SEGUIDORES DO BLOG




CALENDÁRIO NEGRO – FEVEREIRO

1 – Nasce em Belo Horizonte/MG, Lélia de Almeida, a antropóloga, feminista negra e filósofa Lélia Gonzalez, intelectual e ativista do movimento negro (1935)

1 – Nasce em Joplin, Estado do Missouri (EUA), o escritor e poeta Langst Hughes (1902)
2 – Dia consagrado ao orixá Iemanjá.
2 – Nasce em Tiradentes (MG) o compositor, organista, relojoeiro, pintor, escultor, calígrafo e perito em iluminuras, Manuel Dias de Oliveira (1738)
2 – Assinada a Lei do Ventre Livre no Uruguai (1813)
2 – Nasce em Vitória (ES), a atriz e escritora Elisa Lucinda (1958)
2 – O plenário da Constituinte aprova a emenda de autoria do Deputado Federal Carlos Alberto de Oliveira - Caó, do PDT (RJ) - estabelecendo que racismo passa a ser crime inafiançável e imprescritível (1988)

3 – Dia dos Heróis Moçambicanos

3 – O governo de Frederick de Klerk anuncia a libertação iminente de Nelson Mandela, após 26 anos de prisão, e apresenta um pacote de medidas: legalização do Congresso Nacional Africano, o fim da pena de morte, a soltura de presos políticos não envolvidos em mortes ou atos de terrorismo. O líder negro exige mais concessões para ser libertado
4 – Início da luta armada pela independência de Angola (1961)
5 – Nasce no município de Campos, Estado do Rio de Janeiro, a partideira Dona Ana Bororó (1924)
6 – É destruído o Quilombo dos Palmares (1694)
6 – Nasce no bairro da Piedade, Rio de Janeiro, Euzébia Silva de Oliveira, D. Zica da Mangueira (1913)
6 – Nasce em Igarapava (SP) o cantor Jair Rodrigues de Oliveira - Jair Rodrigues (1939)
6 – Nasce em Nine Mile, Sant'ana, norte da Jamaica, Robert Nesta Marley - Bob Marley, a maior estrela do reggae jamaicano (1945)
7 – Nasce no bairro de Carambita, em Valença/RJ, a "capital do vale da escravidão", Clementina de Jesus da Silva, a "Mãe Quelé" (1901)
7 - Independência de Granada (1974)

8 – Nasce Alonzo Harding Mourning, Jr., na Virginia(EUA), ex-jogador profissional de basquete da NBA, mais conhecido por Zo (1970)
9 – Nasce em Georgia, sul dos Estados Unidos, Alice Malsenior Walker, a escritora Alice Walker, incluída entre as/os melhores escritores/as estadunidenses contemporâneos/as (1944)
10 – Nasce em Salvador (BA), Maria Escolástica da Conceição Nazaré, a yalorixá Mãe Menininha do Gantois (1894)
10 – Nasce nos Estados Unidos a cantora e instrumentista Roberta Flack (1940)
10 – A sambista Isabel Valença sagra-se vencedora na categoria luxo feminino no concurso do Teatro Municipal (RJ), desfilando com a fantasia "Rainha Rita de Vila Rica" (1964)
10 – O governo do General Médici proíbe a publicação de notícias sobre índios, esquadrão da morte, guerrilha, movimento negro e discriminação racial (1969)
10 – Inaugurado no Terreiro do Gantois, bairro da Federação, Salvador (BA), o Memorial Mãe Menininha (1992)

10 – Nasce Augusto Temístocles da Silva Costa, o humorista Tião Macalé, humorista célebre por suas participações no programa Os Trapalhões (1926)
11 – Nelson Mandela é libertado pelo governo racista da África do Sul, depois de 27 anos preso (1990)
12 – Nasce Arlindo Veiga dos Santos, acadêmico e primeiro Presidente da Frente Negra Brasileira (1902)
12 – Nasce em Duas Barras (RJ) o compositor e cantor Martinho José Ferreira, o Martinho da Vila, um dos grandes criadores do samba carioca e um dos maiores impulsionadores das relações culturais entre o Brasil e o continente africano (1938)
12 – Nasce em Garanhuns (PE) o cantor, compositor e instrumentista José Domingos de Morais - Dominguinhos (1941)

12 – Admitido o primeiro universitário negro na Universidade do Alabama - EUA (1956)
13 – Tem início com Amilcar Cabral em Cassaca, o I Congresso do PAIGC, nas zonas libertadas do Sul, que operou uma mudança decisiva no avanço da luta armada (1964)
14 – Nasce nos Estados Unidos, Frederick Douglas, escritor, defensor da causa abolicionista (1817)

14 – Nasce em Mesquita/RJ, Carlos Roberto de Oliveira, o cantor e compositor Dicró (1946)

15 – Publicado em Nova Jérsei (EUA) um ato que liberava todos os filhos de escravizados da escravidão (1804)
16 – Nasce na Filadélfia (EUA), a cantora de ópera Marian Anderson (1897)
17 – Nasce no Brooklyn, Nova York (EUA), o jogador de basquete Michael Jefrrey Jordan, Michael Jordan (1963)
18 – Fundação, em Salvador (BA), do Afoxé Filhos de Gandhi (1949)
18 – Independência de Gâmbia (1965)
19 – O americano W. E. B. Dubois, um dos pioneiros da luta pela independência e unidade africana, organiza o I Congresso Pan-Africano, em Paris (1919)
19 – Carter G. Woodson cria, nos EUA, a "Negro History Week", atualmente o "Black History Month" (Mês da História Negra) (1926)
20 – Publicada Carta Régia declarando que "sendo presente o demasiado luxo das escravas no Brasil, e devendo evitar-se esse excesso e o mau exemplo que dele podia seguir-se, El-rei era servido resolver que as escravas de todo o Brasil em nenhuma capitania pudesse usar vestidos de seda, de cambraia, ou halandas, com rendas ou sem elas, nem também de guarnição de ouro ou prata nos vestidos” (1696).
20 – Nasce em Miami (EUA), o ator, diretor e Embaixador das Bahamas no Japão, Sidnei Poitier (1924 ou 1927)

21 – Nasce em Tryon (EUA), Eunice Kathleen Waymon, pianista, cantora, compositora e ativista pelos direitos civis dos negros estadunidenses, mais conhecida pelo nome artístico Nina Simone (1933)
22 – É organizada em Nova Iorque (EUA), a Associação Nacional de Ajuda aos Libertos (1862)
22 – É destruído um quilombo na localidade entre os arroios Sampaio e Taquari Mirim, Rio Pardo (RS) (1853)
23 – Nasce em Great Barrington, Massachusetts (EUA), Willian Edward Burghard Dubois, considerado pai dos movimentos pelos direitos civis nos Estados Unidos e precursor do pan-africanismo (1868)
23 – O artista plástico Arthur Bispo do Rosário é levado pelas mãos do pai para o Escola de Aprendizes, no Quartel Central do Corpo de Marinheiros Nacionais Villegaignon no Rio de Janeiro, recebendo o número 15148.
23 – Nasce o ator e artista plástico Antônio Pompêo (1953)

23 – Nasce, em Recife/PE, José Bezerra da Silva, o cantor, compositor e instrumentista Bezerra da Silva (1927)
24 – Nasce na Cidade de Aurora (CE), o artista plástico Geraldo Simplício - Nêgo (1943)
25 – Nasce em Glória do Goitá (PE), João Francisco dos Santos, o Madame Satã, célebre transformista (1900)
25 – O pugilista Cassius Clay ganha o título de Campeão Mundial de Boxe na categoria peso pesado, ao derrotar na cidade de Miami, Flórida (EUA), Sonny Liston (1964)

26 – As potências europeias repartem o continente africano (1885)
26 – Nasce no Rio de Janeiro/RJ Wilson Simonal de Castro, o cantor Wilson Simonal (1939)
27 – Independência da República Dominicana (1844)
28 – Criação do Quilombhoje Literatura (1980)

.

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Mini-curso "História da África: reflexões em defesa de uma Filosofia Africana no mundo contemporâneo" - RJ



Professor Ms. Gustavo de Andrade Durão
Doutorando do Programa de História Comparada (IH-UFRJ), Pesquisador do Laboratório de Estudos Africanos da UFRJ (LeAfrica)
 
Ementa:
Debates sobre obras que abrangem a História da África e as formas de pensamento filosófico existentes no pensamento africano. Análises sobre o debate hegeliano em relação à História da África. Estudos das obras de proeminentes pensadores europeus como Levi Strauss, Hannah Arendt e Jean-Paul Sartre. Diálogos com uma perspectiva africanista do pensamento filosófico. Estudo das produções filosóficas e etno-filosóficas de pensadores do cânone africano: Yves Mudimbe, Paulin J. Hountondji, Achille Mbembe, Kwame A. Appiah, Aimé Césaire, Frantz Fanon, Léopold Senghor e Abiola Irele. Análise comparada das obras filosóficas africanas à luz dos modos de agir e pensar, com ênfase nas críticas ao colonialismo e ao pressuposto de inferioridade intelectual dos negros. Desenvolvimento de uma interpretação para as obras dos autores africanistas que laboraram para o protagonismo dos povos negros em escala transnacional (pan-africanismo).
 
Objetivos:
Analisar os argumentos contrários à existência de uma forma de pensamento reflexivo africano. Compreender a existência do diálogo entre os filósofos e pensadores europeus com os intelectuais do continente africano. Tomar como base a existência do cânone de pensadores africanos que preconizou os movimentos de contestação às formas de exclusão social e de expressão através da atividade intelectual. Interpretar e conhecer as obras dos autores africanos na valorização do pensamento dos povos negros na História, na História da África, na Filosofia e no pensamento humanista do mundo contemporâneo.
 
Conteúdo e cronograma:
12/02 – Apresentação do curso.
Debate: Há uma história da África? Possível diálogo entre Hegel e Ki-Zerbo.
26/ 02 – Diálogos sobre Raça e História.
11/ 03 – Refletindo acerca da Négritude de Senghor: Orfeu Negro e a crítica de René Depestre à Négritude.
25/ 03 –Frantz Fanon: Da tomada de consciência à formulação de uma teoria da exclusão.
09 / 04 – FILOSOFIA AFRICANA I – ACHILLE MBEMBE: REFLEXÕES NA CONTRAMÃO DO PENSAMENTO HEGELIANO.
23/ 04 – FILOSOFIA AFRICANA II – Referências da Filosofia Africana: em busca da Intersubjectivação. PARA PENSAR UMA ESSÊNCIA DO PENSAMENTO FILOSÓFICO AFRICANO.
07/ 05 – FILOSOFIA AFRICANA III – PAULIN HOUNTONDJI e YVES VALENTIN MUDIMBE: OPERANDO COM O SABER FILOSÓFICO AFRICANO.
21/ 05 – O Colonialismo: compreender para desconstruir. Retrato do colonizador e do colonizado.
04/ 06 – Apresentação dos Seminários. Encerramento do Curso.
Horários: Quartas-feiras de 17:00h às 19:30h (encontros quinzenais).
 
Bibliografia:
APPIAH, K. A. Na casa de Meu Pai – A África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto, 1998.
ARENDT, Hannah. As origens do totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.
BERNAL, Martin. Black Athena – The Afroasiatic Roots of Classical Civilization. Vol.1: The Fabrication of Ancient Greece 1785-1985. New Jersey: Rutgers University Press. 2003.
CASTIANO, José P. Referenciais da Filosofia Africana: Em busca da Intersubjectivação. Cidade do Cabo: Ed. Kadimah, 2010.
CÉSAIRE, Aimé. Discours sur le colonialisme. Paris: Présence Africaine, 1955.
FANON, Frantz. Pele Negra, Máscaras Brancas. Juiz de Fora: Editora da UFJF, 2008.
DEPESTRE, René. Buenos Dias y Adios a la Negritud. Cuba: Casa de las Americas, 1985.
GATES, Henry Louis Jr. The Criticial Fanonism. Critical Inquiry, University of Chicago Press, v. 17, n. 3, 1991.
HEGEL, Georg Wilhelm F. Filosofia da História. Brasília: Editora da UnB, 2008.
IRELE, Abiola. Introduction. In: HOUNTONDJI, Paulin J. African Philosophy – Mith & Reality. Indiana University Press, 1996.
KIZERBO, Joseph.– Introdução: As tarefas da História na África. In: História da África Negra – Volume 1, Portugal: Biblioteca Universitária – Publicações Europa-América, 2009.
LÉVI-STRAUSS, Claude. Raça e História. Lisboa: Editorial Presença, 2010.
LUMUMBA, Patrice; Lierde, Jean Van. La pensée politique de Patrice Lumumba. Paris, Présence Africaine, 2010.
MAGGIE, Yvone ; REZENDE, Claudia Barcellos (orgs.) Raça como retórica – a construção da diferença. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.
MBEMBE, Achille. As formas africanas de Auto-Inscrição. Estudos Afro-Asiáticos, ano 23, n. 1, 2001.
MEMI, Albert. O retrato do colonizador, seguido de o retrato do colonizado. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1977.
MUDIMBE, Yves. V. The invention of Africa: gnosis, philosophy, and the order of knowledge. (cap. 1. Discourse of Power and Knowledge of Otherness). IUP: 1988.
SARTRE, J.P. L'Orphée Noir. In: SENGHOR, Léopold. Anthologie de la nouvelle poésie nègre et malgache de langue française. Paris : PUF, 1948.
 
Detalhes do evento:
Dia(s): 12/02/2014 - 04/06/2014
Horário: 17:00h às 19:30h (encontros quinzenais)
Local: IFCS
Largo de São Francisco
Rio de Janeiro
 
A confirmação de inscrição no evento é de responsabilidade do organizador do mesmo.