricAméricas: literaturas e culturas" - BA

O 1º. Colóquio Internacional AfricAméricas: literaturas e culturas, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Estudo de Linguagens da Universidade do Estado da Bahia, tem como tema os trânsitos e diálogos entre o continente africano e as Américas. De caráter interdisciplinar, este evento tem por objetivo divulgar pesquisas e promover debates sobre as manifestações da cultura negra na contemporaneidade, envolvendo pesquisadores, artistas e escritores, não só do Brasil, como de outros países. Uma das principais finalidades do Colóquio é discutir as representações das culturas afrodescendentes em diversas linguagens, como cinema, literatura, música, bem como em diferentes áreas das ciências humanas.

Site do Evento: http://www.africamericas.uneb.br/

sábado, 15 de agosto de 2009

Lançamento do livro "O Poder dos Candomblés" - BA

(Clique na imagem para ampliá-la)