SEGUIDORES DO BLOG




CALENDÁRIO NEGRO - JUNHO

1 – Inauguração no município de Volta Redonda (RJ) do Memorial Zumbi dos Palmares (1990)
2 – O pugilista Joe Louis conquista em Chicago (EUA) o título de Campeão Mundial de Boxe na categoria peso-pesado, ao nocautear James J. Bradock (1937)

3 – Nasce em Saint Louis, Missouri/EUA, Freda Josephine McDonald, a cantora e dançarina Josephine Backer (1906)

3 – Nasce em Campos dos Goytacazes (RJ), Ana Cláudia Protásio Monteiro, a Cacau Protásio, atriz e humorista (1975)
4 – Nasce no Rio de Janeiro (RJ), o compositor Anescar Pereira Filho - Anescarzinho do Salgueiro, autor do clássico samba-enredo "Chica da Silva" (1929)
5 – Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Moçambicano
6 – Nasce na cidade de Salvador (BA), o ator, diretor cinematográfico e vereador Antonio Luiz Sampaio, Antonio Pitanga (1939)
7 – Publicação da Lei n. 420, Cap. III, Art. 2, proibindo escravos de aprender ofícios
7 – Nasce em Campos do Rio Real (SE), o filósofo, poeta e jurista Tobias Barreto de Menezes. Entre suas obras destacam-se: "Ensaios e Estudos de Filosofia e Crítica", "Dias e Noites", "Um discurso em mangas de camisa", "Introdução ao Estudo do Direito" (1839)
7 – Nasce no bairro da Saúde, Rio de Janeiro (RJ) a cantora e compositora Adiléia Silva da Rocha - Dolores Duran (1930)
7 – Nasce em São Paulo (SP), lateral-direito da Seleção Brasileira de Futebol, Marcos Evangelista de Moraes, Cafu (1970)
8 – Nasce no Alabama (EUA),
William "Willie" D. Davenport, atleta estadunidense, especialista em 110 metros com barreiras (1943)

8 – Nasce em Belford Roxo (RJ), Jorge Mário da Silva, o Seu Jorge, cantor, compositor e multi-instrumentista brasileiro (1970)

8 – Nasce em Atlanta (EUA), Kanye Omari West, o Kanye West, produtor musical, estilista e rapper que mais ganhou Grammy, 21 ao todo (1977)

9 – O centro-médio da seleção uruguaia de futebol José Leandro Andrade é o primeiro negro a conquistar uma medalha olímpica, ao derrotar a Seleção Suíça na final dos Jogos de Paris (1924)
10 – Aprovada a Lei Penal do Escravo, de 1835, instituindo: -
Art. 1º Serão punidos com a pena de morte os escravos ou escravas, que matarem por qualquer maneira que seja, propinarem veneno, ferirem gravemente ou fizerem outra qualquer grave offensa physica a seu senhor, a sua mulher, a descendentes ou ascendentes, que em sua companhia morarem, a administrador, feitor e ás suas mulheres, que com elles viverem.

11 – Nelson Mandela, Walter Sisulo, Elias Motsoaledi, Govan Mbeki, Raymond Mhlaba, Achmat Kathrada, Dennis Goldberg, Elias Motsoaledi são condenados a prisão perpétua (1964)
11 – Atendendo as reivindicações feitas pelo Centro de Estudos Afro – Orientais, em 1983, e das entidades negras em 1984, o então Secretário de Educação da Bahia, Prof. Edivaldo Boaventura assina a portaria n. 6068 incluindo nos currículos de 1º e 2º Graus a disciplina Introdução aos Estudos Africanos (1985)
12 – Nasce na Rua Santa Luzia (RJ), o compositor Paulo Benjamin de Oliveira, Paulo da Portela, o primeiro sambista a desempenhar as funções de relações - públicas de escola de samba, um dos fundadores da Escola de Samba Portela. Compôs : "Roleta", "Cidade Mulher", "Desprezo" (1901)
13 – Dia consagrado ao orixá Exu, no Rio de Janeiro, e Ogum, na Bahia. - Orixá mensageiro entre os homens e os deuses, seu elemento é o fogo. É associado à fertilização e a força transformadora das coisas. Espírito justo, porém, vingativo, nada executa sem obter algo em troca e não esquece de cobrar as promessas feitas a ele; a primeira oferenda é sempre sua. Seu dia é a segunda-feira. Cores: preto e vermelho e a saudação é Laroiê!
13 – Nasce em Porto Alegre (RS) Luciana Lealdina de Araújo - Mãe Preta (1870)
13 – Tem início o Congresso Internacional "Escravidão e Abolição" (UFRJ,UFF), em Niterói e no Rio de Janeiro (1988)
14 – Nasce no Rio de Janeiro o instrumentista e compositor Wilson das Neves (1936)
14 – Nasce no bairro de Triagem, Rio de Janeiro, o cantor e percussionista Carlos Negreiros (1942)

14 – Nasce em São Paulo Sueli Carneiro, feminista negra (1950)

14 – Nasce no Rio de Janeiro (RJ), Camila Manhães Sampaio, a Camila Pitanga, atriz e ex-modelo (1977)
15 – Henry O Flipper torna-se o primeiro negro graduado pela Academia Militar de West Point (1877)
15 – Nilo Peçanha assume a Presidência da República, no Brasil (1909)
16 – Dia Internacional de Solidariedade a Luta do Povo da África do Sul
16 – Massacre de Soweto (1976)
16 – Surge em Campinas (SP) o jornal Correio de Ébano (1963)

16 – Nasce em Nova Iorque (EUA), Tupac Amaru Shakur, também conhecido como 2Pac, Makaveli ou Pac, considerado o maior rapper de todos os tempos (1971)
16 – Criação no Rio de Janeiro, do NZINGA - Coletivo de Mulheres Negras (1983)
17 – Chega ao Rio de Janeiro, o pernambucano Hilário Jovino Ferreira - Lalau de Ouro, fundador do Rancho Rei de Ouro, o mais fecundo fundador de ranchos e sujos do carnaval carioca (1872)
17 – O Brasil reconhece a independência da Guiné – Bissau, primeiro país da chamada "África portuguesa" a se tornar independente (1974)
18 – Coreta Scott e Martin Luther King Jr. casam-se no Alabama (EUA) (1953)
18 – Nasce em Atibaia, o jogador de futebol Onofre de Souza, Sabará (1931)
19 – Nasce em
Hertfordshire (Inglaterra), Olajidi Olatunji, o KSI, comentador de games, dono do segundo canal mais acessado do Reino Unido, o KSIOlajideBT (1993)

20 – O líder, sul-africano, Nelson Mandela é aclamado por cerca de 800 mil pessoas nas ruas de Manhattan, Nova Iorque (EUA) (1990)
21 – Nasce na cidade de Salvador (BA), Luiz Gonzaga Pinto da Gama - Luiz Gama, escritor, fundador da imprensa humorística em São Paulo, advogado autodidata, conseguiu libertar nos tribunais, mais de quinhentos escravos fugidos (1830)
21 – Nasce no Morro do Livramento, Rio de Janeiro, Joaquim Maria Machado de Assis, poeta, romancista, crítico, contista e cronista, primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, autor de "A Mão e a Luva", "Memórias Póstumas de Brás Cubas", "Quincas Borba", "Dom Casmurro", entre outras obras (1839)
21 – É inaugurado no Largo do Aroche (SP), um busto em homenagem a Luís Gama, em homenagem ao seu centenário de nascimento (1930)
22 – Nasce em São Pedro, Caxias do Maranhão (MA), o ator, escritor, bailarino e diretor teatral Ubirajara Fidalgo da Silva - Ubirajara Fidalgo(1949)
23 – Nasce no Rio de Janeiro, a cantora Elza da Conceição Gomes - Elza Soares (1937)
23 – Realiza-se em Quibdó, Colômbia, o V Encontro da Pastoral Afro-americana (1991)
24 – Nasce na Vila São José, Encruzilhada do Sul, distrito de Rio Pardo (RS), João Cândido Felisberto, o "Almirante Negro", líder da Revolta da Chibata". (1880)
24 – Nasce o poeta Lino Guedes (1897)
24 – Nasce na cidade do Rio de Janeiro, o Marechal João Baptista de Mattos (1900)
24 – Nasce na Fazenda da Saudade, Marquês de Valença (RJ), Maria Joanna Monteiro, Vovó Maria Joana Rezadeira (1902)
25 – O presidente dos Estados Unidos Franklin D. Roosevelt assina o Decreto Executivo nº 8.802, em que reafirma a política de plena participação, no Programa de Defesa, de todas as pessoas, independentemente de raça, credo, cor ou origem nacional (1941)
25 – Fundação da FRELIMO - Frente de Libertação de Moçambique (1962)
25 – Independência de Moçambique (1975)
26 – Onze jovens moradores na Favela de Acari, subúrbio do Rio de Janeiro saem de casa e não mais retornam, nascendo então o movimento denominado Mães de Acari (1990)
26 – Independência da Somália (1960)
27 – Independência de Djibuti (1976)
27 – Nasce em Usina Barcelos, município de Campos (RJ), a atriz e cantora Maria José Motta - Zezé Motta (1944)
28 – Nasce em Santo Amaro (BA), Manuel Querino, estudioso das questões etnográficas e sociológicas relativas ao negro no Brasil (1851)
28 – Decreto sobre imigração determina que os asiáticos e africanos somente mediante autorização do Congresso Nacional poderiam ser admitidos nos portos da República (1890)
28 – Uma jovem negra é eleita pela primeira vez Miss Guanabara: Vera Lúcia Couto (1964)
29 – Independência de Sychelles (1976)
29 – Nasce em Salvador (BA) Gilberto Passos Gil Moreira, Gilberto Gil, cantor, compositor, integrante do movimento tropical Tropicália, autor de "Procissão", "Domingo no Parque", "Aquele Abraço", "Refavela", "Super Homem", entre outras músicas de sucesso(1942)
30 – Independência do Zaire (1960)
30 – Estreia no Teatro Rialto (RJ) com o espetáculo "Tudo Preto", a Companhia Negra de Revista (1926)
30 – Nasce nos Estados Unidos, o campeão mundial de boxe, Michael Gerald Tyson - Mike Tyson (1966)

.

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Curso de Extensão " População Negra e Direitos Humanos: história, educação e cultura" - PB

Inscrições de 26/04 a 30/04
Vagas Limitadas
Início: 06 de maio de 2010
Turmas: tarde ou noite

Com objetivo de discutir a história, educação e cultura da população negra e estreitar laços entre universidade e movimentos sociais a UFPB em parceria com a Bamidelê - OMN/PB promove formação voltada para estudantes, professores e ativistas dos movimentos sociais que se interessam em discutir as relações etnicorraciais no Brasil e na Paraíba.

Inscrições:
UFPB – CCHLA – Praça da Alegria ou Ambiente 13
Fone: 8836 4701 (Sandra) /8878 2100 (Alê)
De 26 a 30 – das 13h às 18h
De 26 a 30 – 15h30min às 19h
Dia 27 – 9h 30min às 11h30 - 18h às 21h
Dias 29 – 9h 30min às 11h30 - 15h às 21h
Bamidelê – Org. de Mulheres Negras na Paraíba
Fone: (83) 3222 8233 (Penha)

Programação
Local – Sala 402 – CCHLA/UFPB

1) História da População Negra no Brasil e na Paraíba
Responsáveis: Profª Solange Rocha/CCHLA e Mestranda Alessandra Araújo/CCHLA e Bamidelê-OMN

Dias 06 e 20 de Maio
2) Educação da População Negra no Brasil e na Paraíba
Responsáveis: Profª Solange Rocha, Antonio Novaes e Mestranda Alessandra Araújo/CCHLA e Bamidelê-OMN

Dias 01, 10 e 17 de Junho
3)Cultura Negra no Brasil e na Paraíba

Dias 01 e 15 de Julho
4) Saúde da População Negra no Brasil e na Paraíba
Responsável: Prof. Antonio Novaes/CCEN

Dias 19 e 26 de Agosto
5) População Negra e Mídia
Responsáveis: Profa Regina Behar/CCHLA (Cinema)
Dias 02 e 16 Setembro

III Espelho Atlântico, Mostra de Cinema da África e da Diáspora - RJ

III ESPELHO ATLÂNTICO
MOSTRA DE CINEMA DA ÁFRICA E DA DIÁSPORA

A III Espelho Atlântico - Mostra de Cinema da África e da Diáspora, com direção geral da cineasta Lilian Solá Santiago, traz pela terceira vez ao Rio de Janeiro sua primorosa seleção de filmes africanos e da diáspora negra.
De 11 a 16 de maio, com exibições simultâneas nas salas 1 e 2 da Caixa Cultural, a mostra proporcionará uma abordagem atual e significativa da produção cinematográfica africana contemporânea e da realizada fora do continente, mas que dialoga diretamente com a herança cultural do continente africano.
Falar de diáspora é reconhecer que a África vive. Não só nos territórios africanos de hoje, com sua enorme diversidade de povos e culturas, mas principalmente no Novo Mundo e na Europa. Em todos esses lugares, o que é branco, europeu, ocidental e colonizador sempre foram os elementos considerados positivos, o que reflete na  cinematografia. A mostra “Espelho Atlântico” destaca o que comumente é posicionado em termos de subordinação e marginalização: o pensamento, os sentimentos e os traços negros – de africanos, escravizados e colonizados.
A III Espelho Atlântico - Mostra de Cinema da África e da Diáspora é uma rara oportunidade de assistir a importantes títulos, alguns inéditos por aqui, capazes de provocar uma profunda reflexão sobre os pontos de identificação e convergência entre as identidades brasileira, africana e ocidental.

PROGRAMAÇÃO E SINOPSES
Dia 11/05 – terça-feira
O espírito de luta (documentário)
Gana / Estados Unidos / Reino Unido – 2007
Direção: George Amponsah
Documentário, HD, 80’, Cor

Premiado com o AfroPop Award (2008) e no Festival de Documentário Real Life, exibido no New York African Film Festival e no Africa In The Picture Film Festival.
Três boxeadores, dois homens e uma mulher de uma pequena comunidade de Gana, buscam seu caminho para conquistar os maiores prêmios desse esporte, em Nova Iorque e Londres. A realidade da África moderna, os sonhos e ambições de seus jovens lutando por recompensa, respeito e a conquista de seu espaço.
Roteiro: George Amponsah
Produção: Michael Tait
Produção Executiva: Leslie Amponsah, Christi Collier, Jacqui Timberlake
Fotografia: George Amponsah
Montagem: James Devlin
Trilha sonora: Eric Windrich
Produtora: Guardian Films
Produtor Associado: Dionne Walker 

Dia 12/05 – quarta-feira
Quero um vestido de noiva
Zimbabwe – 2008
Direção: Tsitsi Dangarembga
Ficção, Beta SP, 26’, Cor
Kundisai está de casamento marcado e deseja comprar um belo vestido de noiva. Tanto ela quanto seu noivo não têm dinheiro para transformar esse sonho tão simples em realidade. Para conseguir o vestido, Kundisai faz escolhas que podem não ter o resultado esperado.
Roteiro: Tsitsi Dangarembga
Produção: Olaf Koschke  
Fotografia: Linette Frewin
Montagem: Olaf Koschke
Trilha sonora: Sister Flame
Produtora: Nyerai Films com apoio de UNFPA Zimbabwe

Yandé Codou, uma griot de Senghor
Senegal – 2008
Direção: Agèle Diabang Brener
Documentário, Betacam, 52’, Cor
Prêmio de público de melhor documentário no Festival de Filmes de Dakar (2008).
A cantora Yandé Codou Sène, 80 anos de idade, é uma das últimas mestras da poesia polifônica “sérère”. O filme é um olhar íntimo sobre uma diva que atravessou a história do Senegal perto de um dos seus maiores mitos, o presidente e poeta Léopold Sédar Senghor.
Roteiro e Produção: Angèle Diabang Brener
Diretor de Produção: Fabacary Assymby Coly (Loguiss)
Assistente de Produção: Coudy Aly Dia
Fotografia: Florian Bouchet & Fabacary Assymby Coly
Montagem: Yannick Leroy
Edição: Damien Defays
Som: Mouhamet Thior
Mixagem de som: Damien Defays
Trilha sonora: Yandé Codou Sène, Wasis Diop, Youssou Ndour
Produtora: Karoninka
Co-Produção: Africalia Belgium

Dia 13/05 – quinta-feira
Darluz
Brasil – 2009
Direção: Leandro Goddinho
Ficção, MiniDV, 15’, Cor e P&B
“Dei José, dei Antonio, dei Maria. Dei, daria e dou. Não posso criar.”
Premiado no 17º Festival de Vídeo de Teresina – PI e no 16º Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá. Selecionado para o 10º International Film Festival Hannover.
Elenco: Mawusi Tulani, Antonio Vanfill, Carolina Bianchi, Ricardo Monastero, Ester Laccava, Tayrone Porto, Valdir Grillo, Lucélia Sérgio.
Roteiro: João Fábio Cabral e Leandro Goddinho
Direção de Produção: Juliana Kiçula e Renata Esperança
Produção: Leandro Goddinho
Fotografia: Fred Ouro Preto
Direção de Arte: Antonio Vanfill 
Montagem: Leandro Goddinho
Design de som: Leandro Goddinho

Aproveite a pobreza
Holanda – 2008
Direção: Renzo Martens
Documentário, BetaCam, 90’, Cor
Selecionado para a abertura de Amsterdam International Documentary Festival.
Durante dois anos, o diretor viajou pelo Congo, desvendando a indústria da luta contra a pobreza no país pós-guerra civil. Sua conclusão: a pobreza veio para ficar, e "combatê-la" é uma indústria que em nada beneficia os pobres.
Roteiro: Renzo Martens
Produção: Peter Krüger, Renzo Martens
Fotografia: Renzo Martens
Montagem: Jan De Coster
Edição de Som: Raf Enckels
Mixagem de som: Federik van de Moortel
Produtora: Renzo Martens Menselijke Activiteiten
Co-Produtora: Inti Films

Dia 14/05 – sexta-feira
Quase todo dia
Brasil / Estados Unidos – 2009
Direção: Gandja Monteiro
Ficção, 35mm, 18’, Cor
Selecionado para o Los Angeles Latino International Film (2009), Festival do Rio de Janeiro (2009) e Tribeca Film Festival (2009).
Em um dia de inverno, Priscilla e sua filha percorrem uma longa jornada enfrentando engarrafamentos, situações inesperadas e o descaso das pessoas de quem Priscilla mais precisa neste importante momento de sua vida.
Elenco: Priscila Marinho, Agatha Marinho, João Lima, Fernanda Félix, Hélio Braga
Roteiro: Gandja Monteiro    
Produção Executiva: Gandja Monteiro, Kevin Sutavee
Produção: Carol Albuquerque        
Fotografia: Julia Equi
Montagem: Gandja Monteiro, Bruno Toré  
Som: Bruno Fernandes
Mixagem de som: Richard Levengood
Direção de arte: Carolina Britto                 
Produtora: 6&B Films
Co-produção: Laura Grant
Produtora Associada: Juliana Monteiro, Ana Sette, Bruno Toré 

35 doses de rum
França/Alemanha – 2008
Direção: Claire Denis
Ficção, 35mm, 100’, Cor
Selecionado para o Toronto Film Festival (2008) e Festival de Veneza (2008). Premiado em Gijón International Film Festival (2008) e nomeado em Chlotrudis Awards (2010).
O viúvo Lionel vive com sua filha, Josephine no subúrbio de Paris. Enquanto ele atrai a atenção de uma mulher de meia-idade, um taxista do bairro flerta com Josephine. Lionel percebe que a filha está ficando independente e que talvez seja hora deles confrontarem seus passados.
Elenco: Alex Descas , Mati Diop , Nicole Dogué , Grégoire Colin , Jean-Christophe Folly, Julieth Mars, Djedjé Apali, participação especial: Ingrid Caven
Roteiro: Jean-Pol Fargeau e Claire Denis
Direção de Produção: Benoit Pilot
Produção: Bruno Pesery
Fotografia: Agnès Godard
Montagem: Guy Lecorne
Música: Tindersticks
Direção de arte: Arnaud de Moléron
Som: Martin Boissau, Christophe Winding e Dominique Hennequin.
Produtora: Soudaine Compagnie
Co-produção: Christophe Friedel e Claudia Steffen

Dia 15/05 - sábado
Black Berlim
Selecionado para o Lateinamerika-Institut (LAI) da Universidade Livre de Berlim (FU Berlin).
Brasil /Alemanha – 2009
Direção: Sabrina Fidalgo
Ficção, DV, 13’, Cor e P&B
Nelson é um jovem baiano estudante de engenharia em uma renomada universidade em Berlim. Leva uma vida hedonista, distante de suas verdadeiras raízes. Tudo muda quando ele passa a encontrar Maria, uma imigrante ilegal do Senegal. As lembranças o remetem a um passado que ele preferia esquecer.
Elenco: Bobby Gomes, Sabrina Fidalgo, Robson „Caracú“ Ramos, Marília Coelho, Walter Chavarry, Luíza Baratz, João Vítor Nascimento,Tonia Reeh, André Schröder, Carolina Ciminelli, Juan Velloso Melo, Clara Buentes e Lucas Cruz
Narração: João Correa.
Roteiro: Sabrina Fidalgo
Produção Executiva: Sabrina Fidalgo e Monique Cruz
Fotografia: Ras Adauto
Montagem: Chico Serra e Fernando Oliveira
Trilha sonora: Liz Christine
Direção de arte: Marcelo Moraes
Som: Toninho Muricy
Mixagem de som: Bruno Espírito Santo
Produtora: Kfofo Productions
Co-produção: Eduardo Raccah
Co-produção: Casa Cinco Produções, Associação Cultural & Teatral Ubirajara Fidalgo

Em Quadro - A História de 4 Negros nas Telas
Selecionado para a abertura da Mostra Especial Fora de Competição do 37º Festival de Cinema de Gramado e  para o Festival do Rio (2009).
 Brasil – 2009
Direção: Luiz Antonio Pilar
Documentário, Color Digital, 93’, Cor
O documentário retrata vida e obra de Ruth de Souza, Zezé Motta, Lea Garcia e Milton Gonçalves. Os cineastas Roberto Farias, Cacá Diegues, Antonio Carlos da Fontoura e Joel Zito Araújo relatam experiências em obras como O Assalto ao Trem Pagador, Xica da Silva, A Rainha Diaba e Filhas do Vento.
Roteiro: Luiz Antonio Pilar 
Produção Executiva: Luiz Antonio Pilar 
Assistente de direção e produção: Flavia Trindade
Fotografia: Daniel Leite e Werner Lachtermacher
Montagem: Duda Villa Verde e Flavia Trindade
Trilha sonora: Julius Britto
Produtora: Black e Preto Produções Artísticas, LAPILAR Produções Artísticas

Dia 16/05 - Domingo
Doido Lelé
Brasil – 2009
Direção: Ceci Alves
Ficção, 35mm, 15’, Cor
Premiado no 4º Festival do Paraná de Cinema Brasileiro Latino, exibido na mostra Corrida Audiovisuelle, em Toulouse como convidado da École Supérieure d’Audiovisuel (ESAV), França.
Caetano sonha em ser cantor de rádio na década de 1950 e foge todas as noites de casa para tentar, sem sucesso, a sorte num programa de calouros. Até que, uma noite, ele aposta tudo numa louca e definitiva performance.
Elenco: Vinícius Nascimento, Jussara Mathias, Maurício Pedrosa, Nonato Freire
Produção: Vanessa Salles
Roteiro: Ceci Alves
Produção Executiva: Fátima Fróes
Fotografia: Pedro Semanovschi
Montagem: Dedeco Macedo
Direção de arte: Hamilton Lima
Trilha Sonora: Gerônimo Santana 
Som: Napoleão Cunha

Bem-vindo à Nollywood
Selecionado para o Full Frame Documentary Film Festival (2007),  Avignon Film Festival (2007) e  Melbourne International Film Festival (2007).

Estados Unidos – 2007
Direção: Jamie Meltzer
Ficção, 35mm, 56’, Cor
Em Lagos, capital da Nigéria, o diretor segue três dos mais conceituados realizadores de Nollywood, cada um com seu diferente estilo e personalidade, enquanto produzem seus filmes sobre amor, guerra, traição e o sobrenatural.
Roteiro: Jamie Meltzer
Produção: Michael Cayce Lindner, Henry S. Rosenthal
Fotografia: Bruce Dickson, Akinola Davies, Jamie Meltzer
Montagem: Daniel J. Friedman
Música: Ben Krauss e Dave Nelson
Co-produção: National Black Programming Consortium e Infinity Films Nigeria
Produtores Associados: Chris Eriobu, Akinola Davies, Bruce Dickson
  
III Espelho Atlântico – Mostra de Cinema da África e da Diáspora
Local: CAIXA Cultural RJ – Cinemas 1 e 2
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (ao lado da estação Carioca do metrô)
Tel: 21 2544 4080 / 21 2544 4080     
Temporada: de 11 a 16 de maio de 2010
Sessões: a partir das 19h
Preço: R$ 4,00 (inteira); R$ 2,00 (meia-entrada) e R$ 10,00 (passaporte para 08 sessões).
Acesso para portadores de necessidades especiais.
Classificação indicativa:14 anos

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Professor da UFBA canta Padilha na Biblioteca dos Barris dia 4 às 17h - BA

O Curso CONVERSANDO COM A SUA HISTÓRIA, promovido pelo Centro de Memória, dfa Fundação Pedro Calmom, em sua versão 2010, terá início na próxima terça-feira dia 4 de maio, às 17h, no auditório da Biblioteca Pública Central dos Barris, tendo como palestrante, o ator, encenador, pesquisador do CNPq e professor titular de teatro da UFBA, Armindo Bião, com a palestra intitulada Nas encruzilhadas da Padilha (século XIV - século XXI): teatralização (de depoimentos para a Inquisição e de um folheto de cordel) e cantos (de romance medieval castelhano, da habanera de Carmen de Bizet, de uma curiosa parceria de Victor Hugo e Georges Brassens e de pontos de umbanda), acompanhados por Luciano Bahia, ilustram a palestra, sobre a possível transformação da personagem histórica Doña María de Padilla na entidade do panteão afro-brasileiro Maria Padilha.

Montagem de texto do angolano José Mena "Amesa" - BA

CIA DE TEATRO GENTE COMEMORA DEZ ANOS COM SEGUNDA MONTAGEM INÉDITA NO BRASIL DE TEXTO DO ANGOLANO JOSÉ MENA ABRANTES
O espetáculo fica em cartaz no Teatro Gamboa Nova nos dias 07, 08, 14, 15, 21 e 22 de maio, 20 horas, com ingressos à R$ 5,00, preço único.

NO OUTRO LADO DO MAR...
Com o espetáculo “Amêsa” iniciamos uma viagem rumo às cicatrizes deixadas pela guerra (explícita ou não) no corpo de uma pessoa. Desejando dar continuidade a essa caminhada, fizemos a opção por “No outro lado do mar...”, texto também de Mena Abrantes, que foca outro ângulo da mesma experiência. Neste texto, é como se pudéssemos ver de dentro pra fora, do centro para a superfície.
Iniciamos o processo andando, de mãos dadas, no escuro.  Muitos foram os registros inconscientes do nosso corpo que se apresentaram no processo de criação. Sentimos medos, angústia e agonia, mas estávamos vivendo um exercício profundo de nos ver com um “terceiro olho” proposto por Aldren, e isso nos ajudava a ter alguma serenidade no processo.
Algumas brechas de luz foram se abrindo no caminho. O homem e a mulher, personagens da cena, foram encontrando suas casas nos corpos de Everton e Ana, e a consciência de que esses personagens são arquétipos comuns na atualidade foi-se ampliando. No entanto, o escuro, com os seus silêncios, ao invés de sumir com o tempo, tornou-se a atmosfera do espetáculo. Afirmou-se. Reafirmou-se.
Ao estrear, no Martim Gonçalves, em fevereiro, não tínhamos um espetáculo pronto. E depois da temporada, o temos menos pronto ainda. Nosso objetivo maior é descobrir o jeito mais livre de estarmos em cena com a presença de todas essas marcas. Caminhamos com as histórias de um homem e uma mulher em direção ao mar. “Um mar que nos foge”? E levamos conosco as marcas invisíveis de tantas mortes, na expectativa de encontrar, pelo caminho, algum sinal de esperança.  

A CIA:
Neste ano a Cia de Teatro Gente está completando uma década de nascimento. São dez anos de busca por uma identidade que seja, ao mesmo tempo una e multe, respeitando e sustentando as muitas diferenças de quem a mantém viva.
Nessa busca, a CIA foi montando espetáculos que investigam o corpo vivo do ator, as diversas formas de estar presente em cena, mas que se propõem também a investigar lugares que pertencem a tantas outras questões relacionadas à raça, ao gênero, às origens, às histórias de vida, à espiritualidade, ao social, às individualidades, às relações, à ancestralidade, ao silêncio, ao invisível.
Para onde a Cia está caminhando hoje, aos dez aninhos, com essa pesquisa e mais esse espetáculo cheio de nascimentos e mortes? “Não sei. Sinceramente, não sei.” Mas penso que chegaremos a algum lugar... quem sabe...
No outro lado do mar...

FICHA TÉCNICA

TEXTO - JOSÉ MENA ABRANTES
DIREÇÃO - SUELMA COSTA
ELENCO - ANA MARIA SOARES E EVERTON MACHADO
CENÁRIO - ANA MARIA SOARES E SUELMA COSTA
ILUMINAÇÃO - ALDREN LINCOLN E EVERTON MACHADO
DESIGN GRÁFICO - ALDREN LINCOLN
INVESTIGAÇÃO CORPORAL - ALDREN LINCOLN
INVESTIGAÇÃO VOCAL - DAYANE E HELOISA JORGE
CONSULTORIA TÉCNICA - ANDREAS SCHULTZ
OPERAÇÃO DE SOM - SUELMA COSTA
OPERAÇÃO DE LUZ - ALDREN LINCOLN
MONTAGEM DE CENÁRIO - FILÊMON CAFEZEIRO E ISMAEL MARQUES
EQUIPE DE PRODUÇÃO - ANA MARIA SOARES, DAYANE, EVERTON MACHADO, HELOISA JORGE, E FILÊMON CAFEZEIRO
REALIZAÇÃO - ESCOLA DE ARTE GENTE/ CIA DE TEATRO GENTE

www.ciadeteatrogente.com.br
55 71 88041667

Curso de Formação de Professores "Educação e afrodescendência" - ES



(Clique na imagem para ampliá-la)

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Confererence "África - Past, present and future"

GLOBAL AFRICANS, PAN-AFRICANISM, DECOLONISATION AND INTEGRATION OF AFRICA – PAST, PRESENT AND FUTURE, ABUJA, NIGERIA, SEPTEMBER 21 - 24, 2010

CONFERENCE ANNOUNCEMENT AND CALL FOR PAPERS
Global Africans are children of mother Africa, irrespective of their nationalities and the passports they carry or where they live, but who accept and recognize that their ancestors are directly from Africa. They are persons of African descent resident in Africa and other Continents of the world either through forced or voluntary migrations. As a people, Africans have suffered the worst forms of degradation and dehumanisation. Pan-Africanism has been one of the ways of reversing this condition.
The goals of Pan-Africanism, expressed at various times through ideals such as: “Back to Africa”; “Africans Unite”; “African Renaissance” and “United States of Africa” have not been achieved. The violent and non-violent struggles of Africans on the continent and in the Diaspora contributed significantly to the independence and freedoms of black people from the evils of colonialism and apartheid. New generation of pan-Africanists are building on the gains of the past to tackle the challenges of the present and future. There is therefore the need for a careful re-examination, documentation, preservation and dissemination of the historical contributions of global Africans to African development.
Given the above background, CBAAC in conjunction with PANAFSTRAG is organising its sixth International Colloquium to commemorate the 50th Independence Anniversary of Nigeria, the most populous Black nation in the world. The colloquium, to be held in Abuja, Nigeria from 21st to 24th of September, 2010, is expected to bring together Pan-Africanists, historians, academics, activists and other experts within Africa and the Diaspora.
SUB-THEMES
i. Theoretical and conceptual issues
ii. Historicising Pan-Africanism
iii. Pan-Africanism: Spiritual and Cultural Foundation
iv. Methodological and Pedagogical Issues in Pan-Africanism
v. Pan-African Thinkers and Thought
vi. Pan-Africanism: Decolonisation and Neo-Colonisation,
vii. Pan-Africanism and Economic Development
viii. Integration and Pan-Africanist Organizations
ix. Pan-Africanism and African Union
x. Creativity and the Arts: Popular Culture, Music and Folklores
xi. Pan-Africanism and Globalization
xii. Contemporary Issues in Pan-Africanism

All abstracts should include title, the author(s) name, institutional affiliation, address, telephone number and email address. All abstracts must not be more than 300 words. Abstracts for consideration which must be in electronic format should be received not later than 9th May, 2010 by all of the following individuals:
1. tunde_babawale@yahoo.com
2. akinalao@yahoo.com
Authors whose abstracts are accepted would be notified not later than 15th of June, 2010 while all papers for presentation must be received in electronic format not later than 15th August, 2010.

 
FINANCIAL SUPPORT

Further details on financial support by CBAAC (if any) for authors of successful abstracts would be provided later. While the conference is open, participants are encouraged to seek funding from other sources.
The official languages of the conference are: English, French, Spanish and Portuguese.

XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais - BA

Salvador, Bahia - Brasil / 12 a 14 de Dezembro de 2010

A cidade de Salvador foi escolhida para abrigar, pela primeira vez, o Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, nos dias 12, 13 e 14 de Dezembro deste ano. O Evento, que está em sua décima primeira edição, tem como tema as "Diversidades e (Des)Igualdades", que serão discutidos em 22 eixos temáticos. Durante os três dias de evento, especialistas em ciências sociais e humanidades de diversos países estarão reunidos para debater a diversidade e a complexidade de sociedades diferenciadas, nos mais variados aspectos, como é o caso dos países de língua portuguesa.

A programação acadêmica acontece no campus de Ondina da UFBA, e conta com a realização de eventos públicos e atividades culturais no centro histórico de Salvador. O XI Congresso Luso Afro Brasileiro está sendo organizado por um comitê composto de pesquisadores de todas as universidades públicas da Bahia, com a coordenação do Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO) da Universidade Federal da Bahia.

A última edição do evento foi realizada na cidade de Braga, em Portugal, no ano de 2008, e reuniu cerca de dois mil participantes.

Para esta edição, estima-se um público ainda maior.

Para maiores informações e inscrições acesse a home page do evento:
http://www.conlab.ufba.br

Workshop "Historicizing Gender and Sexuality in the Global South"

CODESRIA/SEPHIS collaborative programme is pleased to announce the 7th edition of its Extended Workshop on New Theories and Methods in Social History which is scheduled for the 2nd – 12th of November 2010 in Dakar, Senegal. The theme of the workshop is: Historicizing Gender & Sexuality in the Global South. The Workshop will be organised around the comparative experiences of Africa, the Middle East, Asia, the Caribbean and Latin America. It will bring together about 10 young historians and historically-inclined social scientists for ten days of joint reflection, knowledge building and training.

The participants will follow a programme designed to permit them to share experiences, improve the theoretical and methodological quality of their work, and deepen their comparative insights.

Theme and Content of the Workshop
In recent times, gender and sexualities have become key elements in the construction of the image of the Global South. Their importance lies in that they involve complex interplays of historical genealogies the origins of which can be traced to the socio-cultural, political and economic foundations of social life in the Global South. Unfortunately, while there already is a growing body of work on these issues, such lack historical depth and dimension crucial for production of knowledge that reflects the reality of the Global South. As a consequence, there is at present often less analysis of the complex histories, practices and public understandings of gender and sexualities in the Global South.

The 2010 Extended Workshop offers an opportunity for scholars from the Global South to engage in research and debate on gender and sexualities in the Global South that will result in greater understanding of the complex interplay of histories and cultures underpinning and sustaining gender, sexuality and society. The objective of the workshop is to stimulate a historically-grounded, comparative analysis of gender and sexuality issues with a view to promoting reflections on the origin, direction and changes in the concepts especially in the light of globalisation.

Among the sub-themes around which reflection will be organised are:

♦ Conceptualizations of Gender and Sexuality in Global South; Histories of Sexuality and Gender in the Global South; Law, Gender and Sexuality; Sexuality, Globalisation and Development Theory; Gender, Sexuality and Ideology in the Global South; Gender, Sexuality and Daily Practices; Religion, Gender and Sexuality in the Global South; Language and Sexuality in Global South; Gender, Sexuality and Class; Masculinity, Sexuality and Gender.

Theoretical and empirically-grounded studies on each of these sub-themes will be encouraged in order to promote debate on recent methodological and theoretical developments in Social History as they bear on gender and sexualities. To this end, participants will be encouraged to carry out their reflections in a comparative perspective. Participants will also be offered practical support in sharpening their skills on how to write an article, plan a research project, and submit a research proposal for funding. The discussions will be linked to the research interests of the participants and the progress of their work.

Accommodation and Excursions
The workshop will be held in Dakar, Senegal. CODESRIA will provide a stimulating and pleasant environment within which participants can work. The Council will also take care of the air travel, accommodation, and local transport expenses of the participants. Furthermore, a subsistence allowance to cover living expenses will be provided. Resource persons will also receive an honorarium. Local excursions will be organised for all participants in order to make their stay more enjoyable.

Eligibility
The Workshop is open to PhD students registered in Southern universities, i.e., Africa, Asia, the Middle East, and Latin America and the Caribbean. Pls note that the working language of the workshop is English. All applicants are strictly required to be proficient in that language.

Application Procedures
Laureates: Applications should include the following:
1) a Curriculum Vitae (maximum of two pages),
2) a letter certifying that the candidate is enrolled in a PhD programme at a university in the South,
3) a research proposal outlining the candidate’s current research project, including the methodology that is being employed or considered (at most four pages),
4) a sample of the applicant’s work (a draft paper, a draft research proposal or a draft thesis chapter), 5) a letter from the thesis supervisor indicating why this workshop will be of importance to the applicant,
6) a statement that the candidate has not attended a SEPHIS funded workshop before.

Convener/Resource Persons:
Applicants for the position of Course Convener and Resource Persons should submit:
1) an application letter;
2) a curriculum vitae; and
3) a two-page course outline of three lectures specifically focusing on the issues to be covered in the sub-themes.

Applications must be written in English. The deadline for the submission of applications is 30th June 2010. An international scientific committee will examine the dossiers of all candidates by 20th of July 2010. Successful applicants will be notified immediately after the completion of the selection process. Incomplete and unnecessarily lengthy applications will not be taken into consideration. All faxed and e-mailed applications must also be accompanied by a hard copy original version sent by post if they are to be considered.

Additional information about the Extended Workshop can be obtained via:
♦ the CODESRIA web site: http://www.codesria.org
♦ the SEPHIS web site: http://www.sephis.org

Applications and requests for more information should be sent to:
CODESRIA/SEPHIS Extended Workshop on Social History
Avenue Cheikh Anta Diop, angle Canal IV
B.P. 3304, Dakar, Senegal
Fax: (221) 824 12 89
Tel: (221) 825 98 22/23
E-Mail: extended.workshop@codesria.sn

Imperdível: Programa Capoeira de Saia 2010 - BA


Apresentação

A capoeira atualmente é uma das artes que mais cresce no Brasil e no mundo, estando presente em todas as unidades da federação brasileira e em mais de 120 países, o que faz com que a mesma esteja ganhando um espaço cada vez maior na mídia, firmando-se como um importante recurso para a construção de uma identidade saudável e cidadã, sendo assim viemos propor: O “Capoeira de Saia” – Programa de Capacitação em Capoeira é um programa que será executado em três edições 2008, 2009 e 2010, em ambiência baiana, nacional e mundial respectivamente, e que aglutinará mulheres praticantes da capoeira e áreas afins, provenientes de todo os continentes, em Salvador-Bahia, promovendo um contínuo cronograma de atividades, dentre elas: palestras, festivais, excursões, cursos de extensão e vivências ministradas pelos maiores mestres desta arte no Brasil.

A primeira edição - Baiana - foi realizada no dia 17/05/2008, na Fortaleza de Santo Antônio Além do Carmo _ Forte da Capoeira, das 08 as 20 h, reuniu 300 praticantes e inúmeros convidados (Mestre João Pequeno de Pastinha – ícone da capoeira mundial - aos 90 anos de idades foi um deles além de tantos outros).

A segunda edição – Nacional – foi realizada nos dias 01, 02 e 03 de maio de 2009, também na Fortaleza de Santo Antônio Além do Carmo – Forte da Capoeira, reuniu mais de 300 praticantes/dia, dentre elas mulheres baianas, paulistas, cariocas, paraenses, goianas, chilenas, colombianas, alemãs, argentinas e mais uma vez foi sucesso de público e programação...

Composta por palestras, projeção de filme | documentário inédito, oficinas, depoimentos dos diversos mestres presentes, seleção de atrizes para filme de cadeia internacional (filme Besouro: nasce um herói do diretor João Daniel Tikhomiroff)


PROGRAMAÇÃO

26/05/2010 - Quarta
Fortaleza de Santo Antônio 18:00
Credenciamento 19:00
Conferência de abertura com lideranças femininas contemporâneas | capoeiristas, autoridades políticas, artistas, sambadeiras, baianas de acarajé e lideranças religiosas 19:30
Palestra de abertura: Mãe Stella de Oxossi | Ilê Axé Opô Afonjá 20:30
Roda Oficial de Abertura do Capoeira de Saia

27/05/2010 - Quinta
Fortaleza de Santo Antônio | Salvador 08:00
Credenciamento 08:30
Cadastramento | Excursão pelo Recôncavo Baiano* 09:30
Palestra Lei Maria da Penha | Representante da SPM – SEPROMI | Governo do Estado da Bahia 11:00
Palestra “Conquistas e desafios do profissional de capoeira: panorama histórico, social, cultural e jurídico” 14:00
Credenciamento 15:00
Vivências em rodízio | Capoeira Angola, Regional e Baiana 19:00
Mesa redonda “Iê!” Mestre/a quem foi sua aluna? - Leitura social estratégica a partir da fala de quem educa | Mestras/es convidados (as) 20:00
Show cultural FUMEB e roda do Capoeira de Saia

28/05/2010 - Sexta
Cidade do Saber - Camaçari 07:00
Saída de ônibus: Salvador – Farol da Barra| Lauro de Freitas| Abrantes e Arembepe 08:00
Credenciamento 09:00
Palestra “Lei Maria da Penha: em busca de uma cidadania efetiva” | Representante da SPM – SEPROMI 10:00
Atividades nas salas e Ginásio Poliesportivo 13:30
Teatro da Cidade do Saber Exibição do filme “Besouro: nasce um herói” ou “Pray in the will” mulheres da África 16:00
Colóquio de mestras, contramestras, professoras e trenéis de capoeira |Convidadas de renome internacional 17:30
Palestra “Profissionalização da mulher na capoeira: limites, conquistas e possibilidades” | Carolina Magalhães - Mestra Brisa (UNEB | GUETO) 19:30
Caminhada para Praça Desembargador Montenegro | Camaçari 20:00
Show de manifestação popular de Camaçari e Roda Capoeira de Saia

29/05/2010 - Sábado
Cabana da Barra e Farol da Barra | Salvador 08:30
Credenciamento 09:00
Maculelê tradicional de Santo Amaro | M. Macaco – ACARBO Santo Amaro 10:00
Samba de Roda Tradicional | Marinalva Nascimento “Nalvinha”- FUMEB 11:00
Oficina Percussiva | Mestre Lua Rasta 15:00
Concentração e entrega das camisas do evento | Farol da Barra 15:30
Homenagem a autoridades e mestras (es) convidados 16:00
Aulão de Capoeira|Convidadas de renome internacional 17:30
Rodas de Capoeira, maculelê e samba de Roda 18:00
Grupo de Samba “Raízes de Santo Amaro” 19:30
Show cultural Parafolclórico FUMEB e Show Banda Didá

30/05/2010 - Domingo
Santo Amaro da Purificação e Cachoeira “Bebendo na fonte... um passeio pelo Recôncavo Baiano” 08:00
Saída de ônibus: Salvador - Forte de Santo Antônio Além Carmo | Arembepe| Camaçari |Lauro de Freitas 09:30
Cidade de Santo Amaro – Palestra, oficina de samba e roda de capoeira | Teatro D. Canô, Casa do Samba e Praça da Matriz 12:00
Intervalo para almoço 13:00
Saída de ônibus | frente à Casa do Samba 14:00
Cidade de Cachoeira – Palestra e roda de encerramento do Capoeira de Saia | Instituto Danemann e Rodoviária 16:00
Entrega de Kit Lanche 16:30
Retorno a Salvador – Forte de Santo Antônio | Camaçari | Lauro de Freitas | Arembepe 2.
Capoeira de Saia 2010 | Curso de Qualificação e Formação para Capoeiristas

Em sua 1ª edição piloto o curso terá divulgação realizada a partir de março até outubro, inscrições abertas a partir de agosto, seleção de aprovados pela comissão do curso divulgada em setembro para então iniciar suas atividades no dia 1º de outubro, com encerramento previsto para meado de dezembro onde as (os) alunas (os) deverão estar participando da cerimônia de certificação no Teatro Caetano Veloso na Universidade do Estado da Bahia – UNEB. O curso será composto por quatro linhas de estudo que oferecerão 40 vagas por cada linha, totalizando a qualificação de 160 capoeiristas certificadas (os) pela UNEB. São elas:

- Curso de produção, gestão e elaboração de projetos culturais em Capoeira;
- Organização e planejamento do ensino em Capoeira;
- Historicidade e ancestralidade na Capoeira;
- Processo de Formalização dos Centros Culturais de Capoeira;

Para contatos, informações e entrevistas procurar:
www.capoeiradesaia.com.br Carolina Magalhães | Mestra Brisa Mestra de Capoeira | Produção Geral
brisacapoeira@msn.com | brisacapoeira@gmail.com 055.71.87935400 | 71.81349904

É hoje! Vígilia pelo fim da violência contra as mulheres - BA

(Clique na imagem para ampliá-la)

UNIFEM Brasil e Cone Sul seleciona, até 3 de maio, candidaturas para consultoria para o Programa Brasil Quilombola

Contratação é feita através do Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia

Brasília (Brasil) - O UNIFEM Brasil e Cone Sul (Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher), por meio do Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia, recebe até 3 de maio candidaturas de profissionais para a vaga de consultoria para suporte ao Programa Brasil Quilombola, coordenado pela SEPPIR (Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial). A contratação pretende contribuir para o monitoramento e a implementação do Programa, além de propor propor ajustes à metodologia de monitoramento e aos procedimentos de implementação empregados. O trabalho será realizado em Brasília sob a coordenação da SEPPIR.

As pessoas interessadas devem possuir formação superior e pós-graduação na área de Ciências Humanas, com conhecimentos no campo de políticas de gênero, raça e etnia, com especial ênfase na área de monitoramento e avaliação de projetos governamentais e construção de indicadores. É exigida experiência profissional comprovada mínima de dois anos na área de monitoramento e avaliação de políticas públicas. É desejável conhecimento em relação aos programas, projetos e atividades em relação aos planos, programas e projetos da Política Nacional de Promoção de Igualdade Racial, em particular aqueles relacionados à população quilombola e às ações afirmativas no campo da educação e trabalho, da diversidade cultural, da segurança e direitos humanos e da saúde integral da população negra – incluindo as Políticas Nacionais de Saúde Integral da Mulher e de Direitos Sexuais e Reprodutivos.

As candidaturas serão validadas somente por meio do preenchimento do formulário on line de consultorias, contendo no assunto da mensagem “Consultoria PBQ”. As candidaturas serão aceitas até às 12h do dia 3 de maio de 2010, com envio do formulário preenchido para recrutamentoUNIFEM@hotmail.com

Para mais informações sobre a vaga, consulte o termo de referência.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Curso "Direito, Políticas Públicas e Relações Raciais" - BA


O Programa Direito e Ralações Raciais, em parceria com o Afro-Gabinete de Articulação Institucional e Jurídica – AGANJU, realiza o curso de extensão Direito, Políticas Públicas e Relações Raciais com o objetivo de oferecer noções teóricas e práticas acerca da temática, dirigindo-se, especialmente a estudantes universitários, ativistas dos movimentos sociais, lideranças da comunidade negra e demais interessados.
Diante da importância política e social da temática das relações raciais no Brasil, coloca-se a necessidade de aperfeiçoamento e qualificação para as atividades acadêmicas e de intervenção dos movimentos sociais. O curso pretende oportunizar a reflexão e a socialização de informações e experiências que otimizem a abordagem anti-racista no interior de nossa sociedade.
O curso será estruturado através de 03 módulos independentes, cada um com 20 horas de duração.

DATAS – MÓDULO I:
•           Aula 01:
08/05/2010 - 08:00 às 18:00hs (SÁBADO)
•           Aula 02:
22/05/2010 - 08:00 às 18:00hs (SÁBADO)

LOCAL:
Auditório Raul Chaves, Faculdade de Direito da UFBA, Rua da Paz, s/n, Graça.

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES:
E-mail: pdrr_ufba@yahoo.com.br
Tel.: (71) 87576017 / 92375483 / 99251625 / 82327280

VALORES:
Até 30/04 R$ 20,00;
R$ 40,00 (Após 30/04)

•           SERÃO EMITIDOS CERTIFICADOS DE 20hs.

As inscrições se iniciam no dia 26/04, e para garantir participação, deverá o interessado entregar Ficha de Inscrição, devidamente preenchida, em um dos seguintes locais:

·        UCSal - Campos da Federação.
Edna – 99251625

·        Faculdade de Direito da UFBA.
Adalberto-92452518 / Géssica - 92375483
Diana - 874456132 / Edna - 99251625

PROGRAMAÇÃO

MÓDULO I – 20hs
·                     Análise da formação jurídico-institucional e relações raciais no brasil.
1.         Relações Raciais e Instituições Jurídico-Políticas na Colônia;
2.         O Estado Nacional, Instituições-Jurídico-Políticas no Império;
3.         A Formação da República, as relações raciais e as instituições-jurídico-políticas;
4.         Análise das Constituições Republicanas;
5.         A Constitucionalização do combate ao racismo na CF/88: Abordagem Jurídico-Penal; Políticas Afirmativas; Políticas Públicas de promoção da Igualdade Racial.

MÓDULO II – 20hs (data a definir)
·                     Teoria e Prática da Legislação Anti-Racista
1.         Lei Caó e suas modificações.
2.         Código Penal e Injúria Racista.
3.         Discriminação Religiosa
4.         Legislação sobre Ações Afirmativas e Cotas nas Universidades.
5.         Legislação Anti-Racista Estadual e Municipal.
6.         Projetos de Lei em Tramitação: Estatuto da Igualdade Racial

MÓDULO III – 20hs (data a definir)
·                     Temas Aprofundados de Direito, Relações Raciais e Políticas Públicas
1. Formulações Teóricas e Conceituais:
1.1 Gênero e Relações Raciais;
1.2 Racismo Institucional;
1.3 Ações Afirmativas e Reparação;
1.4 Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial;
1.5 Racismo Ambiental;
2. Estratégias Institucionais de combate ao racismo: marcos normativos municipais, estaduais, orçamento, iniciativas legislativas populares, Ação Civil pública, etc


.